Fortaleza, Terça-feira, 05 Julho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

A Célula de Saúde e Segurança do Trabalho do Comitê de Responsabilidade Social, em parceria com a 1ª Companhia de Bombeiros da Capital, realizou, nesta quinta-feira (07/04), no Auditório Murilo Aguiar, um ciclo palestras sobre segurança ocupacional e combate a incêndio. A iniciativa, que também teve o apoio da Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), foi voltada para os servidores de todos os setores da Assembleia Legislativa do Ceará.

O orientador da Célula, Joaquim Garcia, revelou que tem recebido apoio da Companhia de Bombeiros, sempre que necessário. Ele destacou que o evento teve por objetivo levar orientações aos servidores sobre a prevenção e combate a incêndios. "Trabalhamos sempre conjuntamente nas ações de nossa Célula. Nesta oportunidade, trazemos medidas que devem ser tomadas diante de uma situação de incêndio, principalmente quanto à prevenção".

O comandante da 1ª Companhia, coronel Leandro Nogueira, durante a abertura das palestras, disse que os participantes serão informados sobre medidas que devem ser adotadas para que não aconteçam incêndios ou evitar que a ação do fogo assuma grandes proporções. Ele assinalou que em sua vida profissional já participou de socorro de dezenas de casos e praticamente nenhuma vítima teve nenhum acesso prévio a informações sobre a prevenção.

Investimento em segurança

Leandro Nogueira observou ainda que gastos como compra de extintores de incêndio ou renovação da fiação elétrica de um imóvel não podem ser considerados despesa, mas um investimento em favor da segurança. Ele revelou ainda que há casos com grandes perdas de bens e até mesmo de vidas, que poderiam ser evitadas se algumas medidas preventivas tivessem anteriormente sido adotadas.

O comandante destacou ainda que a Companhia está disponível para todos os servidores durante 24 horas do dia, em dois turnos de 12 horas diárias, 7 horas às 17 horas e de 17 horas às 7 horas, podendo ser acionada sempre que necessária, em qualquer horário. Ele assinalou que o Corpo de Bombeiros também trabalha com percepção de riscos. "A população precisa perceber os riscos inerentes, tanto no local de trabalho quanto em sua residência. A gente sempre orienta quanto ao uso correto do gás de cozinha e a parte elétrica", afirmou.  

O diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Alece, Luis Edson Sales, lembrou que o Corpo de Bombeiros é uma instituição que possui o mais alto índice de credibilidade perante a comunidade, por realizar uma atividade que beneficia a todos. Ele lembrou também que o  DSAS também trabalham conjuntamente, quando se trata de primeiros socorros no âmbito da Casa.

A diretora do Departamento Administrativo da Alece, Lise Novais, também presente ao evento, assinalou que a Saúde Ocupacional tem por objetivo zelar pela saúde física e mental do trabalhador, e trata da segurança do colaborador enquanto ele exerce seu trabalho. Seu objetivo é reduzir os acidentes que estão sujeitos a acontecer, além de resguardar a integridade social, física e mental do trabalhador. “Quando se fala em Segurança Ocupacional, podemos associá-la aos fatores: Medicina do Trabalho, controle e prevenção dos riscos, no ambiente do trabalho,  doenças do trabalho, higiene e outras; é preciso ficar alerta e procurar as informações necessárias para melhor desempenho de nossas atividades e nossa saúde física e mental”.

As exposições ficaram a cargo do tenente coronel BM Jectan Oliveira, doutor em prevenção e combate a incêndio, da capitã BM Samara Dantas e o tenente BM Rafael, da 1ª Companhia. Samara Dantas assinalou que o evento teve como foco o combate ao incêndio, e como cada pessoa pode atuar em caso de princípio de incêndio. "Uma atuação correta dentro do ambiente de trabalho ou em casa, no momento de princípio de incêndio é de extrema importância e não haja perdas de patrimônio ou até mesmo de vidas", alertou.

Ciclos de palestras

Amanda Melo, articuladora do Comitê de Responsabilidade Social da Alece, ressaltou a importância do momento de formação para os servidores e a segurança da Casa. Ela lembrou que as ações com foco na temática foram iniciadas em 2021 e terão continuidade em 2022, com ciclo de palestras.

A Célula de Saúde e Segurança do Trabalho desenvolve ações que buscam assegurar uma vida saudável e um ambiente laboral seguro visando promover o bem-estar a partir do entendimento de que conforto, segurança e eficiência influenciam a saúde do ser humano de forma global, tanto no ambiente de trabalho como fora dele.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

WhatsApp: 85.99717.1801

Publicado em Categoria Matriz

A Assembleia Legislativa do Ceará iniciou trabalho de prevenção e combate à dengue. De acordo com a Secretaria Estadual de  Saúde, houve um aumento de 153% no número de casos de  arboviroses (dengue,  zika e chicungunha), nos primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Este trabalho de controle tem à frente o comandante da  1ª Companhia  de Incêndio Bombeiro Militar (1ª Cia/CBC), da Alece, coronel Leandro Silva Nogueira.  "É uma preocupação  e um trabalho nosso da companhia, em parceria com a Célula de Logística, coordenada por Cláudio Martins", explica o comandante da Companhia.

De acordo com o coronel Leandro Silva Nogueira, já compareceram à Alece três agentes de endemias da Regional II, da Prefeitura de Fortaleza, visando a dar suporte a ação. Na última segunda-feira (21/02), conforme informou, foi feita uma visita em toda parte externa dos três prédios do Poder Legislativo e iniciado o trabalho de mapeamento de todos os locais de acúmulo de água que existem na estrutura física da Casa.

Como é feito o trabalho

"Desde os gabinetes dos deputados, bebedouros, banheiros , ralos, até os prédios  anexos serão feitas visitas. Nós iremos catalogar, verificar onde tem focos e exterminar as larvas dos insetos. O intuito é zerar a presença de agentes transmissores de arboviroses na Assembleia para que parlamentares,  servidores , colaboradores ou eventuais visitantes não sejam  acometidos por essas doenças", afirma.

Conforme o comandante 1ª Cia/CBC, essas doenças que estão sendo prevenidas podem  levar o enfermo até a morte, se não forem adotados os devidos cuidados. "São enfermidades perigosas ", acentua, revelando que ele próprio já foi acometido de dengue hemorrágica e que atravessou momentos difíceis antes de ser curado.

"O que a gente pretende é dar uma qualidade de vida melhor para as pessoas através desse trabalho de prevenção. Temos a certeza que em um período muito breve a Assembleia vai estar com todos os locais de água monitorados e devidamente desinfetados, para que ninguém seja contaminado com alguma arbovirose", pontua o comandante.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99717.1801

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

 

As Células de Saúde e Segurança do Trabalho (do Comitê de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa do Ceará) e de Clínica Médica (do Departamento de Saúde e Assistência Social - DSAS) realizaram, nesta quarta-feira (27/10), o curso básico e introdutório de primeiros socorros, voltado para servidores da Casa.

A  capacitação realizada no auditório do DSAS, anexo III da Assembleia  (Edifício Dep. Francisco das Chagas Albuquerque) contou com a parceria do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, que trouxe orientações sobre como proceder em casos de parada cardiorrespiratória, choques elétricos, queimaduras e desmaios.

O médico Túlio Osterne, coordenador  da célula de Clínica Médica do Departamento, destacou  que durante a realização das sessões  plenárias ordinárias e extraordinárias há um ponto de apoio médico para prestar  assistência aos parlamentares em caso de necessidade. Conforme ressaltou, os primeiros socorros são essenciais, podendo evitar complicações, dentre as quais a morte de um indivíduo.

"É fundamental termos conhecimento de como agir, seja no local de trabalho ou em casa quando nos deparamos em uma  situação de emergência. Não podemos dar um atendimento de emergência amplo porque temos limitações em relação a equipamentos, espaço físico, mas a primeira abordagem é realizada e contamos com a parceria do Corpo de Bombeiros Militar do  Ceará",  ressaltou.

Humanização e prevenção        

Leandro Silva, comandante da 1ª Companhia de Incêndio Bombeiro Militar vinculada ao Comando de Bombeiro da Capital, com instalação na sede do Poder Legislativo estadual,  ressaltou  que  o curso é uma continuidade  da política que a Alece traz para o povo cearense, voltada para a humanização e prevenção. ''O curso visa primeiramente trazer para os servidores todos os ensinamentos de primeiros socorros em casos de acidentes, já que estamos propícios  a quedas, hemorragias e engasgo. É  o primeiro curso e, em seguida,  pretendemos levá-lo para os demais setores da Alece'' ressaltou.

O orientador da Célula de Saúde e Segurança do Trabalho da Assembleia,  Joaquim Sampaio, considerou o curso uma oportunidade para adquirir conhecimento prático e teórico sobre primeiros  socorros. ''Foi um momento muito importante, com exposição prática e teórica, na qual todos os participantes conseguiram executar aquilo que aprenderam e isso é  fundamental, porque conseguimos capacitar os servidores  para que eles, em caso de urgência e emergência, estejam aptos a prestar os primeiros  socorros'', avaliou.

O subtenente BM Sousa, palestrante do curso, ressaltou  que o suporte básico de vida é um conjunto de providências em sequência realizados por pessoa leiga ou profissional habilitado, que visa dar o primeiro atendimento à vítima.

As situações clínicas  encontradas com maior frequência  no atendimento pré-hospitalar são as doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral, convulsões síncope e asma. Em relação ao atendimento das doenças cardiovasculares, o subtenente Sousa orientou que o socorrista  deve assegurar  as vias aéreas, examinar os sinais vitais com frequência e tranquilizar a  vítima. As recomendações  também  incluem  administrar oxigênio suplementar e transportar a vítima imediatamente ao hospital. "Caso apresente parada cardiopulmonar e iniciar manobras de ressuscitação  cardiopulmonar  imediatamente'', explicou.

Em caso de síncope ou desmaio, o socorrista deve manter a vítima  deitada e o local ventilado, afrouxar as vestimentas e os membros inferiores aproximadamente 30 cm elevados.

Cuidados com queimaduras

Acerca das queimaduras, o subtenente BM Sousa alertou que no Brasil  estima-se que mais de 1 milhão de pessoas  sofrem queimaduras ao ano,   sendo o maior número de vítimas entre zero e dez anos de idade. ''O Brasil tem  41 centros de  atendimento a queimados em 18 estados  e as queimaduras são classificadas de acordo com causa, profundidade, extensão, localização e gravidade'', explanou.

Conforme orientou, o atendimento a vítima de queimaduras praticamente segue o mesmo  de outros traumas . A recomendação é apagar a chama com um pano limpo e úmido, esfriar a lesão com água corrente e proteger a área queimada com pano limpo, bem como retirar  roupas e acessórios  que não estejam aderentes ao corpo e encaminhar a vítima para um centro  especializado, dependendo do grau  da queimadura.

O curso  também abordou os primeiros  socorros  em  casos de fratura, intoxicações,  hemorragias, choques e entorses.

JB

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/ 

     

O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), popularmente conhecido como gás de cozinha, é um dos principais responsáveis por acidentes domésticos. Por ser uma  substância altamente inflamável, exige cuidado redobrado no armazenamento, instalação e manutenção,  conforme  alerta  a  7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediada na Assembleia Legislativa do Ceará.

O tenente coronel Emerson Bastos, subcomandante da Companhia, afirma que a falta de manutenção e instalação errada de  equipamentos  são as principais causas de acidentes com gás que podem ocasionar até mesmo a morte. O oficial bombeiro orienta manter o botijão em um ambiente aberto e arejado ao invés de guardá-lo em local fechado como armário de pia ou banheiro.

''Sempre utilize mangueiras  e conexões certificadas  pela ABNT, nunca compre de fornecedores clandestinos, somente dos credenciados, lembre-se que a mangueira de botijão de gás tem validade, sendo fundamental verificar se ela está dentro do prazo e sem rachaduras''afirma.

Os cuidados devem ser tomados desde a hora da compra do botijão. Dentre as recomendações, ele orienta a não comprar o produto se ele estiver amassado, enferrujado ou com o lacre  rompido, e só adquirir o botijão de um fornecedor confiável.

Na instalação do botijão de gás, a principal orientação é mantê-lo longe de tomadas, interruptores, instalações elétricas ralos, grelhas ou canaletas de escoamento de água. ''Após a instalação, veja se há vazamento usando espuma de sabão. Em caso positivo, bolhas se formarão e você  conseguirá identificar .Nunca use chamas para  localizar vazamentos de gás'', explica Emerson Bastos.

Em caso de vazamento de gás sem fogo, o oficial sugere  fechar  o registro de botijão,  afastar  as pessoas do local, e não acionar  interruptores elétricos. '' Abra portas e janelas  para que haja ventilação e a rápida dissipação do gás, não fume, nem acenda fósforos e isqueiros e chame imediatamente  o Corpo de Bombeiros  Militar pelo telefone 193''.

 Se o vazamento de gás for com fogo, a  7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros  indica se  possível,  fechar o registro de gás  para extinguir o fogo, desligar a chave  geral de eletricidade, retirar de perto  produtos inflamáveis e as pessoas do local e acionar o Corpo de Bombeiros .

JB

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

 

O I Seminário Estadual de Bombeiros, realizado na Assembleia Legislativa do Ceará, foi encerrado nesta quarta-feira (03/07). Durante dois dias, o evento contou com uma programação com palestras, salas  de discussão, stands e simulados de operações para o público presente.

Ser anfitriã do seminário, que reuniu palestrantes renomados, foi de fundamental importância para a Casa, conforme revela o comandante da  7ª Companhia do 1º Batalhão de Bombeiro Militar, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado, coronel Willian Rodrigues. “A Assembleia é a Casa do Povo e o Corpo de Bombeiros atua em função da população. Por isso, nada mais justo que recebermos esse evento. Nosso foco principal é a vida e estamos prontos para agir em prol da sociedade'', afirma.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, Luís Eduardo Soares de Holanda, ressalta o sucesso do seminário, cujo tema principal foi a prevenção de incêndios. ''Temos um lema que a prevenção é o melhor combate. Trouxemos vários palestrantes de outros estados, como oficiais do Corpo de Bombeiros de São Paulo, Bahia, Espírito Santo, Piauí e Rio Grande do Norte, que discutiram a segurança contra o incêndio, prevenção e emergência pré-hospitalar, discutindo os vários eixos nos quais  atuamos'', avalia.

O tenente-coronel Marcos Antônio Gomes parabeniza a realização do seminário. ''Acho excelente essa iniciativa que me possibilitou colher experiências, conhecimentos e ter a oportunidade de discutir  internamente procedimentos na área específica de segurança contra incêndio, salvamento aquático e altura'', ressalta.

Para o tenente-coronel Ferrarri, do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo, o Brasil tem avançado em relação ao combate a incêndios. ''Temos um progresso e aos poucos vamos recuperando uma defasagem de décadas principalmente em relação ao incêndio em compartimento, que apresenta comportamento extremo do fogo'', ressalta.

Palestras

O I Seminário Estadual de Bombeiros teve início na última terça-feira (02/07), com a palestra ''O Poder da Ação'', ministrada por Paulo Vieira, considerado um dos mais conceituados coaches do Brasil. ''Nossa palestra tem tudo a ver com os bombeiros, porque se tem uma coisa que  eles fazem é agir. E tem um ditado que diz: tem superpoder quem age certo na velocidade certa'', afirmou o palestrante na ocasião.

Simultaneamente às palestras, o seminário contou com salas de discussão em que foram debatidos eixos de prevenção ao incêndio, combate ao incêndio, salvamento e defesa civil, dentre outros temas.

O I Seminário Estadual de Bombeiros foi uma realização do Governo do Estado do Ceará, Corpo de Bombeiros do Ceará e a Caixa de Assistência e Pecúlio dos Bombeiros Militares.

InícioAnt12PróximoFim
Página 1 de 2

Temos 196 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500