Fortaleza, Domingo, 26 Junho 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

Cerca de 100 internas do Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa assistiram, na manhã desta quinta-feira (30/05), à palestra sobre autoestima promovida pelo Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC). A iniciativa integra evento realizado pelo Grupo Mulheres do Brasil, de 21 a 31 de maio, em comemoração ao Dia das Mães.

A palestra,ministrada pela integrante do MMLC, Viviane Vale, apresentou às detentas conceitos como autoestima, autorresponsabilidade e autoconhecimento. Viviane salientou ainda o papel das crenças pessoais na motivação para a mudança de vida. “Se vocês acreditarem que têm futuro, que são pessoas de valor, vocês vão ser. Mas se vocês acreditarem no que os outros dizem de vocês, infelizmente, vocês vão ser isso também”, pontuou.

A palestrante também destacou algumas dicas para o desenvolvimento do amor-próprio, como exercitar a gratidão e o perdão, além de trabalhar a autovalidação, expressando elogios a si mesma. “Existe uma frase que diz: ‘quem teme o ridículo não se aproxima do extraordinário’. Pode parecer ridículo se elogiar, mas se amar é extraordinário”, acentuou.

Repercussão

Uma das internas, Maria*, afirmou ter gostado bastante da palestra, sobretudo da parte em que foi apresentada a história de Lizzie Velásquez, portadora de uma síndrome extremamente rara que, entre outros sintomas, a impede de acumular gordura corporal e ganhar peso. Segundo Maria, o exemplo de Lizzie a fez acreditar que é possível encontrar um lado bom até mesmo nas situações mais adversas. “A palestra me trouxe a certeza de que, quando eu sair daqui, vou ser outra mulher lá fora”, declarou.

Já para Antônia*, os momentos mais interessantes foram aqueles nos quais foram expostas associações com a Bíblia, como a importância do autoconhecimento expressa pelo versículo que diz: “conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. “Foi emocionante, a gente se sentiu à vontade. Quando foi passada a mensagem de Deus, foi um alívio”, relatou.

Além da palestra realizada pelo MMLC, a programação também contou com curso sobre empreendedorismo feminino, apresentação artística, palestra sobre a saúde da mulher, prestação de serviço, confraternização e entrega de doações para as internas do Auri Moura Costa. Na semana passada, de 21 a 24 de maio, foram realizadas ações voltadas para o bem-estar físico e emocional das agentes prisionais.

Sobre o MMLC

O Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense reúne mulheres que atuam na Assembleia Legislativa com a finalidade de desenvolver ações voltadas para o bem estar social do cidadão cearense. O MMLC está instalado no 4º andar do anexo II da Assembleia Legislativa.

Integram o MMLC a presidente e ex-deputada estadual, Meire Costa Lima; a presidente de honra e primeira-dama da Assembleia Legislativa, Natália Herculano; a vice-presidente Adriana Torquato; a secretária Cristiane Leitão e as integrantes Valeska Ferreira, Viviane Vale, Gabriela Bezerra, Paula Xenofonte, Myrla Saraiva, Gislaine Landim, Fabiana Ibiapina, Luciene Moreira e Dália Freitas.

*Os nomes foram alterados para preservar a identidade das entrevistadas.

Os apreciadores do Baião como gênero musical terão uma boa oportunidade na programação cultural deste fim de semana. No próximo sábado (27/04), o grupo Cariri Cangaço será recebido para um momento de grande alegria, no Café Patriota.

A palestra “A Magia do Baião” será realizada por Paulo Vanderlei, com apresentação do curador Manoel Severo e participação especial de Cecília do Acordeon. A programação terá início às 14 horas, no Salão Nobre do espaço.

O evento é gratuito e aberto ao público. Desta forma, os servidores e servidoras da Assembleia Legislativa do Ceará poderão desfrutar desta oportunidade de troca de ideias sobre o gênero musical que caracteriza a região Nordeste.

Serviço: Palestra "A Magia do Baião". Neste sábado (27/04), a partir das 14 horas, no Salão Nobre do Café Patriota (Avenida Santos Dumont, 1453 - Aldeota).

Publicado em Agenda Cultural

O Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC) convida servidores e servidoras da Assembleia Legislativa do Ceará para a palestra "Cultura de Paz: solução de conflitos nas organizações e na vida pessoal", com a advogada e professora Márcia Sarubbi Lippmann. O evento será realizado no dia 30 de abril, às 18 horas, no Auditório Murilo Aguiar.

Neste mesmo dia, a partir das 16 horas, no hall de entrada da AL-CE, haverá uma feirinha de artesanato com produtos produzidos por mulheres assistidas pelo Grupo Mulheres do Brasil.

E antes da palestra, às 17h30min, a orquestra do Instituto de Assistência e Proteção Social (IAPS), formada por crianças do bairro Tancredo Neves, se apresentará no auditório Murilo Aguiar.

Durante o evento, acontecerá ainda o lançamento do livro "Direito Sistêmico a Serviço da Cultura da Paz", uma obra que reúne artigos sobre Direito Sistêmico escritos sob a ótica feminina. Publicado pela Editora Manuscritos, o livro conta com a organização de Márcia Sarubbi Lippmann.

Serviço: O evento é gratuito e aberto ao público. As inscrições podem ser feitas pelo site https://www.sympla.com.br/cultura-de-paz-solucao-de-conflitos-nas-organizacoes-e-na-vida-pessoal__494158 ou pelos telefones: 85.3272.7857 / 99780.5991

A Comissão de Infância e Adolescência da Assembleia Legislativa promoveu, nesta terça-feira (02/04), uma palestra em alusão ao Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo. A deputada Erika Amorim (PSD), que preside a comissão, explicou que o objetivo do evento foi descobrir o que existe em termos de política pública sobre o tema e o que os parlamentares podem fazer para contribuir no sentido de incluir.

“É um tema ainda muito carregado de preconceito, considerando que as pessoas têm dificuldade de lidar com o diferente. Devemos sempre buscar a igualdade para todos, principalmente para aqueles que apresentam necessidades especais”, frisou.

O deputado Apóstolo Luiz Henrique (PP) lembrou da existência da Lei  12.764/12, que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Ele informou que a lei garante os mesmos direitos que os das pessoas com deficiência, como educação profissionalizante, inserção no mercado de trabalho e atendimento prioritário. “Eu me comprometo com essa luta, pois a saúde mental das nossas crianças é algo que me preocupa muito, afinal elas são nossa base”, frisou.

A deputada Augusta Brito (PCdoB) ressaltou que é de grande importância conscientizar as pessoas sobre o transtorno, pois só quem olha para as pessoas com autismo são aqueles que têm familiares ou amigos que sofrem com o transtorno.

“Precisamos divulgar ações e os direitos garantidos por lei, pois, na maioria das vezes, essas leis sequer se efetivam, elas não saem do papel. Precisamos promover uma inclusão real, fazendo com que as ações cheguem às pessoas por meio de um diagnóstico antecipado”, apontou.

A voz do servidor

O educador e sociólogo e servidor da Assembleia Legislativa Pádua Araújo pontuou as dificuldades enfrentadas pelas pessoas que têm familiares com TEA. Segundo ele, os obstáculos enfrentados pelos pais de crianças autistas para garantir direitos à segurança, saúde e educação se configuram como desafios gigantescos, tendo como base o preconceito que atinge seus filhos.

“Há uma grande dificuldade no sentido de inserir nossos filhos na sociedade, em um lugar que trabalhe a dignidade da criança autista com foco na sua condição”, informou. Ele ressaltou o trabalho realizado pela instituição Casa da Esperança, que trabalha com crianças com autismo. “Eles fazem um trabalho diferenciado, que é referência em toda a América Latina”, ressaltou Pádua.

O seminário contou ainda com a participação da médica e professora universitária Francinette Giffoni, que traçou um histórico do transtorno desde suas primeiras avaliações, e representantes do Instituto Casa da Esperança.

(Da Agência de Notícias da AL-CE)

A Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace) vai sediar no dia 13 de fevereiro, às 19 horas, na sala B do primeiro andar do Prédio Deputado José Euclides Ferreira Gomes, a palestra “Literatura e loucura: os escritos do devaneio”. A atividade é uma realização da pós-graduação do Instituto Dom José (IDJ) em parceria com a Unipace, e será ministrada pelo professor Emanuel Ramos para a turma de Psicologia das Relações Humanas e demais interessados.

De acordo com a coordenadora do curso, professora Rosa Abreu, o objetivo da palestra é promover o aprofundamento e reflexão sobre o tema, além de permitir às pessoas conhecerem a especialização do IDJ.

Conforme explica o professor Emanuel Ramos, a temática faz referência a conteúdos da disciplina “Teorias da Subjetividade”. A abordagem da palestra reflete a escrita como “condição e possibilidade de reinvenção do sofrimento psíquico do sujeito”, ou seja, a produção de textos como uma atividade terapêutica.

Durante a palestra, serão abordados obras como "O cemitério dos vivos", de Lima Barreto e "Memórias de um doente dos nervos", de Daniel Paul Schereber, que é considerado um clássico da psicanálise, segundo o professor. Ele explica ainda que Sigmund Freud utilizou este livro com elemento de fundamentação dos seus estudos da psicanálise.

Emanuel Ramos esclarece ainda que a palestra irá também abordar uma das questões tratadas pela especialização de Psicologia da Relações Humanas, que é a discussão sobre o que é normal e o que é patológico. O evento é gratuito, aberto ao público e com direito a certificado. Para mais informações, o contato é o telefone 85.3257.7871.

Temos 185 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500