Fortaleza, Segunda-feira, 15 Agosto 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

O lançamento do livro "Turismo Contemporâneo Cearense: abordagens da gestão de negócios turísticos", publicado pelo Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp), marcará, nesta segunda-feira (27/05), uma etapa importante na trajetória de servidores da Assembleia Legislativa do Ceará.

A atividade será realizada junto à solenidade de reconhecimento ao curso de Mestrado em Gestão de Negócios Turísticos da Universidade Estadual do Ceará (Uece), às 18 horas, no Auditório Murilo Aguiar.

Em atendimento a requerimento proposto pelo deputado estadual Heitor Férrer (SD), a atividade é relativa ao curso que capacitou 22 servidores do Poder Legislativo entre 2012 e 2017. Na ocasião, serão homenageados os coordenadores do curso, professores doutores Fábio Perdigão Vasconcelos, Luzia Neide Coriolano e a secretária Adriana Fonteles.

Fruto de atividades desenvolvidas ao longo do curso, o livro traz artigos dos alunos, dentre os quais servidores da AL-CE. Os organizadores são Luzia Neide Coriolano, Fábio Perdigão Vasconcelos e Luciana Maciel Barbosa Caracas.

A solenidade é realizada a convite do presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Sarto (PDT). A organização do evento sugere a utilização de traje esporte fino.

No dia 7 de março de 2019, uma data redonda marcou cinéfilos do mundo inteiro: trata-se do registro de 20 anos decorridos da morte do cineasta estadunidense Stanley Kubrick (1928-1999). O período é propício para a leitura de "Stanley Kubrick - o monstro de coração mole", livro de autoria do escritor e publicitário Marcius Cortez. A obra, disponível para vendas pela Internet e em algumas das principais livrarias de Fortaleza, revisita a obra do cineasta e, por meio dela, traça seu perfil, com novas informações sobre um artista controverso, mas cuja filmografia tem inegável importância para a história da Sétima Arte.

Tido pelos colaboradores como um perfeccionista obsessivo, que participava intensamente de todas as etapas do processo cinematográfico, Kubrick dirigiu apenas 13 filmes em sua carreira e, no entanto, todos foram significativos, distintos entre si e influenciaram as carreiras de outros cineastas.

O livro é dividido em 14 capítulos, sendo um deles basicamente uma introdução e cada um dos demais destinado à elaboração e desenvolvimento de cada um dos filmes do cineasta. Desta forma, conhecemos um pouco mais sobre clássicos como a ficção científica "2001 - Uma Odisseia no Espaço" (1968), o futurista "Laranja Mecânica" (1971), o terror "O Iluminado" (1980) e o filme de guerra "Nascido para Matar" (1987), obras marcantes junto ao público e à crítica.

A obra de Marcius Cortez ganha por dar o mesmo peso destas obras aos filmes iniciais da carreira de Kubrick, alguns deles rodados ainda nos Estados Unidos, em preto e branco, até a experiência do cineasta com "Spartacus" (1960) - quando, após divergências com o protagonista Kirk Douglas, Kubrick, insatisfeito com o resultado do filme, partiu para fazer sua carreira na Inglaterra, daí surgindo obras polêmicas como o drama "Lolita" (1962) e a ficção científica "Doutor Fantástico" (1964). O livro tem seu encerramento focado no drama erótico "De Olhos Bem Fechados" (1999), que dividiu opiniões quando lançado postumamente, estrelado pelo então casal também atrás das câmeras Tom Cruise e Nicole Kidman.

Quem conferir o livro verá que há muito a descobrir ainda na obra do cineasta que, indicado ao Oscar quatro vezes como melhor diretor e cinco como roteirista, foi reconhecido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood apenas pelos efeitos visuais de "2001". Muito pouco para alguém cuja contribuição ao cinema se estende até hoje, duas décadas depois da sua partida.

Serviço: "Stanley Kubrick - o monstro de coração mole", de Marcius Cortez. Editora Perspectiva, 211 páginas. À venda em livrarias e pela Internet. Preço médio: R$ 38,00.

Publicado em Agenda Cultural

O livro Direitos e Garantias da Pessoa com Deficiência – Federal, Estado do Ceará e Município de Fortaleza foi lançado na manhã desta quarta-feira (23/01), na Assembleia Legislativa do Ceará, por meio do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp).

Para o servidor da AL-CE Luiz Ernandes dos Santos do Carmo, idealizador do projeto, a ideia da publicação é resgatar as legislações existentes que garantem os direitos das pessoas com deficiência e levar essa informação para a sociedade. O livro, de acordo com ele, compila as legislações específicas, atualizadas e comentadas nas áreas previdenciária, tributária, direito do consumidor, normas de acessibilidade para pessoas com deficiência, entre outras áreas em que essas pessoas têm direitos de inclusão garantidos.

Luiz Ernandes ressalta que a Assembleia Legislativa tem tido um importante papel ao motivar projetos desse teor. Ele citou como exemplo o lançamento do Guia de Informação sobre o Transtorno do Espectro Autista, idealizado pelo 1ª Secretario da Casa, deputado Audic Mota (PSB), em parceria com a Consultoria Parlamentar e o Inesp.

“Já estamos pensando em outros projetos voltados para esse tema, como uma publicação voltada especificamente para a questão previdenciária das pessoas portadoras de deficiência, ou a história de vida de pessoas com deficiência, no sentido de mostrar a superação dessas pessoas. São ideias que ainda serão amadurecidas”, disse.

Visibilidade e adoção de políticas públicas

O advogado Francisco Aucélio Alves Marinho, que participou da compilação e organização do livro, considera o momento “muito propício para tratar do assunto”. “Nas últimas eleições elegemos um deputado deficiente visual no Espírito Santo, uma senadora cadeirante em São Paulo (Mara Gabrilli - PSDB). Então nada mais justo que dar visibilidade social a essas pessoas, até mesmo no sentido de implementar políticas públicas que já estão postas no nosso ordenamento jurídico, mas que nunca saíram do papel”, explicou.

O presidente do Inesp, Thiago Campêlo, que também participou da elaboração do material, considerou que 1/3 da população brasileira possui algum tipo de deficiência, e que o produto servirá tanto para a garantia de direitos, quanto para o ordenamento da própria vida cotidiana. “Não é um livro só para quem é portador de deficiência. Ele serve para quem trabalha com esse tema, para quem tem pessoas portadoras de deficiência na família. É um material que tem grande serventia para a sociedade como um todo”, pontuou.

Ainda conforme o presidente do Inesp, a publicação será lançada nos formatos tradicional (escrito) e em braille, e será distribuído gratuitamente em órgãos do Governo do Estado, prefeituras, entidades e organizações voltadas para o tema, e na sede do Inesp para quem desejar possuir um exemplar.

O servidor  da Assembleia Legislativa, Tiago Melo, é deficiente visual e destaca que a publicação é importante para dar visibilidade aos direitos das pessoas nesta condição. ''Esse livro vai servir como guia para as pessoas conheceram com profundidade as leis  e cobrar seus direitos", afirmou.

A  diretora  do Departamento de Recursos Humanos, Maria Elenice Ferreira Lima, participou do lançamento do livro e parabenizou a iniciativa do Inesp.

(Da Agência de Notícias da AL-CE, com Núcleo de Comunicação Interna)

O livro “FM Assembleia 96,7 – 10 anos Com Você no Centro das Discussões”, de autoria da jornalista e diretora da FM Assembleia, Fátima Abreu, foi lançado nesta quarta-feira (30/05), no Auditório Murilo Aguiar da Assembleia Legislativa. A obra retrata a trajetória de dez anos da primeira emissora de um Legislativo Estadual do País, apresentando ainda com destaque a atuação e os perfis de servidores e servidoras do Poder Legislativo junto à emissora.

De acordo com Fátima Abreu, o livro foi realizado a partir do trabalho de conclusão de curso (TCC) no MBA Jornalismo Político, Marketing e Comunicação Midiática, da Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace). O trabalho teve orientação do professor João Paulo Bandeira e contou com a colaboração de jornalistas da equipe da rádio.

Segundo ela, o objetivo da obra é explicar como foi desenvolver uma linguagem para que a emissora se fizesse entender para a população cearense, fazendo com que as pessoas alcançassem e abraçassem a ideia de uma mídia legislativa. “Afinal de contas, somos pioneiros e precisávamos mostrar isso. Fazer com que as pessoas aceitassem o nosso convite, que é também o slogan da rádio: chamar as pessoas para o centro das discussões que é esta Casa. E a gente conseguiu, eu acredito”, enfatizou a jornalista.

A voz do servidor

O radialista Narcélio Limaverde comentou que se sente honrado por fazer parte da fundação da Rádio FM Assembleia, ressaltando a importância que o livro tem para ele como radialista, profissão na qual atua há 64 anos. “Eu concordo com tudo o que a Fátima escreveu, expressando a gratidão pela confiança e reconhecimento do nosso trabalho”, pontuou. Narcélio também destacou a FM Assembleia como exemplo de liberdade democrática e transparência nas suas transmissões.

O deputado Heitor Férrer (SD), que presidiu o evento, certificou a isenção e a autonomia dos que fazem a Rádio FM Assembleia. “Sou testemunha de que essa TV e essa Rádio são completamente autônomas e independentes, e conduzem os trabalhos dentro do mais brilhante jornalismo, da ética e da responsabilidade de levar voz a milhões de cearenses”, afirmou.

Estiveram presentes na solenidade – além de fundadores, jornalistas e demais funcionários da Rádio FM Assembleia – o coordenador de Comunicação Social da AL, José Ilo Santiago Júnior; o presidente da Associação Cearense de Imprensa (ACI), Salomão de Castro; a presidente da Academia de Letras Juvenal Galeno, Maria Linda Lemos Bezerra; o jornalista Eliomar de Lima; e a jornalista Telma Costa, representando o Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce).

(Com informações da Agência de Notícias da AL-CE)

Publicado em Núcleo de Rádio

A trajetória dos dez anos da primeira emissora de rádio de um legislativo estadual no País é contada no livro "FM Assembleia 96,7 – 10 anos Com Você no Centro das Discussões”. A obra será lançada nesta quarta-feira (30/05), às 18h30min, no Auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa.

A autora do livro, jornalista Fátima Abreu, diretora da FM Assembleia, convida todos servidores e servidoras da AL-CE para conhecer a história da rádio, o pioneirismo da Assembleia do Ceará em abrigar uma emissora e a relevância das mídias legislativas para a sociedade. A obra apresenta o projeto da FM Assembleia e o perfil dos fundadores, detalhando os programas que compõem a emissora pública e educativa, bem como os conteúdos que apontam para o compromisso com a difusão da cultura local e nacional.

Fátima Abreu afirma que o livro pode se tornar uma importante fonte para ampliar o entendimento sobre a emissora. Personagem da FM Assembleia desde o projeto inicial, ela reafirma o amor ao rádio por meio das páginas e histórias contadas no livro.

O coordenador de Comunicação Social da Assembleia Legislativa, Ilo Santiago Jr., afirma que é especial que o livro tenha sido escrito por alguém como Fátima Abreu, que atua na emissora desde o nascedouro do veículo. De acordo com ele, contar essa história para as próximas gerações permite mostrar o orgulho que a Casa tem da FM Assembleia, emissora que representa um ganho a todos os cearenses. Ilo Santiago Jr. ressalta ainda que os caminhos da FM Assembleia ao longo desses 10 anos resultam de uma equipe dedicada, profissional e com um grande compromisso social.

Servidores que fazem história

O coordenador de programação da FM Assembleia, Ronaldo César, conta que o livro narra os bastidores da implantação da emissora. "Nós tivemos um período de trabalho antes da rádio ir ao ar, até fechar a plástica e a grade da programação, de como seria o primeiro programa, buscar vozes e trilhas. Foi um trabalho muito aprofundado e gostoso de fazer. Nós tivemos o apoio de uma boa equipe, com pessoas já experientes que puderam repassar e multiplicar essa experiência para novos profissionais", recorda.

O jornalista Sílvio Augusto ressalta a importância de vivenciar e trabalhar no Poder Legislativo ao levar informações importantes para a sociedade. "Lembro que nós começamos em uma sala pequena e hoje em dia temos uma redação enorme com uma estrutura que poucas rádios têm. Somos a voz dos deputados e das ações da Assembleia Legislativa", afirma.

Para a jornalista Magnólia Paiva, que trabalhava em emissoras comerciais, a experiência de ingressar em uma rádio legislativa foi totalmente nova. "No início, o conteúdo era uma novidade, já que muitas vezes precisamos transformar uma informação mais complexa em uma linguagem clara e fácil para que o ouvinte pudesse entender da melhor forma possível. O foco sempre foi deixar nossos ouvintes bem esclarecidos do que acontece em uma casa legislativa. Hoje em dia, posso dizer que é muito bom fazer parte de uma rádio com toda estrutura, seriedade e equipe bem qualificada como é a FM Assembleia", destaca.

(Com informações da Agência de Notícias da AL-CE)

Publicado em Núcleo de Rádio
Página 6 de 7

Temos 1332 visitantes e 7 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

QR Code

Portal do Servidor - Mostrando itens por tag: Livro - QR Code Friendly



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500