Fortaleza, Sexta-feira, 03 Dezembro 2021
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

Se você gosta do cinema nacional e quer conhecer títulos inéditos de qualidade, tem uma boa oportunidade para se agendar de 13 a 21 de agosto. O Festival de Gramado divulgou a programação da edição de 2021 – que, pelo segundo ano consecutivo, será multiplataforma, tendo o Canal Brasil como tela oficial. A partir desta sexta-feira(13/08), com encerramento em 21 de agosto, será possível acompanhar, a partir das 21h30min, na grade linear do canal e nos serviços de streaming Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo, a exibição dos longas-metragens brasileiros, estrangeiros e gaúchos, dos curtas-metragens brasileiros e do filme de encerramento.

O Canal Brasil transmite ainda, ao vivo, direto do Palácio dos Festivais, em Gramado (RS), no sábado, dia 21 de agosto, às 21h30min, a cerimônia de premiação da 49ª edição do festival, com apresentação de Simone Zuccolotto e comentários de Roger Lerina.

Entre os dias 13 e 19 de agosto, o Canal Brasil exibirá também, sempre imediatamente antes da exibição dos filmes, às 21h15min, uma edição especial do "Cinejornal" com notícias do Festival de Gramado, trazendo entrevistas exclusivas com cineastas e elenco dos filmes participantes. A equipe de jornalismo também vai produzir lives para o Instagram do Canal Brasil (@canalbrasil) diretamente da Serra Gaúcha. E no sábado, dia 21, o canal leva ao ar uma mostra com filmes premiados em edições anteriores do evento. A partir das 14horas, serão exibidos, em sequência, os filmes "Colegas", "Benzinho", "Ferrugem" e "Raia 4", e logo após a cerimônia de premiação, às 23h45min, "Tatuagem".

Programação

Nesta sexta-feira (13/08), a partir das 21h30min, com exibição no Canal Brasil nos serviços de streaming Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo, estarão os curtas-metragens brasileiros "Quanto Pesa" (MA), de Breno Nina, e "O que há em ti" (SP), de Carlos Adriano, além do longa brasileiro "A Suspeita" (RJ), de Pedro Peregrino, e o longa gaúcho "Cavalo de Santo" (Porto Alegre), de Mirian Fichtner e Carlos Caramez.

No dia 14, sábado, é a vez dos curtas "Entre nós e o mundo" (SP), de Fabio Rodrigo, e "Animais na Pista" (PB), de Otto Cabral, além do longa brasileiro "Homem Onça" (RJ), de Vinícius Reis, e o longa gaúcho "A Colmeia" (Porto Alegre), de Gilson Vargas.

No dia 15, domingo, serão exibidos os curtas "Desvirtude" (RS), de Gautier Lee, e "Stone Heart" (AM), de Humberto Rodrigues, além do longa brasileiro "O Novelo" (SP), de Claudia Pinheiro, e o longa gaúcho "Extermínio" (Cachoeira do Sul), de Mirela Kruel.

O Festival tem também a participação do Ceará. No dia 16, segunda, a programação será composta pelos curtas "A beleza de Rose" (CE), de Natal Portela, e "Fotos Privadas" (RJ), de Marcelo Grabowsky, além do longa brasileiro "Álbum em Família" (RJ), de Daniel Belmonte, e o longa estrangeiro "Pseudo" (Bolívia), de GoryPatiño e LuisReneo.

Para o dia 17, terça, estão programados os curtas brasileiros "Eu não sou um robô" (RS), de Gabriela Lamas, e "Per Capita" (PE), de Lia Leticia, além do longa brasileiro "A primeira morte de Joana" (RS), de Cristiane Oliveira, e o longa estrangeiro "Gran Avenida" (Chile), de Moises Sepulveda.

No dia 18, quarta, serão exibidos os curtas brasileiros "Aonde vão os pés" (PR), de Débora Zanatta, e "Memória de quem (não) fui" (RJ), de Thiago Kistenmacker, além do longa brasileiro "Carro Rei" (PE), de Renata Pinheiro, e o longa estrangeiro "La teoria de los vidrios rotos" (Uruguai), de Diego Fernández Pujol.

No dia 19, quinta, a programação contará com os curtas brasileiros "A fome de Lázaro" (PB), de Diego Benevides, e "Da janela eu vejo o mundo" (PR), de Ana Catarina Lugarini, além do longa brasileiro "Jesus Kid" (PR), de Aly Muritiba, e do longa estrangeiro "Planta Permanente" (Argentina), de Ezequiel Radusky.

No dia 20, sexta, será exibido o filme de encerramento: "Fourth Grade", de Marcelo Galvão. E no dia 21, sábado, o Canal Brasil e os serviços de streaming Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo transmitem a cerimônia de premiação, com a entrega de prêmios para as Mostras Competitivas de Curtas-Metragens Brasileiros e Longas-Metragens Brasileiros, Estrangeiros e Gaúchos.

Onde acompanhar no streaming

Os curtas brasileiros e gaúchos e longas gaúchos podem ser assistidos através dos serviços de streaming Canais Globo e Globoplay + Canais os Vivo da seguinte maneira: os curtas-metragens brasileiros e os gaúchos ficam disponíveis a partir das 10 horas do sábado, 14 de agosto, até às 23h59min do dia 21 de agosto; já os longas-metragens gaúchos ficam disponíveis a partir das 10 horas de segunda-feira, 16 de agosto, até às 23h59min do dia 21 de agosto.

Do Núcleo de Comunicação Interna da Alece, com informações do site Tela Viva (https://telaviva.com.br/)

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Publicado em Agenda Cultural

O isolamento social ocorrido neste ano atrasou a estreia de diversos filmes consagrados pela crítica especializada. Um deles é “Pacarrete”, que chega hoje aos cinemas de Fortaleza. O longa de Allan Deberton foi exibido no Cineteatro São Luiz em 2019 durante o 29º “Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema” e entra em cartaz nesta semana com seis sessões no equipamento: nos dias 26, 27 e 28 de novembro, às 14 horas e 16h45min. “Pacarrete” traz a história de uma bailarina incomum e teve imagens gravadas no histórico Theatro José de Alencar – que, assim como o Cineteatro, é equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult). O filme também será exibido nos cinemas dos shoppings Iguatemi e RioMar.

Estrelado por Marcélia Cartaxo e filmado na cidade de Russas, interior do Ceará, “Pacarrete” foi um dos filmes mais elogiados e festejados pela crítica e pelo público, que teve a oportunidade de assisti-lo nos 39 festivais por onde já passou. O filme foi o grande premiado do 47º Festival de Cinema de Gramado, ganhador de 8 Kikitos - Melhor Filme, Melhor Filme Júri Popular, Melhor Direção, Melhor Atriz, Melhor Roteiro, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Desenho Sonoro. Desde então, já coleciona vinte e sete prêmios em festivais de todo o mundo e, com a definição de sua data de estreia (dia 26/11), é elegível e pretende concorrer a uma vaga no Oscar 2021, como filme representante do Brasil.

Primeiro longa-metragem de Allan Deberton, “Pacarrete” aborda questões como a loucura, os desafios de ser artista e o drama da velhice de uma bailarina clássica, que gosta de ser chamada de Pacarrete – “margarida” em francês. O filme é livremente inspirado na conterrânea do diretor e demorou 12 anos para ser realizado. Filmado na cidade-natal de Deberton, Russas (CE), o longa coloca na tela todas as suas lembranças da época, do lugar, “de quando ouvi falar dela pela primeira vez”, lembra o diretor.

Tornou-se um filme “movido por uma locomotiva de sensações”, ele explica. “Fico pensando nas inadequações e em como é triste ter que gritar para ser ouvido, para ser respeitado. Quem assiste ao filme sai modificado, eu tenho certeza, pensando em alguém não muito distante... Pode ser uma vizinha, uma tia, ou um senhor excêntrico. Pacarrete pode ser um estado de espírito. É quando a gente vive quem a gente é”, completa o diretor.

Nascida e criada em Russas, Pacarrete alimentou desde criança o sonho de ser artista e viver a vida na ponta da sapatilha, mesmo sendo de uma cidade conservadora, onde mulher nasceu para casar e ter filhos. Mas é em Fortaleza que ela conseguiu estar no centro dos holofotes como bailarina clássica e se torna professora de balé. Com a aposentadoria, ela retorna para sua cidade natal onde pretende continuar seu trabalho artístico, mas só encontra desrespeito à sua arte: em vez de plateias de admiradores e aplausos, ela se defronta com o despeito daqueles que cruzam seu caminho - e a bailarina e professora de outrora se transforma na “louca da cidade”.

Serviço: Exibições do filme “Pacarrete” de Allan Deberton. Dias 26, 27 e 28 de novembro às 14 horas e 16h45min, no Cineteatro São Luiz. Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) - à venda no site da Tudus (https://checkout.tudus.com.br/cineteatro-sao-luiz-pacarrete/selecione-seus-ingressos) e nas bilheterias do Cineteatro de quarta a sexta, das 12h30min às 16h45min, e aos sábados, das 9h30min às 16h45min.

SC, com informações do Cineteatro São Luiz

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

Publicado em Agenda Cultural

Temos 49 visitantes e 5 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500