Fortaleza, Terça-feira, 05 Julho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

A controladora da Assembleia Legislativa, Silvia Correia, informa que a Controladoria da Casa realizou uma pesquisa de satisfação junto aos órgãos do Legislativo, para uma avaliação da atuação da Controladoria. A iniciativa, conforme revela, faz parte do processo de melhoria contínua deste setor.  Segundo ela, 22 de 36 órgãos que compõem a estrutura administrativa da Alece, participaram da consulta, cerca de 61% do total.

"A pesquisa é bastante representativa, haja vista a abrangência do público pesquisado. Ela apresentou algumas características que são importante destacar. O perfil do público que respondeu está equilibrado entre diretores e gestores;  servidores e colaboradores", acentua. Silvia Correia revela que 48% das respostas vêm de servidores, e 52% de colaboradores. "Ou seja, há uma equivalência nestas respostas. Isso é muito importante para evitar qualquer viés de preponderância de um grupo sobre outro".

De acordo com a controladora, é importante destacar que 70% dos respondentes têm o mínimo de oito anos de atuação na Assembleia Legislativa. "A pesquisa foi respondida por profissionais e gestores que já conhecem a realidade do Legislativo". observa.

Resultados

Em relação aos resultados da pesquisa, Silvia Correia esclarece que foram abordados quatro áreas em que atuou a Controladoria em 2021. "A média de resultado da consulta, abrangendo todos os produtos e serviços do âmbito do setor,  aponta um índice de satisfação de 89,19%, o que é um indicador muito positivo". Entre os pontos mais relevantes, como a área de transparência, a pesquisa apontou que 94,1% dos respondentes afirmam estar satisfeitos.

"Esse resultado de satisfação abordam as duas grande entregas feitas pela Alece em 2021, que foram a plataforma Assembleia Mais Transparente e o trabalho de classificação das informações sigilosas", acentua. Na área de auditoria interna, que inclui auditoria de contas e auditoria do sistema de gestão da qualidade da Consultoria Técnica Legislativa, "nós temos 85,1% de satisfação, enquanto que no controle preventivo, onde temos o plano de ação para sanar fragilidades, tivemos o resultado de 88,3% de satisfação. Entre as atividades desenvolvidas pelo plano, tivemos a entrega do Manual de Fiscalização e Gestão de Contratos, além de orientações prestadas aos órgãos".

Nas ações estratégicas de controle, que envolvem o Comitê de Gestão Estratégica, Programa de Educação Continuada em Controle Interno, assessoramento do Conselho de Governança Fiscal, coordenado pelo governador do Estado, e a Rede de Controle Interno da Gestão Pública,  o índice de satisfação foi de 88,9%, conforme revela Silvia Correia. "Assim, a gente observa  que estamos no rumo certo, haja vista que o controle interno não é um fim, mas um dos pilares e mecanismos da boa governança. Isso nos traz satisfação e desafios para avançar em novos projetos e produtos", conclui.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99717.1801

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

                    

Publicado em Controladoria

A controladora da Assembleia Legislativa do Ceará e coordenadora da Rede Estadual de Controle Interno, Sílvia Correia, participou, de 8 a 10 de novembro, do 40º Congresso Brasileiro de Auditoria Interna, promovido pelo Instituto de Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil). Durante o evento, Sílvia Correia integrou o painel “O sucesso da auditoria interna no setor público: uma conversa sobre expectativas e realidade”, realizado na segunda-feira (09/11), com a participação de controladores de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraíba.

“Foi uma oportunidade onde nós podemos apresentar os modelos de governança e de auditoria interna do Poder Legislativo do Estado do Ceará. Na ocasião falamos, principalmente, da forma como estamos trabalhando modelos de convergência internacional, como Coso, IACM e Três Linhas do IIA -2020, que inclusive foi matéria de um fórum da Controladoria da Assembleia, em 29 de outubro”, explana.

Sílvia Correia explica que eventos da natureza do Congresso Brasileiro são muito importantes como “benchmarking”, porque além de compartilhar as experiências em desenvolvimento na Controladoria do Poder Legislativo, também são recebidas as experiências e as boas práticas adotadas por outros órgãos de controle interno.

“O Congresso teve mais de mil inscritos, foi realizado todo no formato online, em razão da pandemia de Covid-19, tendo se encerrado, nesta terça-feira (10/11) com palestra do professor e historiador Leandro Karnal sobre ética nesses tempos difíceis que estamos atravessando. Para nós foi uma excelente oportunidade de apresentar o que estamos fazendo e conhecer o trabalho realizado em outras auditorias internas do país”, afirma.

A controladora do Poder Legislativo aponta como destaque da mesa que participou, a presença da gerente de controle interno do Poder Judiciário da Paraíba, do Controlador Geral de Minas Gerais e de auditor federal de finanças e controle da CGU . “Foi um evento muito rico e muito oportuno para nós”, acentua.

10º Seminário Anual de Auditoria

A controladora revela ainda que na última segunda-feira (09/11) também participou do 10º Seminário Anual de Auditoria do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). “Apresentamos as macrofunções de controle interno”, disse. Segundo ela, o Ceará foi vanguarda na implantação das macrofunções e apresentamos para os demais colegas da Rede de Controle Interno e do TJCE a linha do tempo de como aconteceu essa implantação”, assegura.

Na exposição de Sílvia Correia foi apresentada a Emenda Constitucional 75/2012, que implanta quatro macrofunções (ouvidoria, controladoria, auditoria governamental e correição). “Foi muito interessante porque tivemos a participação de pessoas da Justiça Federal, que apresentaram o modelo IACM, que avalia a maturidade e a capacidade da auditoria interna, com a presença de todos os servidores da Controladoria e a auditora geral do Tribunal de Justiça”, afirma.

De acordo com ela, a cada oportunidade em que se compartilha no âmbito da Rede de Controle Interno do Estado do Ceará atividades dessa natureza, “está se fortalecendo a missão da instituição, de levar boas práticas, conhecimentos e experiências”, pontua.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

 

 

Publicado em Controladoria

A Universidade Superior do Parlamento (Unipace) realiza, nesta quinta-feira (29/10), a partir das 16 horas, o XVII Fórum de Controle Interno Preventivo, com a apresentação da controladora da Assembleia Legislativa e coordenadora da Rede Estadual de Controle Interno Silvia Correia. O evento será transmitido através de plataforma Zoom, a partir das 16 horas e faz parte do Programa de Educação Continuada em Controle Interno (Pecci). Os participantes receberão certificados. Para se inscrever, acesse o link https://bit.ly/3jfojXq

Silvia Correia lembra que o Pecci foi lançado em 2018 e tem como objetivo compartilhar com todos os órgãos da Assembleia, e parceiros da Rede Estadual de Controle Interno, conhecimentos e práticas de controle interno na gestão pública. "Em 2018, nós alcançamos 1.024 oportunidades de qualificação. Em 2019, foram 340 e em 2020, com a pandemia, nós resolvemos optar pelas atividades remotas, por medida de saúde, e por meio de plataforma virtual, estamos realizando o 17º fórum".

A controladora revela que esta edição do fórum irá abordar o modelo de governança da Assembleia Legislativa, previsto pela resolução 698, de 2019, "a partir do modelo de três linhas do Instituto Internacional de Auditores (IIA)". De acordo com Silvia Correia, este modelo existe há cerca de 20 anos e já foi objeto de fóruns. "O IIA reviu este modelo, este ano. Foi feita uma modernização. Essa atualização do modelo se deu em duas grandes áreas: gestão de riscos e a independência da auditoria interna".

Conforme esclarece Silvia Correia, a gestão de riscos é hoje indispensável em qualquer organização. "A Controladoria já vêm trabalhando neste campo. A gestão de riscos é feita pela área de negócios e pelas áreas operacionais". Quanto a independência da auditoria interna, ela observa que o IIA prevê que o órgão passa a funcionar de forma mais autônoma.

"Entendemos como independência não o isolamento. Em que pese a sua liberdade de atuação, a auditoria interna tem de ter uma convergência com a gestão, com a alta administração e com as estratégias da organização. Quem atua em auditoria interna, às vezes usa o chapéu de assessor e às vezes precisa usar o chapéu de auditor. Atuamos preventivamente com transparência, integridade, ética e disponibilizando ferramentas para assegurar esses requisitos. Mas também usamos o chapéu de auditor que vai avaliar os controles implantados".

Essa mudança de modelo será abordada durante o 17º Fórum, sendo compartilhado um esboço onde será mostrado, no modelo de governança e no organograma da Assembleia Legislativa, aprovado há um ano, como o modelo se comporta, acentua Silvia Correia. Na oportunidade serão dados exemplos práticos. "A gente espera contar com a presença de todos os servidores".     

JS 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

Temos 629 visitantes e 9 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500