Fortaleza, Sexta-feira, 03 Dezembro 2021
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

O que leva uma mãe abandonar a própria filha por não conseguir conviver com as explosões de temperamento dela? E como a sociedade deve agir para conseguir reduzir os danos desse abandono? Essas parecem ser as questões centrais abordadas, mas sem respostas definitivas, no filme "Transtorno Explosivo", que retrata a vida da criança Benni, protagonizado pela jovem atriz Helena Zangel, que concorreu neste ano ao Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante por "Relatos do Mundo", ao lado de Tom Hanks (Netflix).

A psicanálise diz que a psique de uma pessoa tende a ser formada até os seis anos de idade. Se as funções parentais funcionarem de maneira eficaz, a tendência é de que a criança cresça de maneira saudável. Caso contrário, um abandono emocional pode lhe trazer, em casos extremos, um grande déficit psicológico, como é o caso da pequena Benni. No filme, entretanto, o transtorno mental parece anteceder o abandono. A criança faz de tudo para voltar ao convívio com a mãe, mas a reaproximação é difícil.

No desenvolvimento do enredo a garota apresenta toda sorte de desconformidade com o meio social onde se insere. Ela  rouba, berra, quebra, chantageia e machuca a si mesma.  Ao mesmo tempo, diversos profissionais da área da educação estudam uma forma de conter esse temperamento explosivo. Benni já foi expulsa de diversas escolas e abandonada por famílias adotivas. A sua mãe não tem condições financeiras nem emocionais para lidar com a menina de nove anos.

Direção e atuações

A diretora alemã Nora Fingscheidt, também roteirista da trama, acaba criando uma história complexa sobre todo um sistema de proteção infantil, desenvolvendo camadas não só relacionadas à protagonista, como a todos os outros personagens ao seu redor. Sua intenção em nenhum momento é trazer soluções ao caso, mas somente apresentá-lo ao público de uma maneira crua e densa.

O trabalho mais interessante dentre os adultos é o de Lisa Hagmeister, no papel da mãe da menina. Com pouco tempo de tela é possível sentir raiva, pena e compreensão. Embora seus atos sejam imperdoáveis, há diversos fatores que ajudam a gerar empatia por ela, uma mulher com dois filhos além de Benni, sem emprego e dentro de um relacionamento abusivo. Suas expressões transmitem o cansaço de alguém que precisa carregar o mundo sem as condições necessárias para isso.

"Transtorno Explosivo" é como uma bomba-relógio. A cada mudança de comportamento da protagonista, tem-se a sensação de que algo vai sair do eixo e causar uma explosão afetiva. E assim acontece. Vale destacar que Benni foi abandonada pela mãe, que tem mais dois filhos menores, e vive sendo expulsa de abrigos infantis. O motivo é um só: a garota tem acessos incontornáveis de raiva.

O longa,  além de ter sido vencedor do prêmio de contribuição artística Alfred Bauer no Festival de Berlim, também levou o Prêmio de Melhor Filme pelo Júri da 43ª Mostra Internacional de São Paulo em 2019, bem como foi o representante da Alemanha na corrida pelo Oscar.

Serviço: O filme pode ser visto nas plataformas Telecine e Globoplay

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/ 

     

Publicado em Agenda Cultural

A Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace), por meio da Célula de Qualificação dos Servidores, realiza na próxima terça-feira (08/09) mais uma edição do Webinar, com o tema “Aspectos comportamentais para a promoção da integridade na Gestão Pública”.

A palestra será conduzida por Leonel Oliveira, Doutor em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV)/ Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (Ebape), professor e pesquisador da Escola Superior de Magistratura do Estado do Ceará (Esmec) e da Unichristus. O convidado afirma que tem lido e estudado algumas aplicações práticas das ciências comportamentais, principalmente economia e psicologia, que foram implantadas e colocadas em prática como forma de promoção da integridade na gestão pública.

''A integridade é um dos aspectos abordados nas macrofunções do controle interno. Quando você consegue visualizar e trabalhar temas como a checagem de conflitos de interesse, acumulação indevida de cargos públicos e combate à corrupção, eles fornecem um reforço para a conformidade, tendo como base os vieses comportamentais do ser humano. Então, conseguimos trabalhar essa gestão a partir de elementos que fazem essa promoção da integridade dentro da própria gestão pública'', afirma.

Crescimento pessoal e profissional

A coordenadora da Célula de Qualificação dos Servidores, Norma David, destaca que “toda palestra tem por objetivo informar, contribuir e dialogar com o servidor para que a gente crie um ambiente de solidariedade, de apoio e conforto. Apesar do distanciamento social, estamos próximos virtualmente, contribuindo para que eles cresçam tanto no aspecto pessoal quanto profissional’’, afirma.  O projeto tem trazido à discussão temas variados, com a participação de palestrantes da Casa e especialistas convidados.

O Webinar é transmitido ao vivo por meio da plataforma Zoom. Clique no link https://bit.ly/2Dr6jdP para realizar sua inscrição. Além de adquirir conhecimento, os participantes têm direito a um certificado, que será entregue após o término do período de quarentena decorrente da pandemia da Covid-19.

Saiba mais

A última edição do Webinar foi conduzida por Sandra Valéria, analista de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), tendo como tema a ''Inovação no Serviço Público: contribuições em um ambiente de mudanças''.O projeto já recebeu  diversos convidados dentre eles,  Lindolfo Cordeiro, titular da Diretoria Legislativa da Assembleia, que abordou o cenário pós-pandemia; a fisioterapeuta Giselle Alves, com o tema Harmonização do  corpo e mente; e a psicóloga Mayara Rios, que  falou aos servidores sobre os cuidados com a saúde mental em tempos de isolamento social.

JB

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

Caras amigas e amigos,

Acabamos de passar por uma eleição muito polarizada, na qual os ânimos ficaram bastante acirrados e fomos expostos a limites nunca dantes vistos em períodos eleitorais anteriores.

A alta frequência com que notícias corriam pelas redes sociais, com informações muitas vezes falsas, exacerbaram as conversas e fizeram a temperatura subir muito nos debates, nas discussões acaloradas e terminaram por formar um clima de intolerância entre parentes e amigos. Relacionamentos de amizade e parentesco terminaram com muitas rachaduras e marcas.

Em nosso ambiente institucional, um fato causou o ápice de todo esse clima acalorado que vivenciamos nesta eleição. Um servidor da nossa Casa manifestou-se de forma inadequada nas redes sociais e causou uma ocorrência de proporções sérias, uma vez que várias pessoas, principalmente as mulheres se sentiram agredidas pelas palavras indevidas do referido servidor.

Ressaltamos que a política da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará - ASSALCE sempre foi a de respeito incondicional à pluralidade das idéias, pensamentos e das escolhas individuais, da liberdade de expressão e de acatamento das divergências, do atendimento imparcial de todos(as)  os(as) servidores(as)  da Casa.

Por esse motivo, como Presidente da Assalce, venho mui humildemente pedir a todos(as) os(as) servidores(as) envolvidos um relaxamento dessa tensão. No momento do embate, no instante de irritação ou estresse, falamos o que não devemos e ferimos pessoas a quem não queremos ferir. E nas redes sociais, a palavra escrita tem a mesma velocidade da palavra falada. Não dá tempo de rever, repensar e ponderar. 

Considerando a dimensão que esse problema tomou, providências e medidas de cautela, prudência e tolerância devam ser adotadas.

As pessoas que se sentiram agredidas têm razão de protestar, de estarem magoadas, de se sentirem feridas e de até procurarem seus direitos na justiça, mas só elas têm o tempo de reavaliar, de ressignificar, e só a elas pertence a nobre decisão de perdoar.

Por isso, peço que desarmem os espíritos e encarem a realidade: é importante pacificar nossas relações, que são essenciais em nossas vidas, perdoando os amigos por palavras grosseiras, ou até ofensivas. Sigamos confiando que nosso bem estar só alcançaremos se estivermos todos unidos, caminhando numa só direção.

Vamos, enfim, virar esta página e continuar de mãos dadas, pois, como filhos de Deus, somos todos irmãos.

Luís Edson Corrêa Sales

Presidente                                                  

 Associação dos Servidores da Assembléia Legislativa do Estado do Ceará – ASSALCE

Rua Arakém Silva, 103 – Dionísio Torres – Fone – 3257-6626 / 3272-8832

Publicado em ASSALCE

Temos 176 visitantes e 5 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500