Fortaleza, Segunda-feira, 16 Maio 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

O curso “Em Rodas de Biblioterapia”, que integra o programa “Entre Artes”, da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Ceará, retornou às suas atividades neste mês, com a participação do presidente da Assalce, Luis Edson Sales. As atividades estão sendo promovidas de forma virtual a partir de agora. Para participar delas, os interessados devem manter contato com a facilitadora e idealizadora do programa “Entre Artes”, Jacqueline Assunção, pelo telefone 85.98601.6545.

Durante a aula inaugural remota do curso, realizada no dia 8 de abril, Luis Edson apresentou a poética com o tema "Uma Trajetória de Trabalho com Amor" e contou um pouco do seu percurso no Poder Legislativo, no qual ingressou profissionalmente em 1982. Ele trabalhou por muito tempo no Departamento de Recursos Humanos, atual Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), atuando nos setores de Cadastro de Servidores e na Divisão de Controle de Pessoal, setores que lhe permitiram conhecer melhor e aproximar-se dos servidores da Casa.

Na gestão do ex-presidente da Assembleia, Marcos Cals (2003/2006), recebeu o convite para assumir a direção do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS), onde está até hoje. "Sou seguidor da administração humanística. Por isso, pauto minha liderança na unidade, reconhecendo e valorizando as capacidades individuais de cada colega de trabalho. Oportunizar e incentivar a criatividade da equipe stimula o desejo de oferecer um trabalho de excelência", afirmou Luis Edson durante a poética do curso.

Programação

A facilitadora do curso e coordenadora do programa “Entre Artes”, Jacqueline Assunção, destaca que devido ao isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19, o “Em Rodas de Biblioterapia”, durante cinco semanas, será realizado em formato remoto sempre às quintas-feiras por meio da plataforma Google Meet, das 17 horas às 18h30min. Ao todo serão 30 horas/aula, com sua mediação e a participação de convidados.

Conforme destaca Jacqueline, a Biblioterapia é a prática de cuidar por meio da literatura e o curso busca visibilizar a dimensão terapêutica do ato de ler. “Muitas são as leituras, com seus assuntos plurais, nomeando angústias. Há trechos ou obras literárias que atravessam nossa alma, despertam e impactam de forma a provocar catarse”, afirma.

Saiba mais

O curso “Em Rodas de Biblioterapia” tem conteúdo programático com poéticas inspiradas na vida e nos livros com seus temas diversos, a partir de bases conceituais de Marc-Alain Ouaknin, Cristiana Seixas e Clarisse Fortkamp Caldin.

A facilitadora do curso e coordenadora do programa Entre Artes, Jacqueline Assunção, destaca que os benefícios são muitos, pois a história da arte está relacionada à cultura dos mais variados povos existentes. “Por ser atividade regeneradora, funciona como um verdadeiro canal de saúde, evidente na Psicologia, assim como Psicanálise e Medicina se utilizam de atividades artísticas nos tratamentos de alívio em sintomas de algumas patologias”, explica.

No entender de Jacqueline, a arte, em qualquer de suas linguagens, melhora a autoestima. “É democrática, podendo ser praticada em todas as classes sociais, por pessoas de qualquer idade, etnia ou nacionalidade’’, ressalta.

Serviço: Para saber mais sobre o curso “Em Rodas de Biblioterapia”, o contato deve ser feito com a facilitadora e idealizadora do programa “Entre Artes”, Jacqueline Assunção, pelo telefone 85.98601.6545.

JB, com Assessoria de Comunicação e Marketing da Assalce

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Publicado em ASSALCE

A Oficina de Memória, que integra o Projeto Casulo da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Ceará, desenvolveu mais uma atividade nesta segunda-feira (06/05). A oficina propõe o desenvolvimento de trabalhos cognitivos para exercitar e melhorar a memória dos participantes. Atualmente, 13 alunos participam da oficina, sendo 11 deles servidores do Poder Legislativo.

De acordo com a facilitadora Geene Diógenes, habilitada como terapeuta ocupacional, gerontóloga, e master coach com expertise em inteligência emocional e mudanças de hábito, o interessado na oficina poderá fazer uma atividade, e depois, se tiver interesse, se inscrever para sessões que ocorrem semanalmente às terças-feiras, no horário de 9 horas às 11 horas. Excepcionalmente, na semana que se inicia, a oficina foi realizada nesta segunda-feira.

Geene Diógenes ressalta que a oficina tem como principal objetivo beneficiar e trabalhar a mente por meio de estímulos emocionais, sociais e espirituais, com a realização de práticas cognitivas, artísticas e de convívio social. “São atividades voltadas principalmente para pessoas idosas, mas a oficina é aberta a todas faixas etárias”, salientou.

Na oficina desta terça-feira, os participantes realizaram "ginástica cerebral", por meio de leituras, jogos e testes de inteligência. Também foram desenvolvidas atividades de avaliação da capacidade mental dos participantes.

Como funciona a Oficina

Fátima Tabosa, assessora parlamentar aposentada, revela que participa da oficina há três anos, e tem percebido notáveis evoluções em suas habilidades cognitivas. "Quando cheguei, achei tudo uma grande bobagem, e pensava que sabia de tudo. Mas logo percebi que a boba era eu e que tinha muito o que aprender, para me aperfeiçoar mentalmente e como pessoa", acentua.

Geene informa ainda que os participantes são também acolhidos no início das atividades, quando todos podem se manifestar acerca das suas emoções pessoais e seu estado cognitivo. "Fazemos uma catarse emocional para trabalhar também as afetividades", diz a facilitadora.

A facilitadora informa que para participar da atividade o interessado precisa apenas procurar a sede da Assalce, na Rua Araken Silva, 103, bairro Dionísio Torres, ou se inscrever por meio do telefone 85.3272.3279. Ele informa ainda que a oficina está com uma promoção de Dia das Mães, e todos os novos integrantes estarão isentos da taxa de manutenção durante um mês.

Publicado em ASSALCE
Segunda, 25 Fevereiro 2019 16:07

Coral da Assalce convida novos participantes

O coral da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Ceará (Assalce) dissemina arte por meio do canto há 23 anos. Atualmente com cerca de 25 integrantes entre servidores e pessoas da comunidade, os responsáveis pelo coral convidam interessados por música para soltar a voz  e participar do grupo. ''Quem quiser participar, basta  procurar  a coordenação do coral na Assalce e fazer um teste de voz  com o nosso regente Elbano Caldas, sem nenhuma burocracia'', informa a coordenadora do coral Lílian Rego.

Os ensaios  são realizados  todas as segundas-feiras, das 14h30min  às 16h30min, no auditório Aquiles Peres Mota, da Assalce com a professora de técnica vocal Carla Barbosa e o primeiro regente Elbano Caldas.

Além das apresentações no Poder Legislativo, o coral da Assalce  também participa de  um projeto social ecoando música e solidariedade em instituições carentes, orfanatos e asilos. "O coral  realiza visitas em datas comemorativas como Dia das Mães, Dia dos Pais, Páscoa e Natal. Neste ano, estamos começando uma parceria com o programa voluntariado do Legislativo cearense. Quando houver uma ação, sempre que possível vamos colaborar levando música e doações'', revela a coordenadora.

O coral da Assalce se apresenta no dia 12 de março na Assembleia Legislativa, por ocasião das comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher. No repertório, canções clássicas  para celebrar a  data.

O Coral da Assalce, criado em julho de 1996, já gravou ao longo de sua trajetória três CDs e pretende lançar um quarto. A coordenadora Lílian Rego destaca que o coral conta com amplo apoio e incentivo do presidente da Assalce Luís Edson Correia. "Contamos com todo apoio do presidente, que sempre procura atender as nossas demandas'', assegura.

Publicado em ASSALCE

A Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Ceará (Assalce) preza pelo bem-estar físico e mental dos servidores do Poder Legislativo. A instituição promove a Oficina de Respiração e Meditação, técnica que visa o relaxamento profundo e traz benefícios físicos e mentais, duas vezes por semana. Às quartas-feiras pela manhã, às 9 horas, e às quintas-feiras, a partir de 14 horas, no auditório Aquiles Peres Mota, na sede da Assalce.

Lissie Castro, coordenadora do Programa Casulo Bem-Estar, reforça que a iniciativa promove grandes melhorias em relação a concentração, humor, comportamento, qualidade do sono e de vida dos servidores. ''A meditação e respiração é vital para o ser humano. Através das técnicas adotadas, o aluno passa a ter um controle sobre suas emoções e aprende a agir com cautela em situações de risco e ao tomar decisões no cotidiano'', revela.

Para o servidor José Cordeiro Miranda, a Oficina  de Respiração e Meditação  contribui  para o seu bem-estar. "Participo das aulas há bastante tempo e sempre saio com o espírito renovado e uma outra mentalidade. A professora Lissie transmite uma paz e emana bons sentimentos'', avalia.

Outra iniciativa promovida pela Assalce através do Programa Casulo Bem-Estar  são as aulas de reiki, realizadas às quartas-feiras no período da tarde. A terapia de origem japonesa utiliza  técnicas de exercícios e de respiração promovendo benefícios nos campos físico, energético, emocional, mental e espiritual.

Serviço

Saiba como participar pelo telefone 85.3272.8832.

Publicado em ASSALCE

O verbo voluntariar significa solidariedade. Este é o lema de Leonice Holanda, servidora da Assembleia Legislativa do Ceará, que coordena o programa Voluntariar do Legislativo cearense, vinculado ao Programa de Reflexão sobre o Amanhã (Prosa), do Departamento de Recursos Humanos da AL-CE. Atualmente, conforme salientou, são desenvolvidas atividades junto ao Lar Amigos de Jesus, que acolhe crianças em tratamento de câncer e suas mães, à creche Amadeu Barros Leal, para filho de pais detentos, e à Fundação Projeto Diferente, voltada para crianças autistas.

Leonice Holanda explica que o programa realiza ações pontuais junto a essas três instituições.  "O Lar Amigos de Jesus, no bairro Joaquim Távora, recebe 40 crianças e suas mães que vêm do interior em busca de um tratamento para o câncer para seus filhos. São pessoas que se afastaram de suas famílias e de todos os amigos, praticamente. Portanto é muito importante que elas se sintam acolhidas. É isso que buscamos oferecer a todas elas", afirma a coordenadora. Neste trabalho, conforme salientou, participam atualmente cinco voluntárias, uma vez por semana, sempre às segundas-feiras, a partir das 14 horas.

"Para fazer este trabalho, é necessário empatia, solidariedade, afetividade e também pontualidade", acentua Leonice, observando que o Lar Amigos de Jesus, que é administrado por entidade religiosa, cobra que os voluntários sejam pontuais. "Vale destacar que são pessoas que estão fragilizadas pelas condições que estão passando, por isso, a acolhida requer ainda sensibilidade do voluntariado", explica.

Serviços prestados

Na creche Amadeu Barros Leal, no bairro Jacarecanga, o trabalho toma uma outra feição. "Lá, atualmente, são abrigadas 152 crianças de zero a quatro anos que necessitam de afetos. As visitas são de 15 em quinze dias, e também levamos shampoos e materiais de limpeza, porque são produtos que às vezes faltam na creche", afirma Leonice. A coordenadora revela que também tem acompanhado as visitas a sua pet, a cadelinha Pipa, que "faz a alegria da criançada". Segundo ela, em muitos casos basta tão somente abraçar uma criança, que ela já sorrir e não quer mais lhe largar", disse.

Outra instituição que é também visitada rotineiramente pelo voluntariado do programa é a Fundação Projeto Diferente, no bairro Aldeota, que atende crianças com autismo e seus pais. "A Pipa também nos acompanha e as crianças que são mais agitadas se acalmam com a presença dela. Nós também acolhemos pais e mães, que sofrem com a discriminação da sociedade com as suas crianças", acentua.

Leonice Holanda explica que todas as abordagens realizadas têm princípios científicos. Ele revela que já realizou estudos e teses de doutorado sobre as técnicas utilizadas pelos voluntários ao lidar com os diferentes públicos. Desde 2015, o Programa Voluntariado do Legislativo Cearense promove ações solidárias em diferentes instituições carentes. Cerca de 20 voluntários ativos viabilizam a iniciativa. ''O setor de RH percebeu a necessidade de desenvolver um trabalho relacionado a responsabilidade social corporativa. A Assembleia Legislativa é considerada a Casa do Povo. Nada mais justo que se aproximar da comunidade'', avalia Leonice Holanda.

Serviço

Quem deseja também ser integrante da equipe de voluntariado deve procurar Leonice Holanda, na sala do Prosa, do Departamento Recursos Humanos, no segundo andar do Edifício César Cals, das 14h30min às 16h30min, às sextas-feiras.

Publicado em PROSA
InícioAnt12PróximoFim
Página 1 de 2

Temos 968 visitantes e 19 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500