Fortaleza, Terça-feira, 05 Julho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

A Assembleia Legislativa do Ceará iniciou trabalho de prevenção e combate à dengue. De acordo com a Secretaria Estadual de  Saúde, houve um aumento de 153% no número de casos de  arboviroses (dengue,  zika e chicungunha), nos primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Este trabalho de controle tem à frente o comandante da  1ª Companhia  de Incêndio Bombeiro Militar (1ª Cia/CBC), da Alece, coronel Leandro Silva Nogueira.  "É uma preocupação  e um trabalho nosso da companhia, em parceria com a Célula de Logística, coordenada por Cláudio Martins", explica o comandante da Companhia.

De acordo com o coronel Leandro Silva Nogueira, já compareceram à Alece três agentes de endemias da Regional II, da Prefeitura de Fortaleza, visando a dar suporte a ação. Na última segunda-feira (21/02), conforme informou, foi feita uma visita em toda parte externa dos três prédios do Poder Legislativo e iniciado o trabalho de mapeamento de todos os locais de acúmulo de água que existem na estrutura física da Casa.

Como é feito o trabalho

"Desde os gabinetes dos deputados, bebedouros, banheiros , ralos, até os prédios  anexos serão feitas visitas. Nós iremos catalogar, verificar onde tem focos e exterminar as larvas dos insetos. O intuito é zerar a presença de agentes transmissores de arboviroses na Assembleia para que parlamentares,  servidores , colaboradores ou eventuais visitantes não sejam  acometidos por essas doenças", afirma.

Conforme o comandante 1ª Cia/CBC, essas doenças que estão sendo prevenidas podem  levar o enfermo até a morte, se não forem adotados os devidos cuidados. "São enfermidades perigosas ", acentua, revelando que ele próprio já foi acometido de dengue hemorrágica e que atravessou momentos difíceis antes de ser curado.

"O que a gente pretende é dar uma qualidade de vida melhor para as pessoas através desse trabalho de prevenção. Temos a certeza que em um período muito breve a Assembleia vai estar com todos os locais de água monitorados e devidamente desinfetados, para que ninguém seja contaminado com alguma arbovirose", pontua o comandante.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99717.1801

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

 

A incidência das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti tende a aumentar nesta época de muita chuva e altas temperaturas, que marcam o início do ano em Fortaleza e grande parte do interior do estado, sendo necessário um cuidado redobrado na prevenção, principal forma de evitar o contágio e a proliferação de dengue, zika e chikungunya, as chamadas arboviroses.

Com as devidas orientações de prevenção, é preciso ficar atento também aos sintomas das arboviroses. Conforme destaca o cardiologista do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, Célio Vidal, a primeira evidência de epidemia de dengue no Brasil foi registrada na década de 1980. “Depois, ela se tornou uma doença endêmica na nossa região e mais recentemente, em 2015, temos a chikungunya e zika”, aponta.

Apesar de serem transmitidas pelo mesmo mosquito, as doenças apresentam sintomas diferentes. No caso da dengue, conforme Célio Vidal, o paciente apresenta febre elevada acompanhada de cefaleia e dor nos olhos. “Já a zika se dá de forma mais discreta, podendo a pessoa ter febre e dores em sete dias e com um quadro exantemático (relacionado com erupção cutânea causada por uma doença aguda), enquanto a chikungunya se caracteriza por febre, dor articular intensa com edema articular e dificuldade as vezes para andar”, alerta.

De acordo com o cardiologista do DSAS, estas são viroses com as quais precisamos tomar cuidado e não esquecer de usar o protetor repelente para evitar esse tipo de patologia.

No período chuvoso, também surge a preocupação com o aumento de casos da Doença Diarreica Aguda (DDA), popularmente conhecida como virose da mosca. “É necessário ter cuidado com a conservação dos alimentos porque com a proliferação de insetos e moscas, predominam muitos episódios de doenças diarreicas que podem ser causados por vírus e bactérias”, destaca Célio Vidal.

Outros cuidados

Com o novo decreto de isolamento social rígido em vigor em todos os municípios do Ceará, até o dia 21 de março, a população deve ficar atenta, pois 80% dos reservatórios estão nas residências e os locais que acumulam água após a chuva são propícios para a reprodução do mosquito.

A melhor forma de prevenção é evitar água parada. Baldes, potes, quartinhas, bacias, tambores e outros recipientes que guardam a água de beber e para outros usos domésticos, assim como a caixa d’água, devem ser limpos e vedados corretamente.

Outras medidas que podem ser utilizadas pela população para evitar focos do mosquito são: guardar garrafas sempre de cabeça para baixo, encher até a borda os pratinhos dos vasos de planta e eliminar adequadamente o lixo que possa acumular água, como pneus velhos, latas, recipientes plásticos, tampas de garrafas e copos descartáveis.

Saiba mais

Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa), entre janeiro e fevereiro de 2021, dos 1.763 casos notificados como dengue, 518 foram confirmados. As demais arboviroses, zika e chikungunya, representam 171 e 51 notificações do total de casos (31 e 16 casos foram confirmados para as doenças, respectivamente). Em relação ao mesmo período no ano passado, foi observada uma redução de 66% no número de notificações por arboviroses no Estado.

JB, com informações da Secretaria de Saúde do Estado

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829

Temos 161 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500