Fortaleza, Segunda-feira, 23 Maio 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

A Coordenadoria de Desenvolvimento Institucional (Codins) da Assembleia Legislativa do Ceará organizou, nesta segunda-feira (18/04), de forma remota, a segunda entrevista para fornecer insumos de diagnóstico referente à gestão de pessoas na Casa. A primeira entrevista foi realizada dia 8 de abril, com gestores membros do Comitê de Gestão Estratégica (Coge), a diretora de Gestão de Pessoas, Elenice Ferreira Lima, e o presidente da Associação dos Servidores da Assembleia (Assalce), Luis Edson Sales. Essa segunda entrevista foi realizada com servidores representantes de todos os órgãos do Poder Legislativo.

As entrevistas fazem parte da construção do Programa de Capacitação em Gestão por Competências, que compõe uma das entregas do Projeto Estratégico "Implantação da Gestão por Competências", constante no Planejamento Alece 2030.

O professor Marcos Lima, pós-doutor em Gestão e doutor em Educação e Avaliação, líder de desenvolvimento e consultor sênior do Instituto de Avaliação, Gestão e Educação (Iagee), realizou as entrevistas com o objetivo de conhecer as expectativas e opiniões de gestores e servidores quanto à gestão de pessoas na Alece e assim elaborar diagnóstico institucional nessa área, bem como forneceu conteúdo customizado da Capacitação em Gestão por Competências.

Metodologia de trabalho

A capacitação visa a desenvolver e implantar a cultura de competências na organização; mapear as competências organizacionais e competências profissionais; e referenciar as bases para desempenho, ascensão funcional, remuneração, capacitação e outras políticas de gestão de pessoas.

Durante a entrevista com servidores, o professor Marcos Lima lhes perguntou: "Quais os principais desafios da gestão de pessoas na Assembleia Legislativa?" Dentre as várias falas, foram apontados a identificação de perfil técnico e adequação à atividade realizada pelo servidor, estabelecimento de critérios de meritocracia, necessidade de implantar cultura de retenção de talentos e realização de concurso público de forma mais regular, devido à quantidade de servidores em vias de se aposentar.

Dentre as facilidades apontadas pelos servidores para implantação da gestão por competências, cabe destacar o patrocínio da Gestão Superior e a existência de uma Comissão Permanente de Avaliação de Desempenho (Copad).

Antes de finalizar, o professor Marcos Lima perguntou aos participantes que conteúdo gostariam que fosse dada uma maior abordagem. Em resposta, o servidor Valdo Costa apontou a necessidade de dar "ênfase na identificação e mapeamento de competências institucionais como forma de promover o desenvolvimento da organização como um todo".

Ao todo participaram 30 servidores da Alece, com boa representatividade dos órgãos. Os pontos levantados foram o forte comprometimento de todos e o alinhamento das respostas dadas pelos servidores em relação às respostas dos gestores, demonstrando que tanto na instância estratégica quanto nas instâncias tática e operacional a expectativa é de implantação de uma cultura inovadora na gestão de pessoas do Poder Legislativo.

Do Núcleo de Comunicação Interna, com informações da Codins

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

WhatsApp: 85.99717.1801

 

No próximo dia 6 de abril, às 19 horas, a TV Assembleia (canal 31.1 e 61.3) exibe o Perfil Entrevista, com a pesquisadora e escritora Isabel Lustosa. Um programa produzido e realizado pelo Núcleo de Documentário da emissora.

A sobralense Isabel Lustosa é historiadora, ensaísta e escritora brasileira e atua como pesquisadora da Fundação Casa de Rui Barbosa. É doutora em Ciências Políticas pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ). Trabalhou, ainda, no Museu da República e no IPHAN. Seus estudos sobre a história da imprensa no Brasil trouxeram-lhe destaque nacional.

Isabel Lustosa é autora do livro infantil “A História dos Escravos”, que recebeu o certificado de “altamente recomendável” pelo Instituto Nacional do Livro Infanto Juvenil/ Fundação Nacional do Livro/Ministério da Cultura. É autora de livros como: “Dom Pedro I: um herói sem nenhum caráter”, “O nascimento da imprensa brasileira”, “O Chico e o avô do Chico”, “Brasil pelo método confuso – humor e boemia em Mendes Fradique” e “Caricatura”.

O Núcleo de Documentários é coordenado por Ângela Gurgel que, também, sonorizou e finalizou o programa, pelas jornalistas Ana Célia Oliveira, Janaína Gouveia, Arituza Timbó e, ainda, pelos profissionais de audiovisual Vinicius Augusto Bozzo e Marcelo Alves. A edição do programa e videografismos são de Daniel Cardoso e a fotografia de Máximo Moura.

A reprise do programa vai ao ar no domingo, dia 7 de abril, a partir das 22 horas.

Publicado em Agenda Cultural

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado José Sarto (PDT), considera que é papel de qualquer agente público, seja ele vereador, deputado estadual ou federal, ter a capacidade de discutir o Brasil de maneira transparente. A declaração foi feita no programa Narcélio Limaverde, da rádio FM Assembleia (96,7MHz), na manhã desta segunda-feira (11/02).

Para José Sarto, o Brasil vive um momento em que os parlamentos estaduais serão instados a se pronunciar sobre a macropolítica nacional, e isso também é de abrangência de mandato. “Para além das funções constitucionais de um deputado, como elaborar projetos de lei, representar a sociedade do seu estado e fiscalizar o Executivo, hoje é imperativo de um agente público com mandato promover um debate sobre a sociedade e o tipo de País que queremos”, enfatizou.

O parlamentar também apontou a área da saúde como um tema que deve ser colocado na ordem do dia das discussões. Na avaliação dele, o problema da saúde pública no Brasil deve ser visto de uma maneira bem abrangente. “Temos uma divisão de responsabilidades na gestão dessa área, envolvendo os entes federal, estaduais e municipais, que precisa ser mais bem aprofundada e, além disto, sabemos que o financiamento da saúde pública no País vem se deteriorando ao longo das últimas décadas”, salientou.

O presidente da AL destacou que as últimas gestões do Estado têm se esforçado para investir na questão da saúde. “Nos governos Cid Gomes e Camilo Santana foram inaugurados hospitais em Sobral, Juazeiro do Norte, Quixeramobim, Jaguaribe, foi reformado o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), construídas diversas policlínicas e Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), enfim, uma rede de equipamentos que há 10, 12 anos não tínhamos”, assinalou.

José Sarto destacou ainda o sistema de comunicação do Poder Legislativo do Estado. “Lembro-me que há 12 anos, ainda na gestão do presidente Marcos Cals, começamos o projeto da TV Assembleia e fui a Brasília conversar com o ministro das telecomunicações sobre o tema. Hoje a TV conta com um canal livre, e a rádio FM Assembleia tem inserção e audiência significativas, com uma programação diferenciada”, elogiou.

O deputado  acrescentou que  a comunicação é fundamental para qualquer sociedade. “Os veículos de comunicação da Casa devem primar por mostrar o Ceará em diversas facetas", defendeu.

(Da Agência de Notícias da AL-CE)

Temos 179 visitantes e Nenhum membro online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500