Fortaleza, Terça-feira, 05 Julho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
Sexta, 18 Março 2022 10:18

Dia de Atenção à Disfagia transcorre neste domingo (20/03); confira orientações para diagnóstico e tratamento Destaque

Avalie este item
(2 votos)
Orientadora da Célula de Fonoaudiologia do DSAS, Socorro Timbó, aponta cuidados necessários em relação à disfagia Orientadora da Célula de Fonoaudiologia do DSAS, Socorro Timbó, aponta cuidados necessários em relação à disfagia Arte: Bruna Bringel/ Alece

O Dia de Atenção à Disfagia, celebrado em 20 de março (neste domingo), visa alertar a população sobre o seu risco e a importância do diagnóstico e tratamento precoces. A dificuldade de deglutir alimentos ou líquidos, conhecida como disfagia, afeta principalmente a pessoa idosa acima dos 50 anos, embora possa acontecer também em todas as faixas etárias.

A orientadora da Célula de Fonoaudiologia do Departamento  de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, Socorro Timbó, ressalta que  grande parte da população desconhece a disfagia, mas reforça que apesar do nome estranho, ela é comum no nosso dia a dia. ''A disfagia é a dificuldade de engolir alguns alimentos e muitos pacientes apresentam essa queixa, incluindo idosos, bebês e adultos. A dificuldade de mastigar, de ter tempo para comer, isso tem causado um aceleramento e a musculatura precisa de tempo para a mastigação correta'', afirma.

Conforme  esclarece, a disfagia é mais comum nas população idosa ''porque no ato de envelhecer, o desempenho da função mastigatória tende a ser reduzido devido ausências dentárias, redução do tônus e força muscular. Então é preciso ficar atento a postura, no ato de mastigar, comer devagar. O idoso deve priorizar alimentos pastosos porque o alimento seco pode causar engasgo e tosse'',  afirma.

Os sinais e  sintomas mais comuns da disfagia  incluem  dor ou incapacidade de engolir,  regurgitação, tosse ou engasgo ao engolir, azia frequente,  rouquidão e escape de alimento pelo nariz durante a alimentação, dentre outros.

Socorro Timbó alerta que apesar de estar comumente associada com pessoas idosas, alguns grupos específicos de doenças podem ocasionar a disfagia,  a exemplo da  Doença de Parkinson e  o Alzheimer.

Atenção aos sintomas

O diretor do DSAS, Luis Edson Sales defende que é preciso sempre estarmos atentos às alterações em nosso organismo, pois elas podem estar associadas ou não a um problema de saúde e estes quadros frequentemente passam desapercebidos.

''Não é diferente com a Disfagia. Algumas pessoas não sabem se têm e não cuidam ou protelam para fazer o tratamento. Daí a importância do cuidar, observar e sempre prevenir. O DSAS, por meio de sua Célula de Fonoaudiologia, conta com uma equipe profissional que pode lhe ajudar a ter mais esclarecimentos a fim de proporcionar uma melhor qualidade de vida. Ter informações e orientações de saúde previne maiores problemas futuros'',  garante.

JB, com Assessoria de Imprensa do DSAS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99717.1801

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

Lido 255 vezes
Entre para postar comentários

Temos 720 visitantes e 13 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500