Fortaleza, Terça-feira, 24 Maio 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
Quarta, 31 Março 2021 14:03

Fisioterapeuta destaca que postura correta ao dormir evita problemas na coluna Destaque

Avalie este item
(1 Voto)
Insônia atinge cerca de 73 milhões de brasileiros, segundo dados da Associação Brasileira do Sono Insônia atinge cerca de 73 milhões de brasileiros, segundo dados da Associação Brasileira do Sono Arte: Bruna Bringel/ Núcleo de Comunicação Interna da AL

A preocupação com a postura é fundamental durante o sono. Em média, passamos 25 anos da vida dormindo, portanto, escolher uma postura adequada evita dores ao acordar e até mesmo a insônia, que atinge cerca de 73 milhões de brasileiros, segundo dados da Associação Brasileira do Sono (ABS).

A escolha do colchão também garante um sono reparador. A indicação dos ortopedistas é evitar escolher modelos muito macios, pois, apesar de confortáveis, eles não dão sustentação para a coluna durante a noite, deixando a coluna numa posição deformada, que pode gerar bastante dores ao longo do dia.

Em relação aos modelos eletromagnéticos, com infravermelho ou demais indicações terapêuticas, a dica é escolher um que tenha registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).  Com o colchão escolhido, surge a preocupação quanto à postura.

A posição ideal

Segundo a fisioterapeuta do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, Maria Rosilene Aragão, a melhor posição para dormir é de lado, pois ela favorece a circulação, o retorno venoso, evita roncos e retifica a coluna, evitando torções. “Não pode ser de qualquer jeito, para ser benéfico (o ato de deitar de lado ao dormir), o ideal é usar dois travesseiros, um no pescoço e outro entre as pernas. O travesseiro na altura do ombro e o outro deve ser colado entre as pernas um pouco flexionadas. Os travesseiros vão fazer com que a coluna fique retificada evitando assim danos à coluna”, ressalta.

Essa postura ao dormir pode ser prejudicial sem a presença do travesseiro no pescoço ou entre as pernas, com o uso de um travesseiro muito alto ou para que dorme em posição fetal, pois os ombros, assim como a cabeça, ficam para frente, o que aumenta a probabilidade de a pessoa ficar corcunda.

Já dormir de bruços é considerada uma escolha inadequada, pois essa posição retifica toda a coluna, não respeitando sua curvatura natural e consequentemente trazendo dores na coluna. “Essa posição não é indicada porque o pescoço e a coluna não ficam em uma posição neutra, podendo sobrecarregar a musculatura dessas duas regiões e causar dores como o torcicolo. A dica para reduzir os malefícios é colocar um travesseiro embaixo do abdômen para a coluna ficar melhor apoiada’’, reforça a fisioterapeuta.

Quem se sente confortável ao dormir com a barriga para cima preciso ficar atento, pois essa posição também favorece o ronco e a apnéia do sono, porque a língua desliza para trás e dificulta a passagem do ar pela garganta, além de causar dor no fundo das costas, porque a região lombar acaba sendo pressionada. “Nesse caso, é preciso respeitar algumas regras: colocar o travesseiro sob o pescoço e uma almofada por baixo dos joelhos para melhorar a posição da coluna. Se a escolha for dormir de rede, a recomendação é dormir na diagonal, para ficar com o corpo mais alinhado e retificado”, orienta Maria Rosilene Aragão.

Saiba mais

A pandemia da Covid-19 afetou diretamente o sono da população ao redor do mundo, a ponto de especialistas criarem até um termo para isso em inglês: “coronasomnia”, que em português seria algo como "corona-insônia" ou "covid-insônia". O fenômeno relaciona a insônia ao aumento do estresse por causa da pandemia da Covid-19. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 40% dos brasileiros sofrem de algum distúrbio do sono. A privação do descanso é prejudicial à saúde e pode ocasionar doenças graves. Quem dorme mal tem mais propensão a desenvolver obesidade, hipertensão, diabetes e Alzheimer.

JB

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Lido 1725 vezes
Entre para postar comentários

Temos 1304 visitantes e 8 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500