Fortaleza, Segunda-feira, 15 Agosto 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

Nesta terça-feira (19/04) e quarta-feira (20/04), a Assembleia Legislativa do Ceará realiza, por meio do projeto Conecta Ceará, palestras virtuais com profissionais das áreas de saúde, direito e educação. O primeiro Webinar acontece no dia 19 de abril, às 16 horas, e terá o tema "Os avanços educacionais no contexto pós-pandemia’’.

Uma das palestrantes é a doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Cristiane Holanda. Ela também é conselheira estadual e gestora da Coordenadoria de Justiça Restaurativa e Mediação da Vice-Governadoria do Ceará. O debate conta ainda com a participação da doutora em Direito Constitucional pela Universidade de Fortaleza (Unifor), Oderlania Leite. Ela também é professora da Urca e secretária executiva da gestão da Rede Escola da Secretaria da Educação do Estado (Seduc).

Ciclo de palestras                   

O Conecta Ceará vem realizando também ciclo de palestras sobre abordagens do transtorno do espectro autista (TEA), em parceria com o Centro Inclusivo para Atendimento e Desenvolvimento Infantil (Ciadi) da Alece.
No próximo dia 20 de abril, também às 16 horas, a palestra será “Contribuições da Fonoaudiologia e da Musicoterapia na comunicação social de crianças com autismo”. Os palestrantes serão o musicoterapeuta Rodrigo Félix e a fonoaudióloga Geórgia Patrícia.

Serviço: Webinar "Os avanços educacionais no contexto pós-pandemia’’. Data: 19 de abril. Horário: 16 horas às 18 horas. Inscrição A reunião será pelo Zoom, por meio do link (ID da reunião: 833 2589 1074 / Senha de acesso: 223263) 

Webinar "Contribuições da Fonoaudiologia e da Musicoterapia na comunicação social de crianças com autismo”. Data: 20 de abril. Horário: 16 horas às 18 horas. Não é necessário fazer inscrição. Reunião pelo Zoom, por meio do link (ID da reunião: 836 7359 6817 / Senha de acesso: 212291)

Da Agência de Notícias da Alece

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99717.1801

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

Publicado em Categoria Matriz

Ao longo do mês de abril, o Conecta Ceará, iniciativa da Assembleia Legislativa do Ceará, realiza uma série de Webinar com foco na educação de qualidade, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), que destaca a necessidade de garantir o acesso à educação inclusiva, de qualidade e equitativa para todos.

Dialogando com essa temática e com o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo (02/04), o Conecta Ceará promove, nesta terça-feira (12/04), a partir das 16 horas, o Webinar “Transtorno do espectro do autismo na criança - saberes e intervenções”.

O evento virtual do projeto, realizado pelo Comitê de Responsabilidade Social da Alece, recebe o médico pediatra Sulivan Mota, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e presidente do Instituto da Primeira Infância (Iprede).

O acesso ao Webinar é aberto ao público e realizado pela plataforma Zoom, pelo link https://us06web.zoom.us/j/84687963737?pwd=ZnRjU2lyaXRhNHdtRW1VaGRMWFJTUT09 (ID da reunião: 846 8796 3737/ Senha de acesso: 418823).

As inscrições para participar do Conecta Ceará, que tem como objetivo de promover conhecimento e diálogo com os municípios cearenses, podem ser realizadas no link (https://bit.ly/3uh5Li8). Os participantes recebem certificado.

Ciclo de palestras

A partir da compreensão da relevância da temática e da troca de saberes para o desenvolvimento de ações, o Conecta Ceará vem realizando também ciclo de palestras sobre abordagens do Transtorno do Espectro Autista em parceria com o Centro Inclusivo para Atendimento e Desenvolvimento Infantil (Ciadi) da Alece.

Na quarta-feira (13/04), às 16 horas, será debatido o tema “Comportamentos inadequados: como lidar”, com as psicólogas Sara Carneiro e Mariana Nocrato, profissionais que fazer parte da equipe multidisciplinar do Ciadi.

O evento virtual pode ser acessado pela plataforma Zoom pelo link https://us06web.zoom.us/j/86400565544?pwd=NEh4N1JQZzBLbjVPYUNvNnA5WTAyZz09 (ID da reunião: 864 0056 5544/Senha de acesso: 554292).

Ao longo do mês ainda serão abordados temas como a comunicação das crianças com autismo e a autonomia e independência da vida diária. 

Da Assessoria de Imprensa do Comitê de Responsabilidade Social da Alece

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

WhatsApp: 85.99717.1801

 

Publicado em Categoria Matriz

A Célula de Saúde e Segurança do Trabalho do Comitê de Responsabilidade Social, em parceria com a 1ª Companhia de Bombeiros da Capital, realizou, nesta quinta-feira (07/04), no Auditório Murilo Aguiar, um ciclo palestras sobre segurança ocupacional e combate a incêndio. A iniciativa, que também teve o apoio da Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), foi voltada para os servidores de todos os setores da Assembleia Legislativa do Ceará.

O orientador da Célula, Joaquim Garcia, revelou que tem recebido apoio da Companhia de Bombeiros, sempre que necessário. Ele destacou que o evento teve por objetivo levar orientações aos servidores sobre a prevenção e combate a incêndios. "Trabalhamos sempre conjuntamente nas ações de nossa Célula. Nesta oportunidade, trazemos medidas que devem ser tomadas diante de uma situação de incêndio, principalmente quanto à prevenção".

O comandante da 1ª Companhia, coronel Leandro Nogueira, durante a abertura das palestras, disse que os participantes serão informados sobre medidas que devem ser adotadas para que não aconteçam incêndios ou evitar que a ação do fogo assuma grandes proporções. Ele assinalou que em sua vida profissional já participou de socorro de dezenas de casos e praticamente nenhuma vítima teve nenhum acesso prévio a informações sobre a prevenção.

Investimento em segurança

Leandro Nogueira observou ainda que gastos como compra de extintores de incêndio ou renovação da fiação elétrica de um imóvel não podem ser considerados despesa, mas um investimento em favor da segurança. Ele revelou ainda que há casos com grandes perdas de bens e até mesmo de vidas, que poderiam ser evitadas se algumas medidas preventivas tivessem anteriormente sido adotadas.

O comandante destacou ainda que a Companhia está disponível para todos os servidores durante 24 horas do dia, em dois turnos de 12 horas diárias, 7 horas às 17 horas e de 17 horas às 7 horas, podendo ser acionada sempre que necessária, em qualquer horário. Ele assinalou que o Corpo de Bombeiros também trabalha com percepção de riscos. "A população precisa perceber os riscos inerentes, tanto no local de trabalho quanto em sua residência. A gente sempre orienta quanto ao uso correto do gás de cozinha e a parte elétrica", afirmou.  

O diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Alece, Luis Edson Sales, lembrou que o Corpo de Bombeiros é uma instituição que possui o mais alto índice de credibilidade perante a comunidade, por realizar uma atividade que beneficia a todos. Ele lembrou também que o  DSAS também trabalham conjuntamente, quando se trata de primeiros socorros no âmbito da Casa.

A diretora do Departamento Administrativo da Alece, Lise Novais, também presente ao evento, assinalou que a Saúde Ocupacional tem por objetivo zelar pela saúde física e mental do trabalhador, e trata da segurança do colaborador enquanto ele exerce seu trabalho. Seu objetivo é reduzir os acidentes que estão sujeitos a acontecer, além de resguardar a integridade social, física e mental do trabalhador. “Quando se fala em Segurança Ocupacional, podemos associá-la aos fatores: Medicina do Trabalho, controle e prevenção dos riscos, no ambiente do trabalho,  doenças do trabalho, higiene e outras; é preciso ficar alerta e procurar as informações necessárias para melhor desempenho de nossas atividades e nossa saúde física e mental”.

As exposições ficaram a cargo do tenente coronel BM Jectan Oliveira, doutor em prevenção e combate a incêndio, da capitã BM Samara Dantas e o tenente BM Rafael, da 1ª Companhia. Samara Dantas assinalou que o evento teve como foco o combate ao incêndio, e como cada pessoa pode atuar em caso de princípio de incêndio. "Uma atuação correta dentro do ambiente de trabalho ou em casa, no momento de princípio de incêndio é de extrema importância e não haja perdas de patrimônio ou até mesmo de vidas", alertou.

Ciclos de palestras

Amanda Melo, articuladora do Comitê de Responsabilidade Social da Alece, ressaltou a importância do momento de formação para os servidores e a segurança da Casa. Ela lembrou que as ações com foco na temática foram iniciadas em 2021 e terão continuidade em 2022, com ciclo de palestras.

A Célula de Saúde e Segurança do Trabalho desenvolve ações que buscam assegurar uma vida saudável e um ambiente laboral seguro visando promover o bem-estar a partir do entendimento de que conforto, segurança e eficiência influenciam a saúde do ser humano de forma global, tanto no ambiente de trabalho como fora dele.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

WhatsApp: 85.99717.1801

Publicado em Categoria Matriz

A Célula de Fonoaudiologia, o  Núcleo de Práticas Sistêmicas e o Núcleo de Mediação de Conflitos da Assembleia Legislativa do Ceará realizaram, nesta quarta-feira (10/11), palestras dentro da campanha "Ouça Bem, Previna a Surdez", promovida pelo Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Casa. A iniciativa é também alusiva ao Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez, que transcorre nesta quarta-feira, e que foi criado como símbolo de luta pela educação, conscientização e prevenção sobre os problemas relacionados à surdez e à saúde auditiva.

O evento, direcionado aos alunos deficientes auditivos do Instituto Filippo Smaldone, de orientação católica, foi aberto pela primeira-dama da Assembleia, Cristiane Leitão, pelo diretor do DSAS, Luis Edson Sales, e pela orientadora da Célula de Fonoaudiologia da Alece, Socorro Timbó. Na oportunidade, Luis Edson destacou que receber e acolher os estudantes presentes se revestiu em um momento de alegria. Ela destacou o "excelente trabalho" que vem sendo realizado pelo presidente de Alece, deputado Evandro Leitão (PDT), e sua esposa, Cristiane, no sentido promover o acolhimento da comunidade.

"A informação é de fundamental importância tanto para a promoção da saúde quanto para a prevenção da surdez. Esse tema apresentado por nossos profissionais ressalta a nossa preocupação em levar ao servidor e à servidora nossa maior missão: o cuidar, o acolher e o de informar para uma melhor qualidade de vida", pontuou Luis Edson.

Interação com estudantes

A primeira-dama da Assembleia, Cristiane Leitão, afirmou que foi forte a emoção de encontrar os alunos do Instituto Filippo Smaldone, seu ambiente de trabalho durante seis anos. Fonoaudióloga por formação, ela revelou que essa atividade profissional a direcionou espontaneamente para a especialização em audiologia. "Aprendi muito no instituto e me especializei visando ao atendimento de portadores de dificuldades auditivas", explanou.

Cristiane Leitão lembrou que o Instituto direcionava os alunos somente à oralidade, no início, mas depois também veio a adotar a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ela contou que acompanhou o desenvolvimento de muitas crianças, levando-as, inclusive, ao seu consultório. "Por conta desse trabalho do Instituto, muitas crianças vieram a ser advogados, fisioterapeutas, médicos e empresários", disse.

Socorro Timbó disse aos presentes que também estava sentindo uma grande alegria em receber os alunos, e definiu este como o primeiro de muitos eventos voltados às pessoas com deficiência auditiva a serem realizados pelo DSAS. "É uma manhã de acolhimento, onde todos têm a oportunidade de tirar dúvidas sobre o sentido da audição", definiu. A orientadora observou ainda que o Instituto Filippo Smaldone se preocupa não somente com a formação educacional dos jovens, mas também com o lado espiritual de todos.

Palestras

A primeira palestra, "Cuidados importantes que o surdo deve ter com a audição e o uso do aparelho auditivo", foi apresentada pelo médico otorrinolaringologista Luiz Ricardo Martin e pela fonoaudióloga Valéria Cavalcante. Ambos abordaram aspectos fisiológicos da audição e as causas que levam à surdez total ou parcial. Ele apresentou a fisiologia do aparelho auditivo, exibindo um vídeo onde é mostrado o caminho que a onda sonora percorre no ouvido.

Luiz Ricardo Martin também informou que as perdas auditivas são classificadas como perda auditiva condutiva, perda auditiva sensorioneural e perda auditiva mista. Quando há a perda, muitas vezes, o paciente não reconhece a redução da qualidade da audição. Desta forma, geralmente, no seu entender, um parente próximo identifica o problema.

As causas das perdas, segundo afirmou o médico são alteração metabólica, barotrauma, caxumba, colesteatoma, doença de Meniére, genética, medicamentos ortotóxicos, meningite, ostoclerose, presbiacusia, rubéola, sarampo, som intenso, trauma acústico, traumatismo, tumores benignos e malignos.

Inclusão em pauta

A advogada Juliana Holanda apresentou a palestra "Direitos e inclusão do deficiente auditivo no mercado de trabalho". Ela assinalou que há uma previsão na Constituição Federal, no capítulo relacionado aos Direitos Humanos, que trata sobre o acesso universal à justiça. "Esse acesso é igual para todos, independente de cor, raça, etnia, ou até mesmo de uma deficiência", afirmou.

Segundo ela, as pessoas acometidas de qualquer deficiência têm de ter a consciência deste direito e o que a lei traz de proteção para cada um. "Temos ainda uma limitação muito grande com empresas, entes públicos e privados, em relação a essa abrangência. Mas nós temos a lei das cotas que garante uma porcentagem de inserção dessas pessoas", considerou.

Entre as palestras, Cristiane Leitão e a dirigente do Instituto, Irmã Lilian, foram homenageadas pelos estudantes, com a oferta de flores. Ao final, houve também uma "vivência interativa", com todos os presentes facilitada pela coordenadora do Núcleo de Práticas Sistêmicas da Alece, Selma Machado. Também foi sugerido que todos cadastrassem o Instituto Felipo Smaldone como beneficiário do programa de notas fiscais da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz).

Webinar tratou da temática

Nesta terça-feira (09/11), a Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace), por meio da Célula de Qualificação dos Servidores, realizou Webinar com o tema "Ouça Bem, Previna a Surdez". A apresentação foi realizada pela fonoaudióloga Ana Paula Nogueira Lima Martin, com especialização em Audiologia e em Estética Facial.

Ela é também professora da Especialização em Motricidade Orofacial da Faculdade Inspirar, de Teresina (PI). Atua em consultório nas áreas de audiologia, otoneurologia, fono estética (rejuvenescimento facial), linguagem e fala. Atualmente, integra a Célula de Fonoaudiologia do DSAS.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

A Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Ceará (Assalce) promoveu, em parceria com o Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC), nesta terça-feira (08/10), uma tarde de palestras para as terceirizadas que atuam nos Serviços Gerais da Casa. As atividades deram prosseguimento à campanha de conscientização do câncer de mama desenvolvida neste mês no Poder Legislativo.

A advogada Ákila Costa Silva apresentou 20 direitos que são garantidos para as pessoas diagnosticadas com câncer no Brasil. “A Lei dos 60 Dias garante ao paciente com câncer o direito de iniciar o tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS) em, no máximo, 60 dias após o diagnóstico da doença. A legislação garante direitos de acesso aos serviços públicos para o diagnóstico precoce e tratamento do câncer ,mas a população  desconhece'', alertou.

Ákila, que é especialista em Direito Previdenciário e Trabalhista, afirmou que os direitos são esquecidos e muitas vezes desrespeitados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). ''Alguns pacientes interrompem o tratamento do câncer por conta de uma dificuldade contratual que é solucionada na justiça. Quem tiver seu direito violado pode recorrer ao Ministério Público e Defensorias Públicas'', informou.

Importância da autoestima

O câncer de mama é o tipo de doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil. O seu tratamento pode provocar mudanças físicas significativas como queda de cabelo, ganho de peso e até mesmo a perda da mama, resultando em uma baixa autoestima. Para incentivar as mulheres no processo de autoaceitação durante esse processo, a master coach e integrante do MMLC, Viviane Vale tratou sobre o tema '' O Poder da Autoestima''.

“A mulher que enfrenta o câncer de mama é mutilada pela doença, perde um seio, o cabelo, que são símbolos da feminilidade e sofrem com a autoestima. É preciso acima de tudo se aceitar e entender que a essência é mais importante que a aparência'', destacou.

A coach de autoestima acrescentou que o processo de autoconhecimento e o apoio familiar são fundamentais para ''conviver'' com o câncer. ''Cada pessoa tem sua missão na terra, algo que Deus nos confiou. Quando identificamos  o nosso propósito de vida, podemos superar qualquer obstáculo e nos reerguer. O apoio da família e dos amigos também é fundamental na etapa de descoberta e tratamento'', afirmou.

A deputada Augusta Brito (PCdoB) prestigiou as palestras realizadas no Complexo de Comissões Técnicas da Casa. A parlamentar reforçou a necessidade da realização da mamografia para diagnosticar a doença. ''A mulher tem muitos afazeres, trabalho, cuidado com os filhos, com a casa, estudo e por algumas vezes a saúde é deixada de lado. Isso não pode acontecer e me coloco à disposição  para ajudar no que for preciso'', destacou.

O chefe do Setor de Serviços Gerais da Assembleia, Cláudio Henrique Martins, afirmou que o Poder Legislativo preza pela saúde das funcionárias .''Sem saúde não podemos trabalhar. Parabenizo e agradeço à Assalce e ao MMLC pela realização dessa palestra para nossa equipe'', pontuou.

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL-CE

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

Publicado em ASSALCE
InícioAnt12PróximoFim
Página 1 de 2

Temos 996 visitantes e 5 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

QR Code

Portal do Servidor - Mostrando itens por tag: Palestras - QR Code Friendly



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500