Fortaleza, Segunda-feira, 27 Junho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

O Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce) vai promover, neste sábado (04/04), a oficina “Cobertura de crises na Saúde: Caso Coronavírus". A atividade será realizada online de forma gratuita, a partir das 10h30min, até às 12 horas. Podem se inscrever todos os interessados da área de jornalismo e assessoria de imprensa, além de estudantes da área de comunicação.

O treinamento será ministrado pelo jornalista Paulo Jefferson Pereira Barreto, assessor de comunicação no Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC). Ele irá abordar o tema “O que é e por que falar de comunicação em saúde? Da teoria à análise prática da cobertura brasileira sobre o novo Coronavírus”, abordando questões relativas à abordagem e na construção da pauta em saúde; como proceder quando a comunicação oficial falha; e os desafios de quem trabalha com assessoria na área.

De acordo com o site do Sindjorce, a realização da oficina surgiu “diante da necessidade urgente de qualificação dos jornalistas cearenses para atuação na cobertura da pandemia de Covid-19 e levando em consideração as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e o decreto do Governo do Ceará – ambos destacando o isolamento social como medida de prevenção à doença”.

Demanda gera oportunidade

A jornalista Samira de Castro, diretora de Comunicação, Cultura e Eventos do Sindjorce e segunda vice-presidenta da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), explica que oficina tem por objetivo preparar melhor os jornalistas do Ceará para a cobertura da pandemia do Coronavírus.  “A gente observou que há uma procura muito grande por informações nas fontes jornalísticas. A população está recorrendo mais aos noticiários das emissoras de TV, sites e portais. O Sindicato entendeu que esse é o momento oportuno para ofertar a oficina”, afirma.

De acordo com a dirigente sindical, podem participar todos os jornalistas, independentemente de sua atuação em veículo de comunicação, ou não. “Podem se inscrever assessores de imprensa e profissionais que trabalham na cobertura”, avisou. Ela esclarece ainda que deve ser respeitado o limite de 100 inscrições, para que a oficina seja melhor aproveitada pelos participantes.

Sobre o facilitador

Paulo Jefferson Pereira Barreto tem graduação em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, pela UFC. É mestre com doutorado em linguística pela mesma universidade. Integra o Grupo de Estudos, Pesquisa e Inovação em Informática Biomédica (GEPIB) e é editor da Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais.

As inscrições devem ser feitas no site do Sindicato, por meio do link http://www.sindjorce.org.br/coronavirus-oficina-sobre-cobertura-de-crises-na-saude-agora-e-gratuita-e-online/. Os inscritos receberão por e-mail o link para participar pela plataforma online.

Serviço: Oficina “Cobertura de crises na Saúde: Caso Coronavírus”. Data: 04/04/2020. Hora: 10h30 às 12h. Inscrições online pelo site do Sindjorce, pelo link http://www.sindjorce.org.br/coronavirus-oficina-sobre-cobertura-de-crises-na-saude-agora-e-gratuita-e-online/

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Whatsapp: 85.99147.6829

A informação é ferramenta essencial para o enfrentamento de situações como a pandemia da Covid-19, o novo coronavírus, uma vez que o cenário exige ações integradas entre poder público e sociedade, e conscientização para a prevenção baseada nas orientações dos órgãos competentes. Diante de muitas informações, atualizações constantes sobre os dados e mudanças na rotina da sociedade como um todo, as fake news, notícias falsas, ganham impulso e espaço, especialmente em aplicativos de troca de mensagens e redes sociais, conturbando ainda mais o cenário de crise.

A deputada Augusta Brito (PCdoB) é autora de projeto de lei, protocolado na última semana na AL, que estabelece multa para quem divulgar por meio eletrônico notícias falsas com informações sobre epidemias, endemias e pandemias no Estado do Ceará. Segundo a parlamentar, é necessário muito cuidado com o que se compartilha em redes sociais, especialmente, nos tempos atuais, indicando a importância de checar as informações. Ela ressalta que o projeto apresentado tem como intenção “reduzir os danos causados por este tipo de ação, como o pânico, a instabilidade emocional ou até situações mais graves”.

O deputado Nezinho Farias (PDT) criticou o uso de fake news, apontando que as notícias falsas, especialmente em um momento crítico como o atual com a luta contra o coronavírus, é uma falta de responsabilidade com a vida das pessoas. O parlamentar ressaltou que as informações e notícias falsas atrapalham o trabalho sério e dedicado feito pelo poder público e diversos órgãos em busca da prevenção e da melhor abordagem da situação. “São decisões tomadas com perfil técnico, observando o que vem sendo feito no mundo todo e que servem para orientar a população”, apontou. Para ele, os casos precisam ser devidamente investigados pela polícia, assim como punidos pelos órgãos da justiça.

O deputado Vitor Valim (Pros) comentou a que a população tem importante papel no combate às notícias falsas e deve agir para que tais informações não sejam disseminadas. O parlamentar afirmou que as pessoas, ao verem tais notícias mentirosas sendo disseminadas, devem buscar fazer o contraponto em suas redes sociais e grupos. Também é essencial, ressaltou o deputado, checar as informações nas fontes oficiais, pois, em muitos casos, as notícias falsas usam os nomes dos órgãos sem que a informação tenha sido publicada em qualquer veículo das instituições. Além de informações mentirosas sobre o vírus, possíveis curas e formas de prevenção, gestores, órgãos públicos e imprensa se tornaram, nas últimas semanas, vítimas das fake news.

População atesta credibilidade da imprensa, aponta pesquisa

O instituto Datafolha, em pesquisa realizada na última quinzena de março, apontou que os veículos de comunicação da imprensa profissional são as fontes de informação que a população tem maior confiança na divulgação de informações sobre a atual crise do novo coronavírus. Programas jornalísticos da TV (61%), jornais impressos (56%), programas jornalísticos de rádio (50%) e sites de notícias (38%) lideram a confiança do público.

Os conteúdos partilhados pelo aplicativo de mensagens WhatsApp e por redes sociais como o Facebook, em contrapartida, são os que passam menos confiança para a população. O levantamento foi publicado pelo jornal Folha de S. Paulo, no último dia 23 de março.

Em referência a um caso recente de fake news, que envolveu veículo de comunicação local e Governo do Estado, a Associação Cearense de Rádio e Televisão (Acert) ressaltou a importância do jornalismo profissional coeso, ético e baseado em princípios e o compromisso dos veículos cearenses com a verdade, especialmente neste momento de crise.

(Da Agência de Notícias da AL, com Núcleo de Comunicação Interna)

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Whatsapp: 85.99147.6829

O jornalista e radialista Robério Lessa, servidor da Assembleia Legislativa do Ceará desde 2007, foi escolhido o jornalista do ano de 2019 pela Federação Cearense de Automobilismo, Federação Cearense de Kart e clubes de esporte motor do Ceará. Robério foi eleito pelo segundo ano consecutivo em votação direta dos dirigentes de equipe, pilotos, preparadores e mecânicos de todas as categorias do automobilismo do Ceará. A solenidade de entrega do prêmio ocorreu no dia 7 de fevereiro, no Ilmar Buffet, durante a Festa dos Melhores do Automobilismo Cearense, que premiou os campeões e ainda homenageou cinco colaboradores do esporte a motor.

Na avaliação do jornalista, o prêmio significa o reconhecimento, também,  de um trabalho realizad por meio do site Carros e Corridas (http://www.carrosecorridas.com.br), que é administrado por ele. Robério destaca a história e a importância do autódromo Virgílio Távora para o automobilismo cearense.

"Foi uma premiação muito importante porque tivemos em 2019 um ano emblemático para o automobilismo cearense. Foi mostrada a união de todos em defesa da pista do Eusébio, que teve a venda pautada pelo Governo do Estado. Uma comissão de pilotos me procurou para que nós pudéssemos reverter a desinformação. O grande público não tinha ideia do que acontecia no autódromo, e nós mostramos que a principal sede do automobilismo é autossustentável, inclusive sendo palco de provas de pedestrianismo, treinamento de ciclistas, entre outras atividades para além das competições de carros e motos", destaca.

Para o  webjornalista, apesar do pouco espaço concedido ao automobilismo nos veículos de comunicação, no Ceará há pilotos que se consagraram internacionalmente em várias modalidades. "Temos campeões mundiais de rally, um tetracampeão brasileiro de Kart e tantos outros pilotos competitivos em diversas categorias", aponta.

A trajetória do jornalista na Internet teve início em um blog que se transformou no site, que hoje, segundo ele, é um espaço consolidado no meio automobilístico. "O prêmio é um reconhecimento, mas também um incentivo para fazer mais e melhor. E não faço isso sozinho. Há uma equipe trabalhando ao meu lado", reconhece.

Trajetória profissional

Para chegar ao sucesso, Robério Lessa diz que sempre procurou primar pelo autêntico jornalismo esportivo, sem abrir espaços para "mexericos, intrigas e fofocas". Ele lembra que as vezes é instado a comentar sobre rusgas que ocorrem fora das pistas, mas que prefere uma abordagem mais profissional, a se deter em fofocas.  Segundo ele, é preciso levar o que faz a sério para se obter os bons resultados da profissão. "Faço isso com muita seriedade, assim como toda equipe. Com a premiação, aumenta ainda mais a minha responsabilidade para com todos que fazem o esporte", avalia.

Premiações da Assembleia em 2019

Entre os servidores da área de jornalismo laureados recentemente, a Assembleia teve ainda  a chefe de reportagem da TV Assembleia, Suely Frota, que foi a quarta jornalista mais premiada da região Nordeste, em 2019, e a equipe de Comunicação Interna do Legislativo.

Os prêmios conquistados por Suely e sua equipe, no ano passado, foram o primeiro lugar nacional no Prêmio Abear (Associação Brasileira de Empresas Aéreas) de Jornalismo, terceiro lugar no Prêmio MPCE de Jornalismo (Ministério Público do Ceará), e quinto lugar nacional no prêmio Crosp (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo).

A Assembleia Legislativa também ganhou o Prêmio Gandhi de Comunicação, com o Núcleo de Comunicação Interna, na categoria Comunicação Interna. A premiação foi referente à  série de reportagens “Mães e Pais: Servidores na Era da Diversidade”. Participaram da elaboração de conteúdo os jornalistas Salomão de Castro, Julyana Brasileiro e Júlio Sonsol, bem como Virgínia Bastos, profissional de marketing, que produziu a série.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL-CE

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

O jornalista Camillo Veras morreu neste sábado (25/01), em Fortaleza, em decorrência de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ele teve intensa atuação na Assembleia Legislativa do Ceará, ocupando espaços distintos no Complexo de Comunicação Social da Casa. Inicialmente, atuou como repórter na Agência de Notícias. Atualmente, Camilo integrava a equipe de jornalistas da Revista Plenário, publicação oficial da Assembleia que traz reportagens factuais e conteúdo histórico a cada trimestre. O velório de Camillo Veras será realizado neste sábado, às 16 horas, no Jardim Metropolitano.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Sarto (PDT), solidariza-se com familiares, amigos e colegas de Camillo Veras. “Convivi muitos anos com Camilo no dia a dia do Parlamento Cearense. Um profissional que se dedicou intensamente a servir à população cearense com zelo e dedicação”, destaca o presidente da Casa.

“Camilo Veras era um jornalista dedicado e cuidadoso. Gostava de história e de viajar para desbravar novas pautas no Interior do nosso Ceará. Apaixonado pelo que fazia, dedicou-se a essa paixão até o limite da saúde. Profissional exemplar e ser humano generoso que nos fará grande falta”, afirma o jornalista Daniel Aderaldo, coordenador de Comunicação Social da Assembleia.

Depoimentos

O editor da Revista Plenário, jornalista Abílio Gurgel, destaca que a convivência profissional com Camillo Veras o permitiu perceber, por diversas vezes, estar diante de uma pessoa que amava demais a vida e tinha compromisso com o jornalismo. "Camillo era um ser humano fantástico, uma pessoa ética e correta. Ele respeitava demais sua profissão, algo que é muito necessário para os dias de hoje", destaca Abílio - para quem, além da relação profissional, havia amizade entre os dois.

A jornalista Clara Guimarães, editora da Agência de Notícias da AL, destaca o profissionalismo como característica marcante de Camilo. “Trabalhei com Camilo durante muito tempo quando ele fazia a cobertura para o site das atividades do período da tarde da Assembleia Legislativa. Sempre muito dinâmico, sozinho cobria várias reuniões de comissões técnicas e dava conta do serviço”, afirma.

Clara demonstra ter acompanhado a carreira de Camillo mesmo depois que ele deixou a Agência de Notícias e ingressou na revista Plenário. “Nos últimos anos, já na equipe da revista, contribuiu com seu excelente texto e senso jornalístico apurado para o aprimoramento da publicação. É um grande colega que parte, mas nos deixa um belo exemplo de profissional e ser humano. Sempre foi uma pessoa muito trabalhadora, um ser humano sensível, justo e solidário”, afirma.

Para o jornalista Júlio Sonsol, que trabalhou com Camillo na Agência de Notícias e hoje faz parte do Núcleo de Comunicação Interna, as características profissionais e pessoais tornavam Camillo Veras um grande colega de trabalho. “Uma pessoa íntegra, correta, de fácil trato. Bastante cordial e amigo, ele somava essas características com o fato de, como profissional, cumprir bem as missões que recebia”, afirma Júlio, recordando que Camillo chegou ainda a atuar profissionalmente na assessoria de imprensa de campanhas eleitorais.

Assalce divulga nota de pesar

A Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa (Assalce) emitiu nota  homenageando Camillo Veras, com o seguinte teor: “Em nome da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, o presidente Luis Edson Corrêa Sales se solidariza com a família e amigos pelo falecimento do jornalista Camillo Veras, repórter da revista Plenário (publicação do Poder Legislativo)”.

“Neste momento de dor, ratificamos nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestados à Assembleia Legislativa e à comunicação cearense”, finaliza.

SC

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL-CE

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

 

A chefe de reportagem da TV Assembleia, Suely Frota, foi a quarta jornalista mais premiada da região Nordeste, em 2019, de acordo com o Portal dos Jornalistas. Pelo segundo ano consecutivo a repórter Alice de Souza, da editoria de Local do Diário de Pernambuco, terminou o ano na liderança da região.

Os prêmios conquistados por Suely e sua equipe, no ano passado foram o primeiro lugar nacional no Prêmio Abear (Associação Brasileira de Empresas Aéreas) de Jornalismo, terceiro lugar no Prêmio MPCE de Jornalismo (Ministério Público do Ceará), e quinto lugar nacional no prêmio Crosp (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo).

Reconhecimento

Suely Frota diz que recebeu o resultado com surpresa. Para ela, o reconhecimento é motivo de muita alegria e resulta do trabalho feito por uma equipe que tem procurado sempre levar um conteúdo de qualidade, com ética e muito profissionalismo e dedicação. "Dedico o resultado a todos os que fazem a TV Assembleia", afirma.

O principal prêmio, da Abear, foi conquistado com uma série de três reportagens. As matérias, de aproximadamente dez minutos cada, foram produzidas por Suely e pela jornalista Cibele Couto. "Foi uma série realmente desafiadora, que teve trabalho inclusive de madrugada, fontes de fora do Estado, acompanhamento de captação e de transplante de órgão, o que demandou também muita pesquisa", explica a chefe de reportagem da emissora.

Em 2019, a Assembleia Legislativa também ganhou o Prêmio Gandhi de Cmunicação, com o Núcleo de Comunicação Interna, na categoria Comunicação Interna. A premiação foi referente à  série de reportagens “Mães e Pais: Servidores na Era da Diversidade”. Participaram da elaboração de conteúdo os jornalistas Salomão de Castro, Julyana Brasileiro, Júlio Sonsol, bem como Virgínia Bastos, profissional de marketing, que produziu a série.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL-CE

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

 

Página 3 de 5

Temos 494 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500