Fortaleza, Domingo, 23 Janeiro 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

O  câncer de mama é 100 vezes mais comum na mulher do que no homem. Para o diagnóstico da doença, a mamografia é o exame que consegue detectá-lo na forma mais primária possível e, quando identificado neste estágio,  o tratamento tem de 90% a 95% de eficácia. O  médico mastologista Flávio Ximenes, do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, ressalta que o  câncer de mama, tumor mais comum entre as mulheres, se manifesta de várias formas e dá orientações sobre o tema.

Um dos sintomas mais frequentes, de acordo com ele, é o aparecimento de um nódulo que normalmente as mulheres podem perceber por meio do autoexame.

''Caso seja identificado um nódulo, mesmo que indolor, é necessária a avaliação de um médico. Associado ao nódulo, pode haver mudanças na forma  e na característica da pele da mama ou alteração  na coloração da pele", explica.

Sintomas requerem atenção

Os sintomas do câncer de mama também podem incluir dor na mama ou mamilo, espessamento ou retração da pele ou do mamilo, secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos e inchaço na pele.

O médico mastologista Flávio Ximenes destaca que a  prevenção do  câncer de mama inclui um estilo de vida saudável com alimentação equilibrada e prática de exercícios físico. Ainda de acordo com ele, a realização do autoexame  e mamografia devem ser feitas de forma preventiva anualmente a partir dos 40 anos de idade. ''A mulher deve reconhecer as  alterações para poder alertar o médico, pois o diagnóstico precoce é fundamental  para um tratamento mais eficaz'', conclui.

Saiba mais sobre o assunto no vídeo produzido em conjunto pelo Núcleo de Comunicação Interna e DSAS, com o apoio da TV Assembleia.

JB, com Assessoria de Imprensa do DSAS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

Publicado em Categoria Matriz

O Dia Nacional do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional é celebrado nesta quarta-feira (13/10). A data foi escolhida por representar o dia da criação dessas profissões comemorada anualmente pela categoria.

Em janeiro de 2015, a então presidente Dilma Roussef sancionou a lei 13084 que estabeleceu oficialmente a celebração da data em todo o território nacional.

A orientadora da célula de Terapia Ocupacional do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa, Lucila Bomfim, destaca que o fisioterapeuta e o  terapeuta ocupacional são profissionais fundamentais na habilitação e reabilitação de pessoas, sejam por sequelas neurológicas, traumatológicas, mentais, cognitivas ou sociais.

O fisioterapeuta é o responsável por prevenir, diagnosticar e tratar diversos problemas relacionados às funções e aos movimentos do corpo humano. Já o terapeuta ocupacional auxilia na reabilitação de pessoas com limitações físicas , cognitivas , funcionais  e mentais  que as impeçam de viver uma vida normal e realizar tarefas cotidianas. 

Conforme ressalta Lucila Bonfim, os dois profissionais se utilizam de avaliações, acompanhamentos e de orientações e a partir daí,  detectam  a necessidade do paciente.

''Neste dia, não podemos deixar de comemorar justamente  para mostrar a sociedade a necessidade dessas categorias no nosso dia a dia. A Célula presta atendimento individual e grupal em casos de reabilitação, estimulação e treino cognitivo. O foco maior do DSAS é termos um trabalho integrado, trabalhando com interdisciplinaridades e isso faz com o que o nosso usuário,  receba um melhor atendimento  porque ele passa por um triagem'',  destacou.

Celebração 

Em celebração à data, a  célula de Terapia Ocupacional do DSAS realizou nesta manhã, atividades com avaliações e orientação  para as funções   cognitivas. ''Trouxemos orientações para as pessoas entenderam se elas têm lapso ou perda de memória,  chamamos  atenção para esse ponto e para a saúde mental além de exibirmos um vídeo  institucional para que as pessoas entendam o trabalho do fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional'', pontuou a orientadora da célula, Lucila Bonfim. A célula De Fisioterapia  realizou ginástica laboral e sessão de  pilates . 

Na abertura da atividade a presidente do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC) Cristiane Leitão, destacou a importância dos cuidados proporcionados pela fisioterapia e terapia ocupacional na recuperação das pessoas que necessitam de uma reabilitação. Ela também considerou a atuação dos profissionais que hoje são homenageados como de bastante relevância para o bem estar do que precisam desta atenção.

Também estiveram presentes,  o Comitê de Responsabilidade Social, coordenado por Luana Brasileiro, a  Célula de Saúde e Segurança do Trabalho, que tem como orientador o Joaquim Sampaio, o Centro Inclusivo para Atendimento e Desenvolvimento Infantil (Ciadi)  bem como  todos os núcleos e céluas do departamento. Atendendo do DSAS, as células trouxeram informações sobre ergonomia e também realizou uma aula prática de ginástica laboral.  A ação se desenvolveu na sede da Célula de fisioterapia e Terapia Ocupacional do departamento.

JB

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

 

Neste domingo, 10 de outubro é comemorado o Dia Mundial da Dislexia e a célula de psicopedagogia do DSAS informa sobre a importância do diagnóstico precoce na prevenção dos impactos na aprendizagem da leitura e da escrita.

De acordo com Lídia Lourinho, coordenadora do Programa de Saúde Coletiva, do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) e orientadora da Célula de Psicopedagogia da Assembleia Legislativa, a Dislexia é considerada um transtorno específico de aprendizagem de origem neurobiológica, que apresenta como principais características a dificuldade no reconhecimento preciso e fluente da palavra, na habilidade de decodificação e em soletração.

“Tais dificuldades geralmente são resultantes de um déficit no componente fonológico da linguagem e são inesperadas em relação à idade e outras habilidades cognitivas. Esta definição é adotada pela IDA – International Dyslexia Association, desde 2002”, destacou a coordenadora.

Ela explica ainda que a deslexia é também um distúrbio genético que dificulta o aprendizado e a realização da leitura e da escrita. “De acordo com a Associação Brasileira de Dislexia, a dislexia está presente entre 5% e 17% da população mundial.  Normalmente o diagnóstico acontece durante o período de alfabetização, embora também possa ser diagnosticado em adultos”.

O diretor do DSAS, Luís Edson Corrêa lembra que o departamento tem por missão promover o bem-estar físico, psíquico e social de servidores, parlamentares, dependentes destes e terceirizados do Poder Legislativo. “Neste 10 de outubro se comemora o Dia Mundial da Dislexia. Assim, a Célula de Psicopedagogia do DSAS vem prestar valorosas informações sobre a importância do diagnóstico precoce, prevenção e os impactos na aprendizagem da escrita e leitura”.

Luís Edson esclarece ainda que a missão “precípua do” DSAS é acolher, dar atenção e cuidar dos usuários “com dedicação, profissionalismo e ética, fatores imprescindíveis para um atendimento humanizado, comprometido e visão sistêmica. Agradeço por termos uma equipe tão competente com nossos valores de promoção à saúde”, frisa.

Da assessoria de comunicação do DSAS 

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

O Comitê de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa do Ceará, por meio da Célula de Saúde e Segurança do Trabalho e o Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS), por meio das Células Odontologia e Nutrição, realizaram nesta quinta-feira (07/10), uma ação educativa e comemorativa do Dia das Crianças.

A atividade envolveu um grupo previamente agendado de servidores terceirizados da Alece e se iniciou a partir das 8h30min,  com momentos, para crianças de cuidados com a saúde, conhecimento e de entretenimento no espaço da Célula de Odontologia e para as famílias, na sala da Célula de Prática Sistêmica Restaurativa, ambas no Anexo III da Casa. 

O objetivo da ação é promover um momento cultural, com lazer e sociabilidade educativa para as crianças, que participaram de contação de histórias, jogos, brincadeiras e oficina com foco na alimentação saudável e higiene bucal, incluindo lanche saudável e escovação dos dentes após a refeição.

O orientador de Célula de Saúde e Segurança do Trabalho, Joaquim Garcia Filho, considerou que o evento festivo foi bastante importante para levar às crianças e aos pais a  importância da higiene bucal, e de uma alimentação saudável. "Tivemos também um momento com os pais  para falar sobre a importância da vacinação, principalmente contra Covid-19, que é a grande questão do momento. Destacamos a necessidade de se tomar as duas doses da vacina para que possamos combater e superar essa pandemia".

Amélia Capelo, orientadora da Célula de Odontologia do DSAS, explicou que foi apresentada uma história para as crianças sobre o processo das cáries de forma lúdica. "As crianças também participaram com brincadeira e brindes, depois foram ao escovódromo para ter uma orientação real de como deve ser a higiene bucal". As crianças também ganharam escolas, pastas de dente e as orientações sobre a higiene, inclusive com uso de fio dental.

A orientadora da Célula de Nutrição do departamento, Gisele Pacheco, considerou o momento festivo muito importante. "As crianças contribuem bastante para a ação e tudo correu de uma forma bem lúdica. A gente trouxe as informações para todos, e depois as crianças tiveram a oportunidade de praticar, demonstrando que absorveram o conhecimento passado". Foram mostrados alimentos e frutas, que elas tiveram possibilidade de manusear, degustar  e em seguida foi mostrada a importância da escovação".

  Para os pais e cuidadores das crianças, a ação teve uma abordagem informativa, com orientações sobre a importância da imunização, incluindo a vacinação contra a Covid-19 e sobre nutrição, indicando os riscos do alto consumo de açúcar para a saúde bucal. Também foram distribuídos panfletos informativos.

A ação se desenvolveu com a formação de pequenos grupos, com os devidos cuidados de distanciamento social em decorrência da pandemia de Covid-19. 

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

O diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa, Luis Edson Sales, realizou, nesta quinta-feira (30/09) um balanço das atividades desenvolvidas pelo setor durante a campanha Setembro Amarelo. Segundo afirmou, em entrevista à jornalista Kézya Diniz, da Rádio FM Assembleia 96,7, o saldo foi "altamente positivo", e contou com as parcerias da Associação dos Servidores da Assembleia (Assalce) - por ele presidida -, do Núcleo de Saúde Mental, criado pela primeira-dama da Assembleia, Cristiane Leitão, e do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC), que tem à frente a primeira-dama do Poder.

Luis Edson também destacou que a missão de levar ao público interno e externo informações acerca do suicídio e formas de prevenir casos fatais foi também abraçada pela Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio, instalada em 2019 na Alece, tendo como o seu primeiro dirigente o atual presidente da Assembleia, deputado Evandro Leitão (PDT). "Tivemos ainda o apoio da Mesa Diretora, Diretoria Geral, Diretoria Administrativa e Assalce,, além do Núcleo de Saúde Mental", frisou.

Ações

O diretor do DSAS revelou que as ações desenvolvidas também foram levadas ao Interior do Estado, adotando como critério de escolha da cidades os índices de suicídio registrados em cada localidade. As atividades da campanha começaram no dia 13, em Baturité, e em seguida foram visitadas Caucaia (14/09), Quixadá (15/09), Morada Nova (16/09), Sobral (20/09), Horizonte (22/09), Maracanaú (27/09), Cascavel (28/09) e Aquiraz (29/08), além de Fortaleza.

De acordo com Luis Edson, a Assalce sempre encampou todas as campanhas realizadas na Assembleia "que permitem a sensibilização e conscientização" em torno  da questão. Ele lembra que o suicídio é um sério problema de saúde pública, que foi ainda mais agravado com o isolamento social necessário para conter a pandemia da Covid-19.

"Queremos destacar que o DSAS, juntamente com o Núcleo de Saúde Mental, ampliou o plantão psicológico, durante setembro. Os atendimentos, que antes aconteciam em dois dias semanais passaram a ser diários, de segunda a sexta-feira, durante o mês de setembro", apontou. Além disso, foram realizadas duas blitz com entregas de lacinhos e panfletos explicativos sobre o Setembro Amarelo.

Ainda dentro da programação, conforme informou Luis Edson houve lançamento do livro "Depressão e suicídio", no último dia 16. Também foram realizados Webinares ao longo do mês com temas alusivos ao Setembro Amarelo, a Oficina Alegria de Viver, com moradores da comunidade do Pio XII  e Rodas de Biblioterapia. "Foi um ano bem mais movimentado a partir da criação do Núcleo de Saúde Mental no DSAS, que deu um maior impulso, em relação às versões anteriores", acrescentou.

Graças aos esforços desenvolvidos junto à comunidade, para quebrar o tabu em relação ao suicídio, o tema passou a ser mais discutido e assim são  abertas novas possibilidades de contenção das crises suicidas, avaliou. "Não há regras. Os casos podem  tanto surgir em famílias de alta ou baixa renda. Por isso precisa encarar de frente, mesmo sabendo que há o preconceito do suicídio", afirmou.

O diretor informou ainda que o DSAS está contando com duas médicas psiquiatras e com psicólogas. "Estamos dando apoio, quando necessário a servidores, dependentes, parlamentares e seus dependentes. Temos ainda o Núcleo de Responsabilidade Social que atende a comunidade no entorno da Assembleia", asseverou.

JS, com informações da Rádio FM Assembleia 96,7

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Temos 139 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500