Fortaleza, Domingo, 23 Janeiro 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

A campanha Março Lilás tem o intuito de conscientizar as mulheres sobre a importância de fazer o exame de prevenção ao câncer de colo uterino, mais conhecido como Papanicolau. O exame é a principal estratégia para detectar lesões precoces e fazer o diagnóstico da doença apontada pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA) como o segundo tumor mais frequente entre as mulheres, perdendo apenas para o câncer de mama.

O assunto é o tema das dicas de saúde desta semana, em vídeo produzido em conjunto pelo Núcleo de Comunicação Interna e Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, com o apoio da TV Assembleia. As orientações são do ginecologista do Departamento, Carlos Augusto Pereira Castro.

Ao longo do mês de março, a iniciativa abraçada por instituições que prestam serviços de saúde leva informação para o público feminino com o objetivo de estimular cuidados preventivos e alertar para os principais sinais que devem direcionar as mulheres a buscar ajuda médica. O ginecologista Carlos Augusto Pereira Castro aponta a prevenção como principal medida de combate ao câncer de colo uterino, já que a descoberta na fase inicial aumenta a probabilidade de cura.

Toda mulher que tem ou já teve vida sexual deve submeter-se ao exame preventivo periódico, especialmente as que têm entre 25 e 59 anos de idade. ''O câncer de colo uterino é de segmento lento, portanto plenamente prevenível. Quando ele já está instalado, dá sinas de alerta como sangramentos, dores pélvicas e sangramentos na relação sexual. Por isso se reveste de grande importância se reforçar nesse mês essa prevenção pelo alto índice de mortes'', observa o ginecologista.

Quando não tratado, este tipo de câncer pode evoluir para uma doença mais severa, o Carcinoma invasivo do colo uterino (tumor maligno). Ao notar sintomas, procure ajuda médica. Confira o vídeo abaixo e saiba mais sobre o assunto.

JB

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

 

Publicado em Categoria Matriz

Com a crise de saúde mundial que vivemos,, desencadeada pela pandemia  do novo Coronavírus, a saúde preventiva  ganhou  uma atenção especial. Além do  isolamento social, principal medida de prevenção ao Covid-19, a Medicina é uma grande aliada da saúde, atuando na defesa do corpo contra o vírus e combatendo a ansiedade e demais sintomas que surgem como frutos dos efeitos emocionais da quarentena.

Nesse contexto, a acupuntura, técnica milenar que integra a Medicina tradicional chinesa, tem ganhado cada vez mais adeptos que desejam bem-estar emocional. O assunto é o tema do quadro "Dicas de Saúde" desta semana, em vídeo agora disponível.

O acupunturista Egerton Teles do Nascimento, do Departamento de  Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, destaca que diante ao momento de crise vivenciado em  todo o mundo, é  fundamental  manter a calma e  o equilíbrio mental para que não entremos  em nível de estresse elevado no nosso organismo, sendo a acupuntura  apontada como uma técnica  poderosa que pode trazer progresso nos tratamentos de ansiedade, depressão, estresse pós-traumático e até fobias.

Como funciona a acupuntura

De acordo com Egerton Teles do Nascimento, as  agulhas, quando aplicadas sobre algumas regiões específicas, são capazes de tratar diversas doenças físicas ou emocionais. Seu mecanismo de ação no corpo é principalmente o estímulo das terminações nervosas existentes na pele e nos outros tecidos, enviando desta forma mensagens até ao cérebro, o que desencadeia diferentes efeitos no organismo, como ação analgésica ou anti-inflamatória.

“Em geral não há contra-indicações e qualquer paciente pode se beneficiar dos efeitos da acupuntura. Ela pode tratar diversas doenças físicas ou emocionais e de desempenhar  no nosso organismo  um equilíbrio, nos dando tranquilidade, força e coragem", aponta.  Ainda de acordo com ele, através de  agulhas  inseridas em pontos específicos,  é feita a regulação do nosso sistema  endócrino, a nossa fisiologia corporal e isso influencia na nossa mente e  psiquismo, "para que possamos atravessar esses momentos  tão difíceis'', destaca.

Confira  mais informações no vídeo abaixo, uma produção do Núcleo de Comunicação Interna e DSAS, com o apoio da TV Assembleia.

JB, com Assessoria de Imprensa do DSAS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

O diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, Luís Edson Corrêa, faz um agradecimento a todos os servidores que compõem o setor, que conseguiram se adaptar ao isolamento social imposto pela pandemia e continuar atendendo ao público ao longo deste ano.

“Quero deixar meu reconhecimento e meu agradecimento a todos os servidores que fazem o DSAS da Assembleia Legislativa. Esse ano foi atípico e tivemos de fazer uma reinvenção do trabalho”, assinalou, em vídeo produzido conjuntamente pelo Departamento e pelo Núcleo de Comunicação Interna da AL, com o apoio da TV Assembleia.

Luís Edson destacou, em sua fala, três serviços que, segundo ele aumentaram o volume de trabalho. “Foram os serviços de Psicologia, Nutrição e Enfermagem. Estas três unidades do DSAS se desdobraram para poder acolher e orientar bem os nossos servidores e colaboradores”, nomina.

Na avaliação do diretor, também é digno de reconhecimento o papel desempenhado de cada chefia do Departamento. “De uma maneira compromissada e dedicada, levou este trabalho à frente e passou a ser destaque não só dentro do Poder Legislativo, mas em todo o Estado, pelo trabalho de qualidade que realizamos a fim de minimizar os problemas advindos da pandemia”, explica.

Ao final, Luís Edson agradece aos servidores e colaboradores do Departamento. “Muito obrigado a todos e contem sempre com essa diretoria e com a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa”, afirma. Acompanhe no vídeo que segue anexo a esta matéria o pronunciamento de Luís Edson.

JS, com Assessoria de Imprensa do DSAS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

 

 

A pandemia do novo Coronavírus afetou a saúde mental da população brasileira. O cenário de medo e incerteza quanto ao futuro favoreceu o aumento do sofrimento psicológico e casos de ansiedade, transtorno obsessivo-compulsivo, depressão e síndrome do pânico.

Desde março, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a Covid-19 como uma pandemia, o serviço de Psicologia do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará apostou na tecnologia para continuar atendendo aos seus pacientes, bem como a uma nova demanda que emergiu em decorrência do cenário de isolamento social.

Conforme Greyce Guimarães, psicóloga do DSAS, a equipe do setor iniciou desde então o atendimento psicológico online, uma modalidade de atendimento regulamentado pelo Conselho Federal de Psicologia que segue as mesmas prerrogativas éticas inerentes ao atendimento presencial. ''Tivemos que nos reinventar e nos adaptarmos a esse novo formato mediado por uma tela que nos afasta fisicamente, mas possibilita que todo o sofrimento existencial seja acompanhado, acolhido e cuidado, mesmo a distância'', avalia.

A psicóloga afirma que o atendimento online garante o sigilo terapêutico, uma escuta qualificada – especialmente o acolhimento diante de um cenário tão desafiador e que trouxe impactos e atravessamentos profundo na vida das pessoas.

O serviço de Psicologia do DSAS acolhe a demanda dos servidores do Poder Legislativo e das pessoas da comunidade. “Os interessados no serviço de atendimento psicológico devem entrar em contato com a Coordenadoria da Célula de Psicologia, chefiada pela doutora Conceição Guerra, pelo telefone 85.98869-1436”, orienta. Com o contato telefônico, a chefe doserviço fará uma primeira escuta e posteriormente encaminhará o caso para os profissionais de psicologia disponíveis ao atendimento.

Saiba mais no vídeo produzido em conjunto pelo Núcleo de Comunicação Interna e DSAS, com o apoio da TV Assembleia.

JB

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

Publicado em Dicas de Saúde

Após a campanha de saúde Outubro Rosa, voltada para a prevenção de câncer de mama, e a Novembro Azul, concluída recentemente, para prevenir o câncer de próstata, é importante também ter cuidado com a saúde mental. Os transtornos, de acordo com o médico Túlio Osterne, chefe da Célula Médica do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, estão sendo acentuados pelo modo de vida imposto através da pandemia de Coronavírus.

De acordo com o médico, é possível prevenir os transtornos da saúde mental, decorrente dos isolamentos sociais, quarentenas, solidão e medo de contrair a enfermidade. Ele esclarece que a pandemia foi elemento determinante do aumento significativo dos transtornos mentais, refletidos em transtorno do sono, dificuldade de concentração e síndrome de pânico.

"São patologias e doenças silenciosas, mas não menos terríveis, que podem ser fatores determinantes para o surgimemento de muitas outras doenças", aponta Túlio Osterne. O médico recomenda atenção para a saúde mental, para além da saúde física.

“Mais cigarro e bebida alcoólica, mais comida ultraprocessada, mais tempo de televisão e de Internet, menos exercício físico, menos horas de sono, menos alimentação saudável: este tem sido, em termos de comportamento, o resultado da pandemia para um número significativo de pessoas”, aponta Túlio Osterne.

Números sobre a saúde mental

Uma pesquisa nacional online, realizada pela Faculdade de Medicina de Campinas (SP), entre jovens, aponta que 18,3% apresentaram condição de doença crônica e 12,8% de transtorno mental. Entre os fatores decorrentes da pandemia e predisponentes à depressão e outros transtornos mentais, são causas o confinamento; exposição ao estresse vivido pelos pais; conflitos familiares e violência; insegurança alimentar e em relação à moradia; medo da infecção e preocupação com familiares; afastamento da rede de amigos e apoio social; sentimento de solidão, incerteza e insegurança, entre outros.

"Precisamos de atividades que nos deem prazer, que sejam saúdáveis, que nos preencham com entretenimento e que permitam que todos possam viver mais tranquilos, com menos stress e mais focados naquilo que é importante", defende o chefe da Célula Médica do DSAS. Assim, segundo Túlio Osterne, é possível que se faça uma fusão da saúde física e mental.

Saiba mais sobre o assunto no vídeo produzido pelo Núcleo de Comunicação Interna e DSAS, com o apoio da TV Assembleia, disponível abaixo.

 

JS

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

 

Publicado em Dicas de Saúde

Temos 337 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500