Fortaleza, Domingo, 26 Junho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

O médico ginecologista Carlos Augusto Pereira, do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS), da Assembléia Legislativa do Ceará, realizou, nesta quinta-feira (21/10), uma exposição sobre cuidados e medidas preventivas ao câncer de mama para as mulheres que fazem parte do projeto Bem-Me-Quero. A realização da palestra foi uma parceria com o Comitê de Responsabilidade Social da Casa, por meio da Célula de Articulação e Fomento à Cidadania. A iniciativa foi coordenada pela master coach Viviane Vale, que integra o Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC). Também participou da reunião a primeira-dama da Alece, Cristiane Leitão.

O projeto busca desenvolver a autoestima e a inteligência emocional de mulheres egressas do sistema penal. O encontro foi realizado no Auditório do Anexo III da Assembleia (Edifício Deputado Francisco das Chagas Albuquerque) e contou também com a presença da gestora do Núcleo de Psicologia do DSAS, Conceição Guerra Martins, que apresentou e disponibilizou às participantes do Bem-Me-Quero o plantão psicológico do setor.

Durante a exposição, que integra as atividades da campanha Outubro Rosa do Poder Legislativo, o médico destacou que durante todo o mês está se fazendo um alerta sobre a prevenção do câncer de mama em toda sociedade. "Há o envolvimento de um todo – médicos, sociedade civil e empresas – para que se proporcione às mulheres, principalmente, informações precisas de como elas podem evitar, diagnosticar e tratar o câncer de mama", afirmou.

Orientações

De acordo com Carlos Augusto Pereira, o câncer de mama é um dos tipos mais presente em todo o mundo, só tendo incidência inferior ao câncer de pele. "As mulheres são atingidas de maneira bem alarmante. Assim, há a necessidade que se faça uma política de prevenção e de diagnóstico precoce", defendeu. Com essas medidas, são reduzidos os custos de tratamento, sendo permitida a elevação do número de pessoas atendidas pelo sistema de saúde, conforme explicou o médico.

Dentre as medidas indicadas pelo profissional de saúde, foram apontadas a prática de hábitos saudáveis, como prática de exercícios físicos, boa alimentação, redução do consumo de álcool e cigarro, evitar obesidade e uso de medicamentos hormonais não prescritos por médicos. Ele também indicou como práticas que devem ser adotadas o autoexame periódico e a realização de mamografia anualmente.

Saiba mais

O Projeto Bem-Me-Quero, desenvolvido pelo do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense, tem encontros voltados para o resgate da autoestima e promoção da ressocialização de mulheres em cumprimento de pena. A iniciativa é resultado de convênio firmado entre a Assembleia Legislativa do Ceará e o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE).

Na reunião de hoje, Viviane Vale apresentou uma aula sobre comunicação, dentro da perspectiva da autoestima. "Uma das premissas deste projeto é também ajudar as participantes na forma de se comunicar. A gente tem todo um trabalho científico por trás disso. A comunicação nos dá empoderamento e pode mandar comandos para o cérebro e a gente usa todas as ferramentas do coach para ensinar a amar-se", afirmou.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

A qualificação dos servidores é uma preocupação constante dos órgãos que compõem a Assembleia Legislativa do Ceará. Este processo é fundamental no que se refere aos servidores que atuam nas Comissões Técnicas permanentes, pois nelas tramitam as iniciativas legislativas antes de votação em plenário pelos 46 deputados e deputadas estaduais.

A Diretoria Legislativa da Casa, por meio da Célula de Comissões Técnicas Permanentes, realizou, no dia 30 de abril, palestra sobre o tema “Processo Legislativo nas Comissões Técnicas Permanentes”. Devido à pandemia de Covid-19, o evento foi transmitido pela plataforma digital Zoom, e contou com a participação de aproximadamente 60 servidores.

A exposição foi ministrada por Rejane Auto, orientadora da Célula de Comissões Permanentes, com objetivo de apresentar aos novos secretários das comissões técnicas a dinâmica do processo legislativo referente aos colegiados, bem como atualizar o corpo técnico veterano.

Na oportunidade, Rejane Auto apresentou o processo legislativo nas comissões técnicas conforme o disposto no artigo 48 do Regimento Interno da Casa. Em resumo, foi apresentado o rito processual de tramitação das proposições nas comissões, prazos regimentais para vistas, designação de relator, emissão de parecer e deliberação da comissão, bem como aspectos procedimentais para realização das atividades das comissões, dentre as quais reuniões ordinárias e extraordinárias, audiências públicas e seminários.

O momento também contou com a participação do diretor legislativo Fabrício Machado e equipe técnica composta por Beatriz Mendonça, Leila Pires, Railuci Moreno e Taísa Mourão. Este foi o primeiro encontro de interatividade motivado pela Diretoria Legislativa da Casa na atual gestão.

JS, com assessoria da Diretoria Legislativa da AL

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

A “Biodiversidade em tempos de pandemia” foi abordada em palestra na abertura da Semana do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Ceará, pela jornalista Maristela Crispim, realizada na tarde desta sexta-feira (05/06) e transmitida pela TV Assembleia e FM Assembleia. De iniciativa da Célula da Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P) da AL, o evento virtual segue com programação até o dia 12 de junho.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento do Semiárido da AL, deputado Acrisio Sena (PT), destacou a importância de trazer debates sobre meio ambiente ao Parlamento cearense e trouxe algumas reflexões levantadas no debate do qual participou pela manhã, promovido pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), sobre educação ambiental no contexto da pandemia e pós-pandemia.

“O professor Marcos Sorrentino trabalhou o eixo pensar, pensar pós-pandemia no universo do indivíduo e do coletivo; o dialogar, com perspectiva crítica, e crítica à política implementada pelo Governo Federal, que é uma política voraz contra a pauta ambiental; mas o que mais me chamou atenção foi a questão do resistir: a resistência do mundo todo ao defender essa pauta ambiental e a necessidade de potencializar a rebeldia”, ressaltou.

O secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, lembrou que Charles Darwin afirmou, em seu livro “A origem das espécies”, que não são os mais fortes nem os mais inteligentes que vão sobreviver, mas sim os que melhor se adaptarem às mudanças. “A natureza está a exigir nossa mudança, e nós é que temos que mudar para se adaptar à natureza”, frisou. O titular da pasta salientou ainda que o Brasil é o país com maior biodiversidade do mundo, tendo sido sede, por duas vezes, de conferências internacionais sobre o meio ambiente.

A engenheira ambiental e orientadora da Célula A3P da AL, Carla Morgana Tavares, reiterou que a programação online só engrandece o evento. “Tivemos a oportunidade, pela primeira vez, de conseguir atingir novos públicos. E a gente diminuiu a nossa pegada ambiental reduzindo inclusive o material gerado, e os nossos resíduos”, ressaltou. Ela anunciou o lançamento hoje do concurso de vídeo com o tema "Sustentabilidade em casa: um minuto que pode salvar o mundo". Os vídeos devem conter exemplos de práticas sustentáveis durante o período de isolamento social no estado do Ceará. O regulamento está no portal oficial da AL.

Já o deputado Renato Roseno (Psol) chamou atenção para o fato de que todos os cientistas afirmam que essa pandemia, dentre outros fatores, é fruto do desequilíbrio ambiental. “Pelo menos 200 vírus que contaminavam outras espécies acabaram migrando para os seres humanos. Isso é atribuído ao desequilíbrio ecológico, desmatamento, agigantamento das cidades e ausência de saneamento básico”, apontou. O parlamentar também criticou a “política ecocida” do atual ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e ressaltou a necessidade de se falar sobre reconversão produtiva e redução de resíduos sólidos.

Para o deputado Marcos Sobreira (PDT), presidente da Comissão de Cultura e Esportes da AL, a pandemia trouxe reflexões sobre diversos aspectos do meio ambiente. “Podemos ver, em diversos locais do nosso país, que a poluição do ar diminuiu e que a qualidade de vida na cidade aumentou. Que possamos ter essa atenção maior e ver o quanto o meio ambiente reagiu nesses dois meses e meio que estamos em isolamento”, refletiu.

O presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp) da AL, João Milton Cunha, enfatizou que o Inesp está engajado na agenda ambiental com a produção de livros no formato digital. “É importante em termos de racionalização dos recursos públicos, sustentabilidade e novos horizontes para publicações futuras”, pontuou.

Biodiversidade e pandemia

A jornalista Maristela Crispim, editora da Agência Eco Nordeste e mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente, afirmou que este período de pandemia, isolamento social, retração econômica pode ser um momento de oportunidade para repensar, rever e agir por mudança nas ações e nos modelos produtivos.

Segundo ela, todos precisam assumir sua responsabilidade, seja repensando as atitudes individuais de consumo e descarte, seja a mudança nas formas de produção por parte das empresas e o diálogo dos setores e poder público em busca de novos modelos de desenvolvimento.

Maristela Crispim apontou ainda que as pandemias têm relação com desequilíbrios ecológicos causados pela ação humana e, por isso, é ainda mais importante esse momento de transição para melhorarmos as práticas enquanto sociedade.

De acordo com a jornalista, inúmeros estudos vêm sendo divulgados no mundo sobre a oportunidade de acelerar a transição para uma economia mais sustentável neste contexto de crise da Covid-19. Para ela, o Brasil, que tem uma grande riqueza na biodiversidade e nos saberes das comunidades tradicionais, teria potencial para ser vanguarda nessa transição.

No entanto, ressaltou Maristela, a imagem brasileira no exterior está abalada e estudos divulgados pelo Observatório do Clima recentemente apresentaram estimativa de alta de 10 a 20% nas emissões brasileiras por causa do desmatamento. “Não podemos deixar de ser vigilantes”, comentou, destacando ainda a atuação do jornalismo ambiental e independente.

A semana do meio ambiente prossegue no dia 09/06 às 16h, com palestra sobre “O valor da conservação da biodiversidade frente à economia, saúde e gestão pública”, na plataforma Zoom; e dia 12/06, às 16h com o Painel “A interferência humana na biodiversidade na origem das pandemias”.

Da Agência de Notícias da AL

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL-CE

Email:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829

Publicado em A3P

A Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace), por meio da Célula de Qualificação dos Servidores, vai iniciar, nesta segunda-feira (25/05), a partir das 17 horas, o Projeto Webinar. O evento consiste em um ciclo de palestras desenvolvido de forma remota, por especialistas, voltado exclusivamente para os servidores da Assembleia Legislativa do Ceará interessados em participar.

A primeira edição do Webinar terá como palestrante a PhD em Ciências da Educação e professora de Gestão Pública da Unipace, Germânia Kelly Ferreira de Medeiros. A palestra terá como tema “A Profissionalização da Gestão Pública no Contexto da Pandemia”. De acordo com a coordenadora da Célula de Qualificação dos Servidores, Norma David, o projeto foi formatado para a realização de várias palestras, até o início de julho, sempre às segundas-feiras, às 17 horas.

Para participar, conforme explicou a coordenadora, os servidores devem requerer à célula, através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou WhatsApp  996354551, o link para o acesso da plataforma Zoom, que irá transmitir a palestra. Não há limite de participantes. “Estas palestras virtuais são um meio que a Unipace encontrou para contribuir com a aperfeiçoamento profissional dos servidores, mesmo no período de isolamento social. Esperamos, com isso, estar auxiliando na formação do público interno da Casa, trazendo estas temáticas até o término do período de isolamento social”, frisa.

Norma David explica ainda que serão vários temas abordados durante os encontros virtuais, nos quais cada expositor convidado fará uma apresentação do assunto por 30 minutos. Em seguida será aberta a oportunidade dos participantes fazerem perguntas e terem seus questionamentos abordados pelo palestrante.

A palestra seguinte, em 1º de junho, será “Gestão do Tempo: como aumentar sua produtividade durante o isolamento social”, proferida por Adriana de Alencar, doutora em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (Unifor) e especialista em Psicologia Aplicada e Psicopedagogia. Em 8 de junho, o tema será “A Tecnologia Digital a favor da educação, trabalho e socialização: técnicas simples para você utilizar sem sair de casa”, a cargo de Charlie Lopes, coordenador de Tecnologia da Informação do Poder Legislativo. Os eventos estão programados até 6 de julho, sempre às 17 horas das segundas-feiras, a depender da manutenção ou não do isolamento social.

Norma David esclarece ainda que não existirá necessidade de inscrição prévia, bastando que o servidor interessado em participar acione o link a ser disponibilizado com antecedência do evento. Os debates serão mediados pela Célula de Qualificação de Servidores da ALCE, que também será responsável por mediar as perguntas enviadas ao palestrante. Os certificados de participação serão emitidos ao término do período de quarentena.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL-CE

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829

A Coordenadoria de Tecnologia da Informação (COTI) da Assembleia Legislativa do Ceará realizou nesta segunda-feira (06/04) seu nono encontro mensal, com palestra transmitida remotamente sobre cuidados com o lado mental em tempos de coronavírus, em evento destinado aos servidores do setor. A exposição coube à psicologa Raquel Penaforte, que atendeu ao convite do diretor do setor, Charlie Lopes, e contou também com a participação da diretora do Departamento de Gestão de Pessoas (DGP) Elenice Ferreira Lima, que curou-se recentemente da enfermidade. Os encontros são promovidos mensalmente, num parceria entre a COTI e o Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) do Poder Legislativo.

Durante o o encontro denominado de "COTI Break", que contou com a presença de 38 servidores e servidoras do Poder Legislativo, Raquel Penaforte explicou que o primeiro sinal surgido durante crises, como a pandemia que o mundo atravessa, é o medo, e as três reações que se tem são parar, recuar ou fugir. “Não estávamos preparados, mesmo acompanhando as notícias de outros países, porque a pandemia chegou muito rápido. Agora estamos na mais fase mais inteligente que é recuar. A gente não conhece bem o inimigo. Não há uma maneira real de enfrentamento”, afirmou.

Apesar de muitas pessoas ainda não terem levado em consideração os riscos, a psicóloga avalia que o medo gera a ansiedade. “A preocupação de como será o dia de amanhã, daqui a um mês, se vou ou não pegar doença são as questões, o que provoca uma ansiedade”, apontou. Ela observou que não há como fugir da realidade, porém avaliou que isso pode ser feito de uma forma mais controlada.

Como acompanhar o que sai na mídia

Uma das medidas sugeridas por Raquel Penaforte é reduzir o volume de noticiário consumido pelas pessoas, diariamente. “As notícias têm influência na ansiedade. A gente deve ver para saber o que está acontecendo e como se proteger e também informar a quem tem menos acesso. Mas não precisa ver da hora que acorda até dormir.  Quando isso acontece, a pessoa se deita com angústia e dor no peito. A falta de ar é um dos principais sintomas. Melhor, então é se atualizar apenas uma ou duas vezes por dia”, aconselhou.

A expositora também alertou para a difusão de falsas informações através de redes sociais como fator de ansiedade. Como não há sequer tempo de checar o turbilhão que nos chega, estão repassando muitas fake news.

Outra recomendação dada aos participantes do Coti Break é desacelerar.  Raquel lembrou que todas as pessoas estão sempre cheias de coisas pra resolver diariamente, no cotidiano normal, sendo comum dizer e ouvir dizer que as pessoas levam a vida de forma muito agitada e que não têm tempo para fazer tudo o que necessitam. Porém, cada um manipula o seu próprio tempo e distribui as tarefas da forma que lhe é conveniente. “Dentro de casa a gente tem todas as tarefas domésticas, filhos, família, e precisa encaixar uma rotina para o home office. Para muita gente não é fácil dividir as tarefas ao longo do tempo, e passa a se cobrar, também gerando ansiedade”, afirmou.

Por isso ela salentou que apesar do home office ser uma atividade importante, há pessoas que não estão conseguindo realizá-lo de forma eficiente. Porém, essas pessoas podem ser produtivas de outras maneiras, conforme explicou Raquel. Ela também apontou como forma de reduzir a ansiedade o hábito de procurar manter contato com pessoas, mesmo que remotamente, para além de envio de memes e correntes religiosas. “É preciso buscar uma aproximação de forma mais pessoal e direcionada”, avisou.

Gratidão e reconhecimento

Antes da exposição, Elenice Ferreira Lima agradeceu todo o apoio prestado pela COTI às pessoas e às atividades desenvolvidas pelo Departamento de Gestão de Pessoas, de forma a assegurar a continuidade das tarefas cotidianas, por meio do home office. Ela revelou que esteve recentemente enferma com o Covid-19, mas felizmente superou e agradeceu a solidariedade recebida durante esse período. Ela destacou ainda que a Assembleia Legislativa do Ceará foi a primeira do país a realizar sessões remotas, graças aos esforços empenhados pela Coordenadoria.  “Recebemos muitos e-mails de legislativos de todo o país, pedindo orientações para também realizar sessões remotas”, destacou.

Charlie Lopes informou que durante o período os trabalhos da COTI têm sido redobrados porque praticamente toda a Assembleia Legislativa vem trabalhando remotamente e precisa do suporte de seus servidores. “Quem não está presente nesse nosso encontro remoto é porque está desenvolvendo algum trabalho”, pontuou.

JS

 


Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Whatsapp: 85.99147.6829

Temos 390 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500