Fortaleza, Sábado, 25 Junho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

Os engasgos são a terceira principal causa de morte em crianças e adolescentes de zero a 14 anos e em sua maioria são provocados principalmente pela ingestão de alimentos. Os casos ocorrem com mais facilidade  com as crianças  que têm entre zero e quatro anos de idade porque a via aérea ainda está em desenvolvimento, não se fechando adequadamente durante a deglutição.

O tenente coronel Emerson Bastos, subcomandante da 7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediada na Assembleia Legislativa do Ceará, alerta que no caso de bebês é preciso redobrar os cuidados não apenas  durante a alimentação, mas com brinquedos ou objetos que possam ser  acidentalmente ingeridos.

Os sinais mais comuns de engasgamento incluem tosse ou respiração ruidosa; lábios ou pele azuladas; esforço grande para respirar e eventual perda de consciência.

Passo a passo

O oficial bombeiro afirma há uma técnica específica para a desobstrução das vias aéreas em bebês. ''Identificado o engasgo, comece segurando o bebê de barriga para baixo apoiando em seu antebraço. Com a cabeça levemente mais abaixada, segure a cabeça e a mandíbula do bebê com as dedos das mãos e tenha cuidado para não segurar pela garganta, pois isso irá obstruir mais ainda a passagem do ar'', alerta.

Após essa etapa, o tenente coronel Emerson Bastos afirma que é necessário dar cinco pequenas batidas com a base da mão entre os ombros do bebê, direcionando a mão para frente. Em seguida, deve-se girar o bebê mantendo a inclinação descrita.

''Para o movimento correto, deve-se posicionar os dedos na nuca, segurando o corpo com o braço, girando de forma que o bebê fique apoiado no outro braço. Na região central do tórax da criança, entre os mamilos, faça cinco compressões utilizando os dedos indicador e médio e repita o processo até a saída do líquido ou objeto ingerido. Se a criança chorar, é um bom sinal, pois significa que está entrando ar nos pulmões e que as vias aéreas estão desobstruídas'', explica.

A partir de um ano até a fase adulta, o recomendado é utilizar a chamada manobra de Heimlich, técnica de primeiros socorros utilizada em casos de emergência por asfixia. ''O socorro imediato é fundamental para salvar a vida de alguém que está com as vias respiratórias obstruídas e dificuldade para respirar'', assevera.

JB

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Uma situação muito comum e que qualquer um de nós está sujeito a se deparar: presenciar ou ser vítima de engasgo. Independentemente da circunstância, o socorro imediato é fundamental para salvar a vida de alguém que está com as vias respiratórias obstruídas e dificuldade para respirar.

Conforme alerta o tenente coronel Emerson Bastos, subcomandante da 7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediada na Assembleia Legislativa do Ceará, mais de três mil pessoas morreram vítimas de engasgos no Brasil apenas em 2018. Ele explica que a maioria dos casos é ocasionada por alimentos sendo que aproximadamente 95% dessas mortes ocorrem nos ambientes domésticos. ''As asfixias por engasgamento são dramáticas tanto para quem é acometido como para quem as presencia. É uma emergência comum e pode causar muito nervosismo principalmente quando não se sabe como agir e se desconhece o passo a passo dos primeiros socorros'', afirma.

O engasgo é a obstrução das vias aéreas por alimentos ou corpos estranhos e ocorre quando o ar não consegue chegar aos pulmões. Em casos graves, pode levar a pessoa à morte por asfixia ou deixá-la inconsciente por um tempo. Sendo assim, agir rapidamente evita complicações.
O oficial bombeiro afirma que a impossibilidade de respirar, falar ou tossir são sinais que ajudam a identificar o engasgamento, além do ato de levar as mãos a garganta, considerado um sinal universal. "O primeiro passo em caso de emergência, é entrar imediatamente em contato com o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193. Os adultos costumam se engasgar com alimentos. Se a pessoa estiver consciente devemos realizar a manobra de heimlich, procedimento que induz o paciente a uma tosse artificial, para expelir o corpo estranho e assim desobstruir a traquéia da vítima'', orienta.

O tenente coronel Emerson Bastos, esclarece que a pessoa, ao aplicar a manobra, deverá posicionar-se atrás da vítima de forma que suas mãos se encontrem acima do umbigo dela. Em seguida, deve apoiar-se nessa área com um dos punhos bem fechados contra o abdômen da vítima, e com a outra mão espalmada pressionar a mão cerrada. ''Faça cinco compressões bem fortes com o movimento de baixo para cima, repita essas compressões quantas vezes forem necessárias até que o corpo estranho seja expelido'', recomenda o subcomandante.

O oficial bombeiro destaca que a abordagem é diferente em crianças e lactentes e orienta: ''mastigue bem e engula os alimentos em pequenas porções e fique atento com os idosos, eles podem ter mais dificuldades para engolir''.

JB

Núcleo de Comunicação Interna da AL
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Telefone: 85.3257.3032
WhatsApp: 85.99147.6829

Temos 974 visitantes e 3 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500