Fortaleza, Sexta-feira, 21 Janeiro 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
JULYANA ARAUJO BRASILEIRO

JULYANA ARAUJO BRASILEIRO

A Assembleia Legislativa do Ceará, por meio do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado (Inesp), doou 336 livros, de 49 títulos, para a Biblioteca Pública Estadual do Ceará (Bece). A entrega das obras foi feita nesta sexta-feira (15/10), pelo presidente do instituto, João Milton Cunha, a gestoras do equipamento, Enide Maria Chaves Vidal e Maria Aparecida de Lavor.

João Milton Cunha afirmou que é uma honra para o instituto e para a Assembleia poder disponibilizar a um importante equipamento cultural do Ceará o acervo impresso do Inesp. Segundo ele, já há a intenção de disponibilizar, posteriormente, publicações digitais, “que tem como característica a sustentabilidade e acessibilidade para pessoa com deficiência visual”.

O presidente do Inesp ressaltou, na ocasião, que a ação será uma atividade regular. “Mensalmente, a Assembleia, por meio do seu Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Ceará, do nosso programa editorial, pretende fazer essas entregas, visando disponibilizar essas obras para a sociedade, que é a finalidade da Casa ter esse, que é um dos mais importantes programas editoriais do Brasil”, pontuou.

Levar as publicações do instituto para todo o Brasil, por meio de entregas como esta, é uma das intenções da AL, de acordo com João Milton. O presidente destacou também o envio de kits com duas publicações do Inesp para mais de 50 universidades. “Fizemos o envio para 40 universidades federais no Brasil e 10 universidades públicas e privadas do Ceará. Esta ação de fazer com que títulos da Assembleia Legislativa cheguem mais longe vai permanecer. Temos diversas parcerias que abastecemos com livros impressos, e agora também com a possibilidade do digital”, disse.

A diretora da biblioteca pública, Enide Maria Chaves Vidal, avaliou que a doação das obras pela Assembleia Legislativa e pelo Inesp beneficiará, não apenas a Bece, mas também as bibliotecas municipais e as comunitárias. “É uma doação muito importante para nós e para as outras bibliotecas, sobretudo pela disseminação da informação no estado do Ceará”, afirmou.

  Foram doados títulos como: "Coleção Cidadania -  edições Inesp"; "Literatura no Ceará", de Aila Sampaio; "Além das Armas: Guerrilheiros de Esquerda no Ceará durante a Ditadura Militar (1968-72)", de Airton Farias; "Modelagem de Transparência Digital e sua Aplicação em Portais Eletrônicos do Setor Público", de Gleison Mendonça Diniz; "O SUS e os Consórcios Públicos em Saúde, da Teoria à Prática- A Experiência do Ceará", de Helena Márcia e Bruno Eloy, entre outras obras.

BECE

A Biblioteca Pública Estadual do Ceará é uma das mais antigas instituições de cultura do estado. Inaugurada no dia 25 de março de 1867 como Biblioteca Provincial do Ceará, o primeiro acervo foi constituído de obras clássicas trazidas da Europa com 1.730 volumes, como consta no relatório do bibliotecário José de Barcelos, primeiro diretor da casa.

Reinaugurada no último dia 12 de agosto, a Bece é um equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), gerida em parceria com o Instituto Dragão do Mar (IDM) e se constitui como um espaço de acesso aos livros, à informação, às artes, à cultura e ao conhecimento. No espaço é possível ver filmes, ouvir músicas, participar das múltiplas atividades culturais ou solicitar o empréstimo de livros entre os mais de 100 mil exemplares disponíveis no acervo.

A Bece fica na Avenida Presidente Castelo Branco, nº 255, em Fortaleza, e funciona de segunda a domingo, das 9h às 16h, por meio de agendamento. O controle no acesso faz parte dos cuidados e prevenção da Covid-19. “Por conta da pandemia, a gente está respeitando todos os protocolos. Para visita guiada ou usar os serviços da biblioteca, é necessário agendamento. Todos os setores estão funcionando e a disposição dos usuários”, explicou a diretora da biblioteca, Enide Vidal.

 

Da Agência de Notícias da Alece

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

 

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, por meio do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp), lança virtualmente, na quinta-feira (14/10), às 17h, o livro "Ciências, Interdisciplinaridades e Utopias: lições de estudos avançados", organizado por César Barreira e Álvaro Madeiro Leite.

A ação faz parte das atividades do Inesp nesse período de trabalho híbrido. A obra será apresentada pelo professor Dr. Henry de Holanda Campos. A entrevista e a mediação entre os participantes serão realizadas pela escritora Rachel Garcia.

A obra apresenta os trabalhos realizados nos quatro primeiros anos de gestão do Colégio de Estudos Avançados - CEA -  e aborda temas de sustentabilidade, cultura, saúde, tecnologia e meio ambiente, além de discorrer sobre a infância e a velhice, suas vulnerabilidades e as desigualdades enfrentadas por quem vive em Fortaleza.

Para o diretor executivo do Inesp, João Milton Cunha de Miranda, “a obra é mais um trabalho que o Inesp disponibiliza à sociedade e que valoriza e incentiva a pesquisa e os instrumentos acadêmicos de promoção do conhecimento multidisciplinar."

O evento acontecerá pela plataforma Zoom (através do link, com ID da reunião: 954 0551 4875 e senha de acesso: 833225).

 

 Da Agência de Notícias

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Em 10 de outubro é comemorado o Dia Mundial da Saúde Mental. Apesar dos avanços de estudos e pesquisas neurobiológicas, principalmente na última década, ainda há muito a avançar no tratamento de uma doença mental que também pode ser fruto de uma Doença da Sociedade.

A depressão é relacionada a fatores inflamatórios e imunológicos decorrentes de um estresse oxidativo. Situações sócio-econômicas precárias geradoras de sofrimento e estresse podem contribuir de forma significativa como gatilhos estressores e isso pode ser evitado em um modelo de sociedade mais justa, igualitária e humanitária.

No caso do sexo feminino e da população LGBTQIA+, entre outras, registra-se ainda cenas  de discriminação e violências de diversos níveis. Tais situações traumáticas estão na origem de muitos dos transtornos mentais dessas populações. Muitas notícias e poucas ações efetivas no combate. A psicofobia, ou seja, o preconceito contra quem sofre de transtorno mental é a regra.

Exclusão

Recentemente, houve, no Brasil, a negação do acesso das mulheres pobres a absorventes, a denominada pobreza menstrual. Muitas dessas mulheres acabam abandonando seus estudos por constrangimento ou bullying dos próprios colegas. Elas também sofrem impactos tanto na saúde física quanto psicológica decorrentes dessa exclusão.

A coordenadora do Núcleo de Saúde mental do DSAS, Rejane Sales, considera que diante do atual contexto, se faz necessário "mais do que nunca" falarmos de saúde mental.  "Os desafios trazidos pela pandemia implicam em inúmeras consequências emocionais. Acolher o outro bem como oferecer apoio e orientação é essencial para que sejam evitados maiores adoecimentos. O núcleo de saúde mental vem com o propósito de trazer possibilidades de prevenção e promoção de saúde mental, está que perpassa todas as áreas da vida de qualquer indivíduo. 10 de outubro, dia mundial da saúde mental”, acentua.

Conceição Guerra, orientadora da Célula de  Psicologia do departamento, destaca que "Saúde mental  não tem preço,  tem valor. O valor do amor e da dedicação de quem se dispõe  a cuidar das dores da alma."             

 Luís Edson Corrêa, Diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS)  explica que  o órgão tem por missão promover o tripé do bem-estar físico, psíquico e social de servidores, parlamentares, dependentes destes e terceirizados do Poder Legislativo. "Dia 10 de Outubro se comemora o Dia Mundial da Saúde Mental, assim o DSAS da Assembleia Legislativa vem prestar valorosas informações sobre a importância do diagnóstico precoce, prevenção e esclarecer sobre possíveis impactos que problemas com a saúde mental podem causar no cotidiano de nossos servidores. Precisamos falar sobre saúde mental e quebrar tabus”.

JS

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 

O câncer de mama é o mais incidente em mulheres no mundo. Apesar da intensificação do alerta sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama durante o mês de outubro, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que sejam diagnosticados no Brasil 66.280 novos casos da doença neste ano. 

A idade é um dos mais importantes fatores de risco para a doença que surge com frequência em mulheres a partir dos 50 anos. Mesmo com a maiorincidência dessa faixa etária, os cuidados devem ser tomados em todas as idades pois, estima-se que 10% dos casos aconteçam antes dos 40 anos. 

O Doutor Flávio Ximenes, mastologista do Departamento de Saúde e Assistência Social  (DSAS) da Assembleia Legislativa destaca que em sua grande maioria, todos os tipos de câncer têm a possibilidade  de prevenção e o de mama, cerca de 30% dos casos podem ser evitados  com hábitos  saudáveis . ''A prevenção contra o câncer de mama é justamente o cuidado que devemos ter com o nosso corpo, o estilo de vida, a forma de viver, o tipo de alimentação que vamos ter ao longo da vida e os hábitos saudáveis. Esses são fatores atrelados à prevenção geral do câncer de mama'', avisa o médico.

As principais orientações são: manter o peso adequado, consumir uma dieta rica em vegetais (frutas, verduras, leguminosas, grãos integrais), diminuir o consumo de bebida alcoólica, ser fisicamente ativo, bem como evitar o consumo de fastfood e alimentos processados.''Mulheres que estão acima do peso e depois da menopausa, têm um fator de risco maior'', alerta o mastologista do DSAS, doutor Flávio Ximenes.

Além dos hábitos saudáveis, também é importante a realização do autoexame da mama mensal, indicado para todas as mulheres a partir dos 20 anos.

Saiba mais no vídeo produzido em conjunto pelo Núcleo de Comunicação Interna e DSAS, com o apoio da TV Assembleia.

 

JB

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

A Assembleia Legislativa realizou na manhã desta sexta-feira (08/10) a abertura da campanha do Outubro Rosa de conscientização sobre a prevenção ao câncer de mama. A ação é do Departamento de Saúde e Assistência Social da Casa e Associação dos Servidores da AL, com o apoio do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC), e tem o lema “A Prevenção está em suas mãos”, para reforçar a importância do autoexame.

O vice-presidente da Casa, deputado Fernando Santana (PT), explicou que é precioso chamar atenção da sociedade cearense de que a prevenção é o principal caminho para a prevenção do câncer. “O Poder Legislativo abraça essa causa e vem para somar essa campanha tão importante que foca na valorização da vida e autocuidado”, disse.
A primeira-dama da Assembleia, Cristiane Leitão, salientou que o movimento Outubro Rosa é de grande importância para conscientizar sobre a relevância do autocuidado e autoexame. “É preciso reforçar a saúde preventiva até porque o diagnóstico precoce, tanto do câncer de mama como também do câncer de útero, salva vidas”, assinalou.

As deputadas Dra. Silvana (PL), Fernanda Pessoa (PSDB) e Érika Amorim (PSB) ressaltaram que além do autocuidado, políticas públicas em prol da prevenção e combate ao câncer de mama devem ser fortalecidas, assim como informações sobre a doença, autocuidado e tratamento.

Para o diretor do Departamento de Saúde e Assistência Social da AL, Luis Edson Sales, a Assembleia Legislativa está engajada na conscientização da prevenção do câncer de mama e reconhece a importância de oferecer, através de programações, orientações sobre o câncer que mais mata mulheres no Brasil. “Essa doença vem crescendo e sabemos que informações sobre o autoexame favorecem o diagnóstico precoce, que é primordial para o tratamento com sucesso”, disse.

A ex-deputada estadual e presidente de honra do Movimento das Mulheres no Legislativo Cearense (MMLC), Meire Costa Lima, também frisou a importância do Outubro Rosa e a necessidade de estimular o autoexame em todos os meses do ano, não apenas durante a campanha.

A programação e mobilização do Outubro Rosa na Assembleia Legislativa tem a participação efetiva das 12 células do DSAS - Célula de Assistência Social; Análises Clínicas; Célula de Fisioterapia; Odontologia; Clinica Medica; Terapia Ocupacional; Acupuntura; Enfermagem; Nutrição; Psicologia; Psicopedagogia; Fonoaudiologia - e também dos núcleos de Saúde Mental, de Práticas Sistêmicas Restaurativas; de Mediação e Gestão de Conflitos e de Responsabilidade Social.

Da Agência de Notícias da Alece 

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

 
Página 1 de 54

Temos 1815 visitantes e 13 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500