Fortaleza, Terça-feira, 18 Janeiro 2022
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática
 PORTAL DO SERVIDOR
 Coordenadoria de Planejamento e Informática

Criatividade e o inusitado se unem na série norueguesa Os Visitantes, da HBO. São apenas seis episódios criados e escritos por Eilif Skodvin e Anne Bjørnstad e dirigido por Jens Lien. O título original é bem mais fiel ao conteúdo. Em inglês, Beforeigners, que em tradução livre significa antepassados. O bom é que já está confirmada a renovação para uma segunda temporada.  

A série se passa em Oslo, onde repentinos flashes de luz aparecem na baía de Bjørvika. Um grande número de pessoas de diferentes períodos do passado:  Idade da Pedra, Idade Viking e século 19. repentinamente aparecem no presente. O policial Lars Haaland (Nicolai Cleve Broch) e sua esposa grávida encontram pela primeira vez "migrantes", que falam nórdico antigo.

 Quase duas décadas depois, os chamados "antepassados" lutam para se integrar na sociedade norueguesa moderna. Alguns dos indivíduos do século 19 encontraram trabalho como jornalistas, funcionários de escritório e professores, enquanto a maioria dos antigos nórdicos não tem onde morar e dorme em parques. Os homens da Idade da Pedra vivem nas periferias e nas florestas. Muitos noruegueses modernos percebem esses "refugiados" como um risco para a sociedade contemporânea.

 A narrativa não explica, em nenhum momento, como e porque acontecem essas viagens no tempo. Ao contrário de outros damas que envolvem enredos transtemporais, não são os habitantes do presente que se deslocam para o passado ou para o futuro, são os antepassados que surgem em plena contemporaneide, trazendo todos os seus traços culturais para os dias atuais. É interessante como o roteiro brinca com isso. De repente, adeptos da religião ancestral nórdica surge na porta de alguém oferecendo para apresentar aos moradores da casa um senhor muito especial chamado Odin. Qualquer semelhança com pentecostais ou testemunhas de Jeová não é mera coincidência.  Estes fatos apresentados podem também ser uma analogia com a crise de migrações da Europa, que nos últimos anos tem recebido um gande número de estrangeiros de  etnia mulçumana.  

 "Beforeigners" foi nomeada para Melhor Série Dramática no prêmio Gullruten 2020,  tornando-se assim a primeira produção da HBO a ser indicada para um prêmio Gullruten. No Norwegian Series Critics Awards em setembro de 2020, a série foi indicada para Melhor Drama Norueguês, enquanto Krista Kosonen recebeu uma indicação para Melhor Atriz em Série Norueguesa.

 TRAMA

 Lars Haaland agora mora sozinho com sua filha Ingrid, de 18 anos, enquanto sua ex-esposa vive como uma neo-vitoriana, casada com um marido do século 19. Lars é viciado em um alucinógeno ancestral, negociado por viajantes do tempo e fica chapado todas as noites. Ele briga com a ex-mulher por causa de Ingrid porque a filha deles quer ir para Russefeiring, uma festa tradicional para alunos noruegueses do ensino médio. Mais tempo, os migrantes continuam a aparecer no porto diariamente.

 Uma mulher com tatuagens da Idade da Pedra e dentes podres é encontrada morta em uma praia e Lars é colocado no comando da investigação. Ele é parceiro de um policial do primeiro dia, Alfhildr Enginnsdottir (Krista Kosonen), esposa de um fazendeiro da era Viking do século 11. É a primeira policial com "formação multitemporal", mas é evitada por alguns de seus colegas, que a consideram inadequada para o trabalho. Lars e Alfhildr gradualmente se acostumam a trabalhar juntos, embora tenham seus próprios desentendimentos e desentendimentos ocasionais.  

 A autópsia da mulher morta revela que ela foi estrangulada e tem estranhas marcas cruzadas nas costas. Uma jovem relata que viu um "monstro marinho verde com olhos brilhantes" agarrar a mulher morta. Enquanto a investigação continua, um indivíduo chamado Navn (Oddgeir Thune) ganha destaque, tornando-se suspeito. Uma segunda autópsia da mulher morta revela que ela não é de fato do passado, mas sim uma norueguesa contemporânea. Uma nova tendência se torna aparente, onde "aspirantes a migrantes temporais" trocam suas identidades do século 21 e vivem como antepassados.

 Ao longo da série, Alfhildr tem flashbacks momentâneos de seu passado viking. Ela é revelada como uma donzela-escudo em vez de esposa de um fazendeiro. Em seu tempo livre, ela procura um homem chamado Tore Hund (Stig Henrik Hoff). Ela conhece um velho amigo, Urd Sighvatsdottir (Ágústa Eva Erlendsdóttir), outra ex-escudeira.  

ONDE ASSISTIR

Stream HBO

Acesso: https://www.hbobrasil.com/subscribe/loginhbogo

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da AL

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 85.3257.3032

WhatsApp: 85.99147.6829

Publicado em Agenda Cultural

Temos 45 visitantes e 2 membros online

Login de Acesso

Por favor, para efetuar o login digitar zeros(0) à esquerda. Ex: 000015. Totalizando 6 dígitos.

CURSOS / PROJETOS

EVENTOS / DESTAQUES



  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará 

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900                           Siga-nos:

  Fone: (85) 3277.2500