Fortaleza, Domingo, 03 Julho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

A Assembleia Legislativa do Ceará realizou, nesta terça-feira (19/10), blitz de conscientização do Outubro Rosa, na esquina da avenida Pontes Vieira com a rua Barbosa de Freitas. A ação, promovida pela Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Assalce), em parceria com o Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC) e com o Comitê de Responsabilidade Social da Casa, consistiu na entrega de panfletos informativos sobre o câncer de mama e laços cor-de-rosa, símbolos da campanha Outubro Rosa.

A presidente do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC), ex-deputada estadual Meire Costa Lima, assinalou que a blitz do Outubro Rosa é mais uma da série de ações realizadas pelo Poder Legislativo para conscientizar as mulheres sobre os cuidados com a sua saúde. “Tudo que se promove em uma campanha de alerta faz a diferença na vida de pessoas que ainda estão um pouco adormecidas, esquecidas sobre determinado assunto”, salientou.

Segundo o presidente da Assalce, Luis Edson Sales, a ação conjunta é realizada todos os anos no entorno do Poder Legislativo, com o objetivo de alertar a população sobre as necessidades de cuidado com a saúde, na perspectiva da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

“Ações como essa podem fazer a diferença, na medida em que estamos entregando orientações sobre a prevenção da doença, enfatizando a importância de a mulher acima de 45 anos realizar a sua mamografia. A promoção da campanha ajuda a conscientizar mais a população sobre a temática”, destacou Luis Edson.

Programação envolve outras atividades

Além da blitz com panfletagem, a programação deste ano contará com atividades envolvendo todas as células e núcleos do Departamento de Saúde e Assistência Social da Assembleia (DSAS), parlamentares e servidores, com ações como sessão solene, webinar, além de acolhimentos no prédio sede da Assembleia (Edifício Adauto Bezerra) e no anexo III (Edifício Deputado Francisco das Chagas Albuquerque).

As atividades e a mobilização do Outubro Rosa na Assembleia Legislativa têm a participação efetiva das 12 células do DSAS: Célula de Assistência Social; Análises Clínicas; Célula de Fisioterapia; Odontologia; Clínica Medica; Terapia Ocupacional; Acupuntura; Enfermagem; Nutrição; Psicologia; Psicopedagogia; Fonoaudiologia. E também dos núcleos de Saúde Mental, de Práticas Sistêmicas Restaurativas, de Mediação e Gestão de Conflitos e de Responsabilidade Social.

Da Agência de Notícias, com Núcleo de Comunicação Interna da Alece

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

O Comitê de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa do Ceará realizou reunião de alinhamento nesta quarta-feira (29/09) com as três células que passam a fazer parte do órgão. O Comitê foi criado a partir de projeto de resolução da Mesa Diretora da Casa para sistematizar e otimizar as ações de responsabilidade social no Poder Legislativo, ampliando assim as ações iniciadas com o Núcleo de Responsabilidade Social (NRS), criado em junho.

Compõem o Comitê de Responsabilidade Social da AL as células de Articulação e Fomento à Cidadania, de Sustentabilidade e Gestão Ambiental e de Saúde e Segurança do Trabalho.

A primeira-dama da Casa e idealizadora do órgão, Cristiane Leitão, ressaltou no encontro que “o Comitê nasceu com a missão de integrar todas as ações da Casa Legislativa e levar um olhar de amplitude para as iniciativas sociais realizadas, principalmente, com a comunidade do entorno”.

Ela comentou que a responsabilidade social move ações que integram sustentabilidade, saúde, segurança e, o mais importante, a cidadania, tudo isso com ética e transparência, o que vai nortear o trabalho do Comitê da Alece.

Cristiane Leitão comentou ainda a solicitação da Assembleia de adesão ao Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e a atuação na perspectiva dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Luana Brasileiro, coordenadora do Comitê de Responsabilidade Social, agradeceu a acolhida e engajamento que todos os órgãos do Poder estão tendo com as ações que vêm sendo realizadas e destacou a oportunidade de troca e aprendizado com a integração entre as Células, o que permitirá que os impactos positivos sejam ainda maiores.

Além de Cristiane Leitão e Luana Brasileiro, o órgão é integrado por Ana Carmen Freire, articuladora do Comitê, Joaquim Sampaio, orientador da Célula de Saúde e Segurança do Trabalho, Tamires Guimarães, orientadora da Célula de Articulação e Fomento à Cidadania e Conceição Machado, orientadora da Sustentabilidade e Gestão Ambiental.

Células integradas

Joaquim Sampaio, orientador da Célula de Saúde e Segurança do Trabalho, apresentou as ações que estão sendo realizadas, como a construção do protocolo de biossegurança para prevenção e controle da Covid-19 no retorno das atividades presenciais, levantamento de comprovação de vacinação e atividades com foco na prevenção e segurança.

Tamires Guimarães, orientadora da Célula de Articulação e Fomento à Cidadania, destacou a implantação de ações sociais no entorno da Casa Legislativa, reiterando a ligação de cada atividade com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. O trabalho, explicou, tem sido feito com foco na construção de parcerias com outros órgãos e entidades internas e externas à Assembleia, para ampliar os resultados e torná-los ainda mais efetivos para a população.

Conceição Machado, orientadora da Sustentabilidade e Gestão Ambiental, comentou que a equipe já tem várias ações que vêm sendo trabalhadas ao longo dos anos, assim como projetos permanentes e, com a gestão do presidente da Assembleia, deputado Evandro Leitão (PDT), e a integração com o Comitê de Responsabilidade, será possível avançar ainda mais.

Da Assessoria do Núcleo de Responsabilidade Social, com Núcleo de Comunicação Interna da Alece

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

O Núcleo de Responsabilidade Social realizou, em parceria com o Núcleo de Saúde Mental da Assembleia Legislativa do Ceará, nesta quarta-feira (15/09), oficina de biblioterapia e escritoterapia com moradores da comunidade Pio XII, conhecida como Pau Pelado. O evento faz parte da programação do Setembro Amarelo do Poder Legislativo.

A atividade foi mediada pela servidora Jaqueline Assunção, que propôs uma "viagem no trem da vida" aos participantes. Com músicas, mensagens de livros  e lembranças partilhadas da infância e juventude, o momento promoveu uma reflexão sobre o autocuidado, os sentimentos e a alegria de viver.

Representando a primeira-dama da Alece, Cristiane Leitão, a coordenadora do Núcleo de Responsabilidade Social (NRS), Luana Brasileiro, ressaltou que toda atividade é planejada com cuidado e carinho para promover o desenvolvimento e bem-estar. Ela afirmou que o projeto com foco na biblioterapia foi proposto especificamente para a comunidade e com atenção especial às pessoas idosas.

Rejane Sales, coordenadora do Núcleo de Saúde Mental, tratou sobre a campanha do Setembro Amarelo da Assembleia e a importância do cuidado com a saúde mental, indicando que momentos como a oficina são ferramentas para essa atenção. "A gente está aqui para abraçar essa missão do cuidar, do acolher, mas para isso a gente precisa falar. Nossa campanha é falar para despertar", explicou.

Biblioterapia consolidada na Assembleia

O diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Alece, Luis Edson Sales, destacou a importância da biblioterapia, abordagem que já faz parte da rotina da Alece e que traz "o livro como um remédio para as angústias e questões pessoais" a partir das histórias de vida.

A mediadora Jaqueline Assunção explicou que a biblioterapia é um cuidado por meio da literatura que permite, entre outras coisas, que as pessoas ressignifiquem sentimentos cristalizados. A oficina desenvolvida com a comunidade buscou construir ressonâncias positivas para a vida, comenta. A servidora da Casa, que faz parte da equipe do Núcleo de Saúde Mental, já possui atividades com a biblioterapia em projetos com a Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa (Assalce).

Francisca da Silva, de 76 anos, participou da oficina e agradeceu a possibilidade de estar em diferentes atividades na Alece, pois é uma oportunidade de sair de casa, aprender e também se distrair da rotina.

Da Assessoria de Imprensa do Núcleo de Responsabilidade Social, com Núcleo de Comunicação Interna da Alece

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

O Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará realizou, na amanhã desta sexta-feira (10/09), o “Abraço Amarelo”, ato simbólico em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Suicídio, celebrado hoje. A ação faz parte da programação do Setembro Amarelo da Alece e contou com momentos de reflexão e de incentivo ao “falar”, como forma de prevenção ao suicídio.

A ação foi realizada no Anexo III da Assembleia (Edifício Deputado Francisco das Chagas Albuquerque).

O presidente do Poder Legislativo, deputado Evandro Leitão (PDT), ressaltou que o Setembro Amarelo é, simbolicamente, um mês com foco no cuidado da saúde mental e na prevenção e combate à depressão e ao suicídio. Segundo ele, esse cuidado ganhou mais importância, potencializada pela pandemia, e o Legislativo busca alertar a sociedade para o assunto.

Programação

“A Assembleia tem uma Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio que faz um grande trabalho. Neste mês, ainda teremos muitas atividades, como panfletagem; atendimento psicológico na sede do Legislativo. Também iremos percorrer dez municípios do Ceará, a partir da próxima semana, realizando oficinas no sentido de fazer o despertar para um problema que é fato e concreto, que é a o suicídio”, informou o parlamentar.

A primeira-dama do Legislativo, Cristiane Leitão, afirmou que o mês de combate ao suicídio está sendo marcado na Casa pela realização de diversas ações com tema voltado para a importância de escutar e despertar para o problema da depressão, que, muitas vezes, leva ao suicídio. “Estamos trabalhando esse tema da escuta. Precisamos falar do problema, ver que realmente ele existe, e que há profissionais, intervenções e tratamentos para tentar controlar a depressão”, disse. Segundo ela, os núcleos implantados na Alece fazem um trabalho integrado visando à saúde e o bem-estar de todos.

Reconhecimento

Na ocasião, o presidente Evandro Leitão foi homenageado com uma placa, como agradecimento  da parceria e colaboração para a modernização e ampliação dos serviços oferecidos pelo DSAS, aos servidores e à comunidade do entorno.

O diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social da Alece, Luis Edson Sales, afirmou que a homenagem ao presidente do Legislativo é um reconhecimento ao apoio dado por Evandro Leitão para a qualidade de vida, saúde mental e física e ações frente à Casa. “Esse momento é um reflexo de todo o esforço que ele está empreendendo em nos apoiar, apoiar o departamento de saúde, e as atividades que são realizadas. Nós fomos abençoados com a criação dos núcleos e de novas ações voltadas para a saúde, tanto dos nossos servidores quanto da comunidade do entorno (da Assembleia Legislativa)”, destacou.

A programação e mobilização do Setembro Amarelo na Assembleia Legislativa estão sendo desenvolvidas pelos núcleos de Saúde Mental; de Práticas Sistêmicas Restaurativas; e de Mediação e Gestão de Conflitos;  pela Célula de Psicologia do DSAS; e pela Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio.

Também participaram do “Abraço Amarelo” a deputada Augusta Brito (PCdoB); a procuradora de Justiça Isabel Porto; o procurador-geral da Alece Hélio Leitão; diretores dos departamentos da Casa; coordenadores dos núcleos do DSAS; e servidores da Assembleia.

Da Agência de Notícias, com Núcleo de Comunicação Interna da Alece

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/       

Em virtude do Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio, o Núcleo de Práticas Sistêmicas Restaurativas da Assembleia Legislativa do Ceará realizou na tarde desta quarta-feira (01/09), exercício sistêmico sobre a temática “Um olhar para tristeza”. Ao longo do mês, os exercícios realizados na sala do Núcleo, instalada no terceiro andar do Anexo III (Edifício Deputado Francisco das Chagas Albuquerque) da Alece serão voltados para a temática da campanha.

Selma Machado, coordenadora do Núcleo, ressalta que a atividade foi uma oportunidade para realizar um movimento de autopercepção e enfrentamento dos sentimentos depressivos, ansiolíticos que encontramos na jornada de nossas vidas.

''Proporcionamos aos servidores da Alece um momento terapêutico de um olhar sistêmico para sua dor, dando um lugar para ela e, posteriormente trabalhando a resiliência e novas boas formas de ajustamento, dando a oportunidade de ampliar o olhar para uma boa solução'', avaliou.

Conforme alertou a coordenadora do Núcleo, por conta da pandemia da Covid-19, as emoções ainda estão em desordem e cada indivíduo lida com elas de forma diferente. ''Estamos oferecendo por meios desses grupos uma oportunidade de escuta para que todos possam colocar pra fora o que sentem e assim possamos ampliar o nosso olhar e expandir a consciência.  Muitas vezes passamos por problemas, recebemos conselhos de quem está à nossa volta, mas a ajuda ideal é a escuta terapêutica, o psicólogo'', orientou.

Acolhida dos sentimentos

A terapeuta responsável pela atividade, Nara Guimarães, destacou que os exercícios sistêmicos são terapêuticos, trazendo pequenas situações que nos levam a refletir. ''Entramos em contato com uma situação traumática que entristece o servidor, acolhemos esse sentimento, por meio de uma tomada de consciência, e encontramos recursos para solucioná-lo. Utilizamos diversos recursos, jogos, desenho, para fazer com o que paciente olhe para suas questões internas, tenha autoconhecimento e consiga sair da situação desfavorável'', explicou a psicóloga.

Essa é a quarta vez que o Núcleo realiza os exercícios sistêmicos.  O público-alvo são os servidores da Alece e seus dependentes ou pessoas que estão em processo terapêutico pelo DSAS.  Os encontros são realizados às quartas-feiras a partir das 15 horas. ''Temos em média 13 participantes, mas, por sermos um grupo aberto, recebemos convidados e interessados nas atividades, observando o limite de pessoas na sala para evitar aglomeração. Não é necessário agendamento. A proposta é que seja uma atividade semanal'', pontuou a psicóloga.

Exercícios sistêmicos

Os exercícios sistêmicos são dinâmicas estruturadas que utilizam as leis sistêmicas como base para iniciar um movimento de ampliação de percepção, expansão de consciência para liberação das questões emocionais, padrões repetitivos e crenças limitantes, sem a necessidade de recorrer a uma constelação completa.

''Esse tipo de terapia possibilita que algumas questões sejam olhadas em um curto espaço de tempo permitindo acesso a uma informação essencial de forma rápida e eficaz, para iniciar o caminho de autoconhecimento e evolução pessoal'', destaca Nara Guimarães, psicóloga do Núcleo.

Saiba mais

O Núcleo de Práticas Sistêmicas e Restaurativas é formado por quatro profissionais: Selma Machado, Vanessa Barros, Nara Guimarães e Isabel Martins. O setor funciona de segunda a sexta-feira nos expedientes da manhã (9 horas às 13 horas) e tarde (13 horas às 17 horas), com atendimento feito mediante agendamento. Para participar das atividades, é necessário realizar agendamento pelo telefone 85.3277.3776.

As ações do Núcleo são destinadas a incentivar a resolução de conflitos por meio de atendimentos individuais e em grupos terapêuticos virtuais e presenciais. Elas estão ancoradas no pensamento sistêmico e no método revolucionário da constelação sistêmica familiar desenvolvido pelo ex-missionário católico, psicanalista e terapeuta alemão Bert Hellinger, há 30 anos.

JB, com Assessoria de Imprensa do DSAS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Temos 322 visitantes e 4 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500